FECHAR
Voltar

Painel

Revista M&T Edição 124 - 01/2010

Recicladora com espuma reduz custos e impacto em obra rodoviária

A empresa Paulifresa Fresagem e Reciclagem, especializada em serviços de reabilitação e restauração de rodovias, adquiriu mais uma recicladora de asfalto da Wirtgen, modelo WR 2400, para ampliar sua frota de equipamentos usados nos contratos de manutenção de pavimentos. Em suas operações, a empresa mobiliza equipamentos especiais para essa atividade, como fresadoras e recicladoras, entre elas o modelo WR 2000, da mesma marca.

Esses equipamentos possibilitam a reciclagem do pavimento e contribuem para uma operação sustentável, reduzindo o volume de material importado de jazidas. Além disso, a tecnologia reduz os custos da obra ao eliminar o transporte dos materiais removidos, que são reciclados no próprio local para reaproveitamento.

Equipadas com dispositivo para a produção da espuma de asfalto, as recicladoras da empresa estão operando em obras na BR-376, na Rodovia do Café, no Paraná, e na BR-020, no Ceará. Na Rodovia do Café, a Paulifresa utiliza dois equipamentos em um trecho de 12 km, para obras no acostamento e estabilização com a adição de cimento e pó de pedra. As recicladoras realizam o serviço removendo o pavimento em larguras de 2 m a 2,4 m, com uma profundidade de corte de até 50 cm.

Júlio César Arantes, diretor executivo da empreiteira, ressalta as vantagens proporcionadas pelo uso dessa tecnologia. “Os equipamentos contam com microprocessador que controla a adição de água, de emulsão ou cimento asfáltico de petróleo (CAP) utilizado na reciclagem com espuma de asfalto”, diz ele. O processo é simples: a espuma de asfalto surge da união do asfalto aquecido a 170ºC com pequena percentagem de água, de 2% a 3%.

Isto modifica o estado físico do material de superviscoso, duro e pegajoso para uma espuma com aumento significativo de volume, promovendo a união e recobrimento dos agregados. A tecnologia também pode ser usada para o tratamento de materiais com teores de umidade relativamente altos, pois o ligante pode ser adicionado sem qualquer uso de água.