P U B L I C I D A D E

ABRIR
FECHAR

P U B L I C I D A D E

ABRIR
FECHAR
EMPRESAS
Voltar

Volvo inicia implantação de fábrica de baterias na Suécia

Nova unidade na região de Skaraborg deve atingir produção em larga escala até 2030

Assessoria de Imprensa

04/08/2022 08h08 | Atualizada em 08/08/2022 14h02

Para atender à crescente demanda por máquinas e veículos elétricos a bateria, o Grupo Volvo iniciou o processo para estabelecer uma unidade de produção de células de bateria em larga escala na Suécia.

As células de bateria serão projetadas especificamente para aplicações em veículos comerciais, apoiando a implantação global de caminhões elétricos, ônibus, equipamentos de construção e linhas de transmissão elétrica para diferentes aplicações.

Um estudo para a implantação já foi feito pela empresa, indicando a região de Skaraborg como o local ideal para o projeto.

Situado próximo à fábrica principal do Grupo Volvo em Skövde, o município de Mariestad conta com infraestrutura industrial e logística, com acesso ao desenvolvido sistema de fornecimento de energia livre de fósseis da Suécia.

Após a instalação, a empresa planeja aumentar gradualmente a capacidade da nova unidade, atingindo a produção em larga escala até 2030.

Segundo o executivo, o ob

...

Para atender à crescente demanda por máquinas e veículos elétricos a bateria, o Grupo Volvo iniciou o processo para estabelecer uma unidade de produção de células de bateria em larga escala na Suécia.

As células de bateria serão projetadas especificamente para aplicações em veículos comerciais, apoiando a implantação global de caminhões elétricos, ônibus, equipamentos de construção e linhas de transmissão elétrica para diferentes aplicações.

Um estudo para a implantação já foi feito pela empresa, indicando a região de Skaraborg como o local ideal para o projeto.

Situado próximo à fábrica principal do Grupo Volvo em Skövde, o município de Mariestad conta com infraestrutura industrial e logística, com acesso ao desenvolvido sistema de fornecimento de energia livre de fósseis da Suécia.

Após a instalação, a empresa planeja aumentar gradualmente a capacidade da nova unidade, atingindo a produção em larga escala até 2030.

Segundo o executivo, o objetivo da empresa é que, até lá, ao menos 35% dos produtos vendidos pela marca sejam elétricos.

"Nosso objetivo é liderar a transição para um sistema de transporte descarbonizado e, no longo prazo, temos a ambição de oferecer soluções que sejam 100% livres de fósseis", afirma Martin Lundstedt, presidente e CEO do Grupo Volvo.

“Esse aumento exigirá grandes volumes de baterias de alto desempenho produzidas com energia livre de fósseis, o que torna a produção de baterias um passo lógico em nossa futura pegada industrial”, comenta.