ABRIR
FECHAR
ABRIR
FECHAR
11 de janeiro de 2022
Voltar

Siderúrgica adota motobomba para movimentação de carepa no Rio de Janeiro

Empresa utilizou as bombas submersíveis Weda 110LN da Itubombas para transferir o excesso de resíduos
Fonte: Assessoria de Imprensa

A carepa, formada por camadas de óxidos de ferro, e o clinquer, constituído por óxidos, calcário e outros elementos resultantes do processo de laminação na indústria siderúrgica, são removidos através de processos como a decapagem e são despejados em tanques em meio aquoso.

Nos tanques, tais elementos concentram-se na superfície do líquido e precisam ser bombeados para o tratamento.

Uma das maiores produtoras de aços planos da América Latina, localizada no Estado do Rio de Janeiro, precisou buscar uma alternativa para a transferência destes resíduos, pois as bombas utilizadas em sua instalação não atendiam à demanda com eficiência, prejudicando a retomada da produção.

A operação exigia que o equipamento possuísse um misturador agregado na sucção para facilitar a homogeneização e, consequentemente, a transferência da lama para os tanques de tratamento.

As bombas submersíveis Weda 110 LN fornecidas em modo de locação pela Itubombas foram escolhidas para realizar a operação e atenderam todas as especificações.

De acordo com a empresa, estas bombas oferecem várias vantagens. São projetadas para operar com líquidos que contenham partícu...


A carepa, formada por camadas de óxidos de ferro, e o clinquer, constituído por óxidos, calcário e outros elementos resultantes do processo de laminação na indústria siderúrgica, são removidos através de processos como a decapagem e são despejados em tanques em meio aquoso.

Nos tanques, tais elementos concentram-se na superfície do líquido e precisam ser bombeados para o tratamento.

Uma das maiores produtoras de aços planos da América Latina, localizada no Estado do Rio de Janeiro, precisou buscar uma alternativa para a transferência destes resíduos, pois as bombas utilizadas em sua instalação não atendiam à demanda com eficiência, prejudicando a retomada da produção.

A operação exigia que o equipamento possuísse um misturador agregado na sucção para facilitar a homogeneização e, consequentemente, a transferência da lama para os tanques de tratamento.

As bombas submersíveis Weda 110 LN fornecidas em modo de locação pela Itubombas foram escolhidas para realizar a operação e atenderam todas as especificações.

De acordo com a empresa, estas bombas oferecem várias vantagens. São projetadas para operar com líquidos que contenham partículas abrasivas. O design robusto e de fácil instalação confere resistência e agilidade ao equipamento.

“O modelo selecionado é indicado para inúmeras aplicações, como a desidratação de canteiros de obras, minas e áreas salgadas. Seu funcionamento elétrico é compatível com exigências de redução de carbono”, afirma.

As características construtivas da bomba submersível Weda 110LN, a facilidade de descarga e o manuseio simples permitiram o bombeamento da lama mais rapidamente e com melhores resultados que a solução anteriormente utilizada, permitindo a retomada de produção em menor tempo e com maior eficiência.