FECHAR
10 de junho de 2021
Voltar

Remanufatura de peças avança no país

Criada em 2020, divisão AGCO Power Reman impulsiona mercado que já cresce 10% ao ano no Brasil
Fonte: Assessoria de Imprensa

A remanufatura é um processo em que as peças usadas são recuperadas e devolvidas em estado novo. Alternativa de reposição cada vez mais usual, essa indústria já movimenta US$ 100 bilhões no mundo, de acordo com a ANRAP (Associação Nacional dos Remanufaturadores de Autopeças).

No Brasil, o setor cresce 10% ao ano e já corresponde a 50% das peças de reposição, com viés de crescimento. Um exemplo disso é a divisão Power Reman, criada pela AGCO no final de 2020 e que permite ao produtor adquirir peças remanufaturadas para equipamentos agrícolas das marcas Massey Ferguson e Valtra.

Desde o lançamento, já foram recuperadas 40 unidades de propulsores. Para 2021, a meta é dobrar o volume de vendas. Atualmente, a AGCO Reman está disponível para tratores e colheitadeiras com motores mecânicos, mas a previsão é que o portfólio seja ampliado, inclusive com a inclusão de motores eletrônicos e transmissões.

“O motor Reman é concebido de acordo com as especificações de fábrica, com as mesmas garantias de uma peça nova, mas com custo 30% menor”, destaca André Rocha, gerente de vendas e pós-venda da AGCO Power para a América do Sul.

Segundo ele, os motores usados s&...


A remanufatura é um processo em que as peças usadas são recuperadas e devolvidas em estado novo. Alternativa de reposição cada vez mais usual, essa indústria já movimenta US$ 100 bilhões no mundo, de acordo com a ANRAP (Associação Nacional dos Remanufaturadores de Autopeças).

No Brasil, o setor cresce 10% ao ano e já corresponde a 50% das peças de reposição, com viés de crescimento. Um exemplo disso é a divisão Power Reman, criada pela AGCO no final de 2020 e que permite ao produtor adquirir peças remanufaturadas para equipamentos agrícolas das marcas Massey Ferguson e Valtra.

Desde o lançamento, já foram recuperadas 40 unidades de propulsores. Para 2021, a meta é dobrar o volume de vendas. Atualmente, a AGCO Reman está disponível para tratores e colheitadeiras com motores mecânicos, mas a previsão é que o portfólio seja ampliado, inclusive com a inclusão de motores eletrônicos e transmissões.

“O motor Reman é concebido de acordo com as especificações de fábrica, com as mesmas garantias de uma peça nova, mas com custo 30% menor”, destaca André Rocha, gerente de vendas e pós-venda da AGCO Power para a América do Sul.

Segundo ele, os motores usados são desmontados até o último parafuso e inspecionados. Após a operação, os equipamentos passam por testes de emissões, torque e potência, eficiência de consumo, pressão de temperatura, controle de rotação e aceleração. A garantia é de 12 meses.

“A solução reforça a preocupação de agregar valor ao negócio por meio de novidades que beneficiem os produtores em suas diferentes necessidades”, afirma Breno Cavalcanti, gerente de negócios das áreas AGCO Power e Reman AGCO.