ABRIR
FECHAR
ABRIR
FECHAR
29 de outubro de 2021
Voltar

Guindaste supera desafios em projeto histórico na Índia

Uma grua Comansa 21CM550 está atuando na construção da primeira ponte ferroviária estaiada da Índia, considerada uma maravilha da engenharia
Fonte: Assessoria de Imprensa

Uma grua de 25 toneladas está trabalhando na construção da Ponte Anji Khad, a primeira ponte ferroviária estaiada da Índia, suspensa sobre um desfiladeiro e que deve ser entregue em dezembro de 2022 ao custo de 40 milhões de euros.

Trata-se de um projeto histórico para a infraestrutura ferroviária indiana, reconhecido como uma maravilha da engenharia graças às dificuldades envolvidas no processo de construção e à tecnologia utilizada.

Em janeiro de 2017, a Indian Railways concedeu à HCC (Hindustan Construction Company) o contrato para a construção da ponte para o Projeto Udhampur Srinagar Baramulla Rail Link (USBRL), que está sendo desenvolvido pela Konkan Railway Corporation Limited (empresa pública da Índia) conectando as estações Katra e Reasi da linha Jammu-Baramulla.

Inicialmente, foi planejada uma ponte em arco, porém o comitê técnico decidiu que o local era inadequado para esse tipo de construção devido à instabilidade geológica.

Assim, optou-se por construir uma ponte estaiada de torre única com 750 metros de comprimento e vão central de mais de 260 metros, suspensa 331 metros acima do leito do rio Chenab.

Para atender às exigências do projeto e ao desafio envolvido na construção da t...


Uma grua de 25 toneladas está trabalhando na construção da Ponte Anji Khad, a primeira ponte ferroviária estaiada da Índia, suspensa sobre um desfiladeiro e que deve ser entregue em dezembro de 2022 ao custo de 40 milhões de euros.

Trata-se de um projeto histórico para a infraestrutura ferroviária indiana, reconhecido como uma maravilha da engenharia graças às dificuldades envolvidas no processo de construção e à tecnologia utilizada.

Em janeiro de 2017, a Indian Railways concedeu à HCC (Hindustan Construction Company) o contrato para a construção da ponte para o Projeto Udhampur Srinagar Baramulla Rail Link (USBRL), que está sendo desenvolvido pela Konkan Railway Corporation Limited (empresa pública da Índia) conectando as estações Katra e Reasi da linha Jammu-Baramulla.

Inicialmente, foi planejada uma ponte em arco, porém o comitê técnico decidiu que o local era inadequado para esse tipo de construção devido à instabilidade geológica.

Assim, optou-se por construir uma ponte estaiada de torre única com 750 metros de comprimento e vão central de mais de 260 metros, suspensa 331 metros acima do leito do rio Chenab.

Para atender às exigências do projeto e ao desafio envolvido na construção da torre em local tão remoto e complexo, a HCC selecionou um guindaste 21CM550, da série 2100 da Comansa.

Além dos desafios logísticos ligados aos aspectos topográficos, a construção exige o uso de um sistema de proteção contra raios, projetado para evitar danos aos dispositivos eletrônicos do equipamento.

“Graças à montagem facilitada e à reduzida necessidade de espaço, o guindaste flat-top patenteado superou os desafios logísticos ligados à complexa topografia da área. Além disso, a troca automática de cabo trolley, juntamente ao sistema Power Lift, permite que cargas variáveis sejam içadas com eficiência”, comenta a fabricante, destacando ainda a importância do serviço técnico e da disponibilidade de peças de reposição na operação.


Ponte estaiada já é considerada uma maravilha da engenharia