ABRIR
FECHAR
ABRIR
FECHAR
21 de setembro de 2021
Voltar

Vamos anuncia oferta de ações de até R$1 bi

A empresa de locação de caminhões, máquinas e equipamentos fará uma oferta restrita primária de cerca de até 65,6 milhões de ações
Fonte: Reuters

A Vamos, empresa de locação de máquinas e caminhões, fará uma oferta restrita primária de cerca de até 65,6 milhões de ações, que espera precificar as ações em 23 de setembro.

De acordo com o documento enviado à Comissão de Valores Mobiliários(CVM), a operação consistirá na distribuição primária de, inicialmente, 32,7 milhões de papéis. Contudo, essa quantidade poderá ser duplicada, caso haja demanda.

Considerando o preço de fechamento dos papéis na véspera, de 16,01 reais, o follow-on totaliza 1,05 bilhão de reais, considerando a oferta base (32.792.005 ações) e o lote adicional (até 32.792.005). Os coordenadores são BTG Pactual, Bradesco BBI, Itaú BBA, JPMorgan, Santander Brasil, UBS BB e XP.

Os recursos com a operação, segundo a companhia, serão destinados para crescimento orgânico com aquisição de caminhões e máquinas.

No mesmo fato relevante, a Vamos informou que os administradores da companhia optaram por descontinuar a divulgação de projeções financeiras anteriormente apresentadas, "tendo em vista a necessidade de alinhamento de sua política de divulgação de projeções com os proc...


A Vamos, empresa de locação de máquinas e caminhões, fará uma oferta restrita primária de cerca de até 65,6 milhões de ações, que espera precificar as ações em 23 de setembro.

De acordo com o documento enviado à Comissão de Valores Mobiliários(CVM), a operação consistirá na distribuição primária de, inicialmente, 32,7 milhões de papéis. Contudo, essa quantidade poderá ser duplicada, caso haja demanda.

Considerando o preço de fechamento dos papéis na véspera, de 16,01 reais, o follow-on totaliza 1,05 bilhão de reais, considerando a oferta base (32.792.005 ações) e o lote adicional (até 32.792.005). Os coordenadores são BTG Pactual, Bradesco BBI, Itaú BBA, JPMorgan, Santander Brasil, UBS BB e XP.

Os recursos com a operação, segundo a companhia, serão destinados para crescimento orgânico com aquisição de caminhões e máquinas.

No mesmo fato relevante, a Vamos informou que os administradores da companhia optaram por descontinuar a divulgação de projeções financeiras anteriormente apresentadas, "tendo em vista a necessidade de alinhamento de sua política de divulgação de projeções com os procedimentos adotados por seus auditores independentes e demais consultores no âmbito da oferta.”