FECHAR
27 de abril de 2021
Voltar

Mercado de maquinário autônomo valerá R$ 836 bi em 2031

Consultoria prevê crescimento médio de 10% ao ano para o segmento nesta década
Fonte: Canal Rural

A consultoria Fact.MR, empresa de pesquisa e consultoria de mercado com sede em Dubai, estima que o mercado global de maquinários agrícolas autônomos vai crescer 10% ao ano e alcançar o valor de US$ 150 bilhões (ou R$ 836 bilhões) em 2031.

Segundo o relatório, a tendência de adoção de tratores, colheitadeiras e outros equipamentos agrícolas autônomos estimula os fabricantes a investir em pesquisa e desenvolvimento (P&D) para capitalizar as oportunidades que se aproximam.

O documento justifica que os maquinários autônomos são altamente eficientes na economia de tempo, custo na produção, monitoramento de safras e análises de campo e solo e, por isso, vão de encontro às necessidades da agricultura.

Outro fator apontado é a demando do mercado por equipamentos capazes de realizar coleta de dados cada vez mais apuradas e, neste caso, os maquinários autônomos podem ir além dos veículos convencionais.

Um dos pilares tecnológicos para os veículos autônomos é a inteligência artificial, que abre um grande leque de possibilidades e vantagens operacionais.

Entre elas, a capacidade para agricultura de precisão, análise preditiva para otimizar a produção e soluções avançadas para colheit...


A consultoria Fact.MR, empresa de pesquisa e consultoria de mercado com sede em Dubai, estima que o mercado global de maquinários agrícolas autônomos vai crescer 10% ao ano e alcançar o valor de US$ 150 bilhões (ou R$ 836 bilhões) em 2031.

Segundo o relatório, a tendência de adoção de tratores, colheitadeiras e outros equipamentos agrícolas autônomos estimula os fabricantes a investir em pesquisa e desenvolvimento (P&D) para capitalizar as oportunidades que se aproximam.

O documento justifica que os maquinários autônomos são altamente eficientes na economia de tempo, custo na produção, monitoramento de safras e análises de campo e solo e, por isso, vão de encontro às necessidades da agricultura.

Outro fator apontado é a demando do mercado por equipamentos capazes de realizar coleta de dados cada vez mais apuradas e, neste caso, os maquinários autônomos podem ir além dos veículos convencionais.

Um dos pilares tecnológicos para os veículos autônomos é a inteligência artificial, que abre um grande leque de possibilidades e vantagens operacionais.

Entre elas, a capacidade para agricultura de precisão, análise preditiva para otimizar a produção e soluções avançadas para colheita, plantio ideal e gerenciamento de solo e água.

Desafios

Apesar de ser muito procurado por sua eficiência e precisão, o relatório identifica alguns fatores restritivos enfrentados pelos fabricantes autônomos de equipamentos agrícolas.

Entre tais fatores estão o ciclo de produção caro e complexo, a incorporação de inteligência artificial e outras tecnologias de ponta gera em custos adicionais e mão de obra altamente especializada.

Além disso, a eclosão da pandemia afetou as empresas manufatureiras devido à escassez no fornecimento de matérias-primas, indisponibilidade de mão de obra, crise financeira e queda na demanda.

No entanto, com a esperada volta à normalidade e o aumento das atividades de P&D para minimizar as desvantagens, os fornecedores de equipamentos agrícolas autônomos deverão ter maior crescimento nos próximos anos.

Geografia

O relatório aponta Estados Unidos, Alemanha, China e Japão como os principais mercados para equipamentos agrícolas autônomos. De acordo com o Fact.MR, tratores e colheitadeiras autônomas já são altamente demandados nestes países.

De acordo com o Fact.MR, esses segmentos irão alimentar de forma consistente as vendas de fabricantes autônomos de equipamentos agrícolas durante o período de previsão.