P U B L I C I D A D E

ABRIR
FECHAR

P U B L I C I D A D E

ABRIR
FECHAR
EVENTOS
Voltar

FPT Industrial destaca o futuro do motor diesel no 19º Fórum SAE Brasil

Fabricante apresenta no evento sua evolução em emissões, desafios superados e tendências para o futuro

Assessoria de Imprensa

03/08/2022 14h50

A FPT Industrial leva sua visão sobre o futuro do motor diesel ao 19º Fórum SAE Brasil da Mobilidade – Seção Paraná e Santa Catarina, em Curitiba (PR).

Nesta quinta-feira (4), o especialista de marketing produto da marca do Iveco Group, Edinilson Almeida, apresenta em palestra as evoluções nos limites de emissões, os desafios superados e as tendências para o futuro, incluindo soluções para a fase P8 do Proconve, gás natural como ponte para a eletrificação e outras.

Com o modelo F1C Euro VI, a marca saiu na frente ao homologar o primeiro motor para a fase P8 do Programa de Controle de Emissões Veiculares (Proconve).

O P8 traz reduções de emissões de NOx (óxidos de nitrogênio) em 80%, HC (hidrocarbonetos não queimados) em mais de 70% e MP (material particulado) em 50%, além de exigir a contagem de partículas.

Atualmente, 64,9% do modal de transporte no Brasil é rodoviário. Esse modal representa 97% do consumo de diesel, com a aplicação dos motores Euro VI como fator primordial para as metas de descarbonização do país.

...

A FPT Industrial leva sua visão sobre o futuro do motor diesel ao 19º Fórum SAE Brasil da Mobilidade – Seção Paraná e Santa Catarina, em Curitiba (PR).

Nesta quinta-feira (4), o especialista de marketing produto da marca do Iveco Group, Edinilson Almeida, apresenta em palestra as evoluções nos limites de emissões, os desafios superados e as tendências para o futuro, incluindo soluções para a fase P8 do Proconve, gás natural como ponte para a eletrificação e outras.

Com o modelo F1C Euro VI, a marca saiu na frente ao homologar o primeiro motor para a fase P8 do Programa de Controle de Emissões Veiculares (Proconve).

O P8 traz reduções de emissões de NOx (óxidos de nitrogênio) em 80%, HC (hidrocarbonetos não queimados) em mais de 70% e MP (material particulado) em 50%, além de exigir a contagem de partículas.

Atualmente, 64,9% do modal de transporte no Brasil é rodoviário. Esse modal representa 97% do consumo de diesel, com a aplicação dos motores Euro VI como fator primordial para as metas de descarbonização do país.

Até o momento, a FPT Industrial homologou mais de 20 motores para o novo nível de emissões. O processo, com o envolvimento dos times de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) do Brasil e da Europa, realizou simulações virtuais e computadorizadas, montagem de protótipos, testes em banco de provas, em campo e análises de fluídos.

Como parte das inovações, o desempenho do motor FC1 Euro VI foi otimizado graças aos avançados sistemas de alimentação do ar, com turbocompressores VGT de geometria variável controlados eletronicamente, proporcionando mais potência e torque no tempo necessário, produtividade e durabilidade.

A tecnologia de pós-tratamento da FPT Industrial agrega os sistemas EGR (recirculação de gases de escape) e SCR (redução catalítica seletiva), com o melhor desempenho da classe.

“Fora as evoluções em powertrain com consequentes ganhos na aplicação, a chegada do Euro VI eleva o nível tecnológico dos veículos brasileiros a um novo patamar, com características que darão maior competitividade, inclusive no exterior”, ressalta Almeida.

Como marca com DNA Multi-Power, a FPT Industrial também visualiza a energia do futuro de forma integrada, com o gás natural como ponte para a eletrificação.

Neste cenário, as propulsões híbridas, a bateria e a hidrogênio se complementarão, conforme a realidade de cada missão.

Com os motores a gás, a marca detém 85% do market share no mercado europeu de caminhões pesados e 70% do market share de comerciais leves (LCVs).

Serviço
19º Fórum SAE BRASIL da Mobilidade – Seção Paraná e Santa Catarina
"Painel P8 Futuro do motor Diesel"
Data
: 4 de agosto
Horário: 10h30
Local: Centro de Eventos Federação das Indústrias do Estado do Paraná (FIEP) – Curitiba (PR)