FECHAR
01 de junho de 2021
Voltar

CNH Industrial destina R$ 5 milhões para enfrentamento à Covid-19 na América do Sul

Recursos serão utilizados durante 2021 para ações de saúde, alimentação e educação. Valor investido em ações contra a pandemia nas comunidades mais do que dobrou em relação a 2020
Fonte: Assessoria de Imprensa

Dando sequência às ações de enfrentamento da pandemia da Covid-19, a CNH Industrial, dona das marcas Case, FPT, Iveco e New Holland, realiza uma série de ações de assistência às comunidades das regiões onde mantém operações.

Em 2021, a empresa disponibilizou novos recursos do Fundo Social Global para ações em todas as regiões do mundo, incluindo a América do Sul, que recebeu um aporte de US$ 1 milhão (cerca de R$5 milhões).

O plano estratégico, adotado desde o início da pandemia, tem o objetivo de agir em três grandes áreas afetadas pela crise sanitária – alimentação, saúde e educação – com metas de curto, médio e longo prazos.

Para o presidente da CNH Industrial para a América do Sul, Vilmar Fistarol, as três frentes de atuação atendem a importantes necessidades geradas pela pandemia e também estão alinhadas à visão de futuro da empresa.

“Educação é uma das nossas fortes bandeiras sociais na América do Sul, porque dá sustentação ao desenvolvimento, à inovação, à qualidade e permite criar e utilizar tecnologias com propriedade, valores compartilhados por nossa empresa.”

...

Dando sequência às ações de enfrentamento da pandemia da Covid-19, a CNH Industrial, dona das marcas Case, FPT, Iveco e New Holland, realiza uma série de ações de assistência às comunidades das regiões onde mantém operações.

Em 2021, a empresa disponibilizou novos recursos do Fundo Social Global para ações em todas as regiões do mundo, incluindo a América do Sul, que recebeu um aporte de US$ 1 milhão (cerca de R$5 milhões).

O plano estratégico, adotado desde o início da pandemia, tem o objetivo de agir em três grandes áreas afetadas pela crise sanitária – alimentação, saúde e educação – com metas de curto, médio e longo prazos.

Para o presidente da CNH Industrial para a América do Sul, Vilmar Fistarol, as três frentes de atuação atendem a importantes necessidades geradas pela pandemia e também estão alinhadas à visão de futuro da empresa.

“Educação é uma das nossas fortes bandeiras sociais na América do Sul, porque dá sustentação ao desenvolvimento, à inovação, à qualidade e permite criar e utilizar tecnologias com propriedade, valores compartilhados por nossa empresa.”

Segundo o executivo, como integrante do segmento agrícola, a Companhia entende a importância da alimentação básica, da redução de desperdício na cadeia e o melhor acesso ao alimento de qualidade.

“Contribuimos para esse sistema com o lançamento de tecnologias que gerem mais produtividade no campo, por meio da influência na cadeia e também por ações diretas à comunidade, como é o caso atual. E a saúde é algo vital, precisamos combater essa ameaça que afeta a vida de cada um e também o crescimento global”.

No Brasil, no pilar saúde, a empresa se aliou ao Movimento O Amor Contagia da Funopar, no Paraná, e à campanha Indústria Solidária da FIEMG, em Minas Gerais, para a aquisição de itens de refrigeração para conservação das vacinas; auxiliar na logística de recebimento dos imunizantes; adquirir equipamentos como cilindros de oxigênio, Elmos (capacetes para mecanismo de respiração artificial não invasivo), respiradores, entre outros.

Foram doados R$200 mil para cada parceria, com a proposta de prestar suporte emergencial ao sistema de saúde, dentro das necessidades mais imediatas para atendimento às vítimas de coronavírus. Em São Paulo, a empresa fez a doação de um respirador e 400 testes rápidos da Covid-19 para a Prefeitura de Piracicaba.

Na frente de alimentação, a CNH Industrial retoma este mês a doação de cestas básicas para famílias e instituições carentes que estão em situação de insegurança alimentar.

Serão distribuídas 1200 cestas básicas por mês, por meio de 20 parceiros em Minas Gerais, São Paulo e Paraná, para participantes dos projetos sociais da empresa, instituições filantrópicas e outros públicos mapeados, priorizando famílias que não são assistidas por programas governamentais. O auxílio alimentar acontecerá pelo período de seis meses.

No pilar educação, já está em andamento o projeto “Aprenda e Empreenda”, uma capacitação de empreendedorismo gratuita pelo Whatsapp realizada em parceria com a Aliança Empreendedora.

As 560 vagas foram disponibilizadas para o público atendido pelas ONGs parceiras da CNH Industrial, dentro do seu universo de beneficiados em cada região (Minas Gerais, Paraná e São Paulo).