P U B L I C I D A D E

ABRIR
FECHAR
Revista M&T - Ed.25 - Set/Out 1994
Voltar
M&T RESPONDE

M&T responde

Através de sua diretoria técnica, a Sobratema passa a oferecer aos leitores de M&T, a partir deste número, um serviço de consultas destinado a dirimir dúvidas e oferecer soluções para problemas relacionados a equipamentos, manutenção e tecnologia.
Assim, daqui por diante, sempre que você precisar de uma ajuda para resolver problemas nessas áreas, encaminhe suas preocupações à redação de M&T, rua Joinville, 661, Ibirapuera, São Paulo, CEP 04008-011, aos cuidados do Diretor Técnico da Sobratema, mencionando no envelope “M&T Responde”. Seu caso será analisado e a resposta publicada nesta seção. Não hesite: pegue uma folha de papel e sua “bic” e divida conosco as suas preocupações; o mínimo que você vai conseguir é uma sugestão técnica abalisada para ajudá-lo na tomada da decisão.
Nesta edição, o Engenheiro Jader Fraga dos Santos responde à carta do Engenheiro Paulo Cesar da Conceição que pergunta:
- Quais as bases adotadas para o desenvolvimento das estimativas de custos publicadas em M&T, dos equipamentos retro-escavadeira, motoniveladora (115 hp), trator de esteira (80 hp), caminhão basculante e pá- carregadeira 9100 hp), tais como: quantas horas foram consideradas para efeito de cálculo dos itens de depreciação, mão-de-obra, combustível/lubrificante, etc.? No cálculo de reposição foi considerado algum valor residual? Que percentual com relação às máquinas novas? Que taxa de juros real (fora correção monetária) foi considerada? Que salário foi considerado para mão-de-obra por equipamento? Em resumo, as bases gerais dos cálculos para os equipamentos citados.



Através de sua diretoria técnica, a Sobratema passa a oferecer aos leitores de M&T, a partir deste número, um serviço de consultas destinado a dirimir dúvidas e oferecer soluções para problemas relacionados a equipamentos, manutenção e tecnologia.
Assim, daqui por diante, sempre que você precisar de uma ajuda para resolver problemas nessas áreas, encaminhe suas preocupações à redação de M&T, rua Joinville, 661, Ibirapuera, São Paulo, CEP 04008-011, aos cuidados do Diretor Técnico da Sobratema, mencionando no envelope “M&T Responde”. Seu caso será analisado e a resposta publicada nesta seção. Não hesite: pegue uma folha de papel e sua “bic” e divida conosco as suas preocupações; o mínimo que você vai conseguir é uma sugestão técnica abalisada para ajudá-lo na tomada da decisão.
Nesta edição, o Engenheiro Jader Fraga dos Santos responde à carta do Engenheiro Paulo Cesar da Conceição que pergunta:
- Quais as bases adotadas para o desenvolvimento das estimativas de custos publicadas em M&T, dos equipamentos retro-escavadeira, motoniveladora (115 hp), trator de esteira (80 hp), caminhão basculante e pá- carregadeira 9100 hp), tais como: quantas horas foram consideradas para efeito de cálculo dos itens de depreciação, mão-de-obra, combustível/lubrificante, etc.? No cálculo de reposição foi considerado algum valor residual? Que percentual com relação às máquinas novas? Que taxa de juros real (fora correção monetária) foi considerada? Que salário foi considerado para mão-de-obra por equipamento? Em resumo, as bases gerais dos cálculos para os equipamentos citados.


P U B L I C I D A D E

ABRIR
FECHAR

P U B L I C I D A D E

P U B L I C I D A D E