P U B L I C I D A D E

ABRIR
FECHAR
Revista M&T - Ed.86 - Dez/Jan 2005
Voltar
ESPAÇO ABERTO

Controlador modular Sauer-Danfoss com atualização de funções

Plusl é o sistema de controle modular e expansível da Sauer-Danfoss, composto por módulo controlador de tecnologia DSP e terminal gráfico programável. Os dois elementos se comunicam por protocolo ÇAN (Controller Area Network), em arquitetura física que confere flexibilidade e simplicidade à montagem, já que os módulos terminais são conectados apenas por um cabo. Ele opera com tensão entre 9V e 36 V, com entradas e saídas configuráveis (digital, analógica, frequência, temperatura e reostato), resolução de 12 bits e sinais de saídas em PWN,de 33 Hz a 4 kHz.

Construído em caixa termoplástica, o sistema dispõe de proteção contra vibrações, umidade (IP67) e transiente eletromagnéticos, operando em temperaturas entre-40 °C e 70 °C. Além disso, ele conta com proteção contra curto-circuito e corrente máxima de 3A. Seu display (IHM), monocromático ou colorido, possibilita ajuste automático de luminosidade de acordo com a luminosidade ambiente, bem como entradas para câmaras e GPS e teclas configuráveis.

O sistema Plus1 demanda baixo investimento e emprega software de programação baseado em linguagem de blocos funcionais, de fácil entendimento, permitindo a criação de uma ferramenta de diagnóstico para monitoramento e supervisão das aplicações. Além disso, ele possibilita a atualização constante do software, em casos de aprimoramento das funções existentes ou da adição de novas.

MOTOR DIESEL NGD 3.0E, DA INTERNATIONAL, INCORPORA COMMOM RAIL

Recém lançado pela International Engines, o motor diesel NGD 3.0E atende às especificações de emissões para veículos on-road Euro IV e EPA 2007. Ele incorpora os mais modernos avanços tecnológicos, como o sistema de injeçã


Plusl é o sistema de controle modular e expansível da Sauer-Danfoss, composto por módulo controlador de tecnologia DSP e terminal gráfico programável. Os dois elementos se comunicam por protocolo ÇAN (Controller Area Network), em arquitetura física que confere flexibilidade e simplicidade à montagem, já que os módulos terminais são conectados apenas por um cabo. Ele opera com tensão entre 9V e 36 V, com entradas e saídas configuráveis (digital, analógica, frequência, temperatura e reostato), resolução de 12 bits e sinais de saídas em PWN,de 33 Hz a 4 kHz.

Construído em caixa termoplástica, o sistema dispõe de proteção contra vibrações, umidade (IP67) e transiente eletromagnéticos, operando em temperaturas entre-40 °C e 70 °C. Além disso, ele conta com proteção contra curto-circuito e corrente máxima de 3A. Seu display (IHM), monocromático ou colorido, possibilita ajuste automático de luminosidade de acordo com a luminosidade ambiente, bem como entradas para câmaras e GPS e teclas configuráveis.

O sistema Plus1 demanda baixo investimento e emprega software de programação baseado em linguagem de blocos funcionais, de fácil entendimento, permitindo a criação de uma ferramenta de diagnóstico para monitoramento e supervisão das aplicações. Além disso, ele possibilita a atualização constante do software, em casos de aprimoramento das funções existentes ou da adição de novas.

MOTOR DIESEL NGD 3.0E, DA INTERNATIONAL, INCORPORA COMMOM RAIL

Recém lançado pela International Engines, o motor diesel NGD 3.0E atende às especificações de emissões para veículos on-road Euro IV e EPA 2007. Ele incorpora os mais modernos avanços tecnológicos, como o sistema de injeção "Common Rail" com atuador Piezoelétrico e tecnologia de diagnose "on board".

O modelo NGD 3.0E, desenvolvido e fabricado no Brasil, segue o conceito de plataforma flexível, que permite aplicações em uma ampla gama de veículos, desde utilitários como pick-ups e vans, até caminhões e ônibus leves de 7 toneladas. Além de ser compacto, leve e com alta densidade de potência-entre 142 hp e 185 hp a 3.800 rpm — ele atinge uma curva de torque de 41,2 kgfm (420 Nm), entre 1.500 e 2.200 rpm. Entre outros atributos, proporciona economia de combustível com reduzidos níveis de ruídos, vibrações e baixos custos de manutenção.

ZF 16S-221 IGUALA ENGATE DE MARCHA DE CAMINHÃO AO DE AUTOMÓVEL

Apresentado pela ZF em seu estande, durante a exposição SAE Brasil 2005, em São Paulo, o sistema de transmissão 168-221 conta com 16 marchas à frente, totalmente sincronizadas. Em comparação com os componentes similares do mercado, ele apresenta capacidade de torque 50% superior, uma redução no nível de ruídos em 40% e de peso em 20%, com esforço de engate extremamente menor, motivo pelo qual o fabricante o considera o mais moderno sistema de transmissão para veículos pesados e extrapesados. O sistema ZF 168-221 possui carcaça em alumínio, alojamento da embreagem integrada e planetário com dentes helicoidais, responsável pelo menor ruído. Ele dispõe de interface com diversos sistemas auxiliares, como tomadas de força, retarder integrado e Servoshift, inovador sistema auxiliar de engate que confere aos caminhões uma mudança de marcha comparável à dos automóveis em suavidade e precisão. A tecnologia é compatível com motores eletrônicos emissionados (padrão Euro stage III) e está presente em caminhões europeus das marcas Iveco, MAN, DAF e Renault.

DANA LANÇA CONTROLADOR DE TRANSMISSÃO COM NOVAS APLICAÇÕES

A nova geração de controladores de transmissão Spicer, lançada pela Dana em setembro de 2004, oferecem funcionalidades especificas, como troca de marcha automática, sistema de monitoração, registro de dados, segurança, diagnóstico e controle simples do pedal. Os modelos Spicer ECon e Spicer PCon são compatíveis com protocolo de comunicação Can2.b e demais projetos de transmissão da marca, que têm controle elétrico de válvulas.

Além das novas aplicações que proporcionam, eles possibilitam desenvolvimentos para uso em equipamentos existentes que venham a demandar controle adicional. Dessa forma, quando o motor de um veículo off-road for substituído, os modelos ECon e PCon podem ser uma opção viável para facilitar o controle eletrônico de todo o trem de força.

Os controladores Tcon, Icon (inteligente) e Acon (avançado) trabalham com a série de transmissão Spicer TE, provendo aumento da capacidade de controle eletrônico, incluindo o engate de embreagens modulado eletronicamente. A linha incorpora equipamentos eletrônicos para a conexão remota entre a unidade RD120(display)e a caixa de controle. Dessa forma, o display pode ser montado dentro da cabine, enquanto o Controle Avançado ECU,de tamanho maior, fica instalado em outro local, maximizando o espaço no veículo.

TEREX LANÇA USINA DE ASFALTO COM MISTURADOR EXTERNO

Maior volume de produção de massa asfáltica, com consequentes ganhos de produtividade em obras de pavimentação, é a proposta da Terex Cifah com o lançamento da usina de asfalto Magnum 140. Trata-se de uma usina de contrafluxo, com capacidade para 140 t/h, que incorpora várias inovações para garantir maior qualidade à massa produzida. Entre elas figura seu misturador externo rotativo, equipado com haletas dentadas, que melhora o processo de mistura entre agregados graúdos e miúdos.

A Magnum 140 conta ainda com novo sistema de dosagem, no qual a injeção dos agregados graúdos é seguida pela dosagem de finos na seção final do processo. Dessa forma, ela garante um recobrimento mais homogêneo dos ligantes sobre os agregados, algo intimamente relacionado à durabilidade do pavimento.

Essa mudança no processo permite que a dosagem de ligantes seja efetuada próxima aos percentuais minámos das especificações rodoviárias—como as do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Denit), por exemplo—garantindo o recobrimento eficiente dos agregados com economia no consumo de asfalto. Nos sistemas anteriores, as empresas precisavam trabalhar com maiores volumes de dosagem, para atingir os mesmo percentuais de recobrimento.

P U B L I C I D A D E

ABRIR
FECHAR

P U B L I C I D A D E

P U B L I C I D A D E