FECHAR
FECHAR
03 de março de 2020
Voltar

INOVAÇÃO

Mann+Hummel lança tecnologia para filtrar partículas finas e gases nocivos do ar

Inédito no Brasil, o Public Air Solutions filtra partículas finas com dimensões entre 2,5 e 10 microns, CO2 e NOX , nocivos ao sistema respiratório
Fonte: Assessoria de Imprensa

A Mann+Hummel, fabricante mundial de soluções de filtragem e fornecedor de equipamentos originais para as indústrias internacionais de engenharia automotiva e mecânica, está lançando no Brasil o projeto Public Air Solutions, tecnologia desenvolvida pela divisão Life Science & Environment da empresa, para realizar a filtragem de partículas finas em locais com grande concentração de poluentes.

Inédita no Brasil, a tecnologia realiza a filtragem de partículas finas com dimensões entre 2,5 e 10 microns, podendo filtrar também CO2 (Dióxido de Carbono) e NOX (Óxidos de Nitrogênio), nocivos ao sistema respiratório. A inovação já é utilizada em cidades da Alemanha, França Índia, China e Coreia do Sul.

“Muitas cidades ao redor do mundo estão atentas às altas concentrações de poluição causadas pelas partículas finas em suspensão no ar. Há mais de 70 anos a Mann+Hummel é especialista em sistemas de filtragem e agora, estamos aplicando nosso know-how para limpar o ar ao nosso redor nas cidades, para proporcionar uma melhor qualidade de vida para a população”, afirma Bert Kempeneers, VP & General Manager da Mann+Hummel.

O Public Air Solutions possui sistemas automatizados q...


A Mann+Hummel, fabricante mundial de soluções de filtragem e fornecedor de equipamentos originais para as indústrias internacionais de engenharia automotiva e mecânica, está lançando no Brasil o projeto Public Air Solutions, tecnologia desenvolvida pela divisão Life Science & Environment da empresa, para realizar a filtragem de partículas finas em locais com grande concentração de poluentes.

Inédita no Brasil, a tecnologia realiza a filtragem de partículas finas com dimensões entre 2,5 e 10 microns, podendo filtrar também CO2 (Dióxido de Carbono) e NOX (Óxidos de Nitrogênio), nocivos ao sistema respiratório. A inovação já é utilizada em cidades da Alemanha, França Índia, China e Coreia do Sul.

“Muitas cidades ao redor do mundo estão atentas às altas concentrações de poluição causadas pelas partículas finas em suspensão no ar. Há mais de 70 anos a Mann+Hummel é especialista em sistemas de filtragem e agora, estamos aplicando nosso know-how para limpar o ar ao nosso redor nas cidades, para proporcionar uma melhor qualidade de vida para a população”, afirma Bert Kempeneers, VP & General Manager da Mann+Hummel.

O Public Air Solutions possui sistemas automatizados que detectam a necessidade de realizar a filtragem das partículas finas geradas pelo tráfego ou pela indústria, nocivos à saúde, especialmente para pessoas com doenças respiratórias, idosos e crianças.

A tecnologia desenvolvida pela Mann+Hummel trabalha em conjunto com a natureza no processo de filtragem do ar, e pode ser utilizada em ambientes externos ou internos, como terminais rodoviários ou estações de metrô.

Em Indaiatuba, SP, serão instaladas quatro torres de filtragem do ar na praça Dom Pedro, região central da cidade com grande concentração de ônibus e circulação de pessoas.

Os equipamentos funcionarão no local por seis meses para testes e avaliações entre simulação e dados reais, assim como realizado pela matriz na cidade de Stuttgart, na Alemanha.

Nesse período, os dados coletados serão analisados no laboratório da Mann+Hummel em conjunto com pesquisadores do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da USP, que apoiam o projeto e usarão os dados para um estudo vinculado à universidade.

Em frente à sede da empresa ficará uma torre fixa para filtrar o ar. O projeto também será levado para outras cidades e regiões metropolitanas, como São Paulo.

Para que o sistema de filtragem seja eficiente, a área a ser filtrada é analisada por equipamentos de medição de poluentes em conjunto com um software, determinando a quantidade de torres e a distância entre elas para atingir a expectativa de redução dos poluentes no ar.

A manutenção dos equipamentos requer a troca dos filtros para partículas finas uma vez ao ano e os filtros para CO2, a cada três meses.