FECHAR
FECHAR
30 de maio de 2012
Voltar
M&T Expo 2012

Clima de otimismo marca a maior feira do setor

Ocupando uma área de exposição 17% maior que a edição anterior, a M&T Expo abre as portas para visitantes de todo o Brasil e América Latina com a expectativa de impulsionar as vendas dos expositores em até 10% este ano

A M&T Expo 2012 abre suas portas para os visitantes em um cenário favorável para a economia brasileira e o mercado de equipamentos, mas que inspira cuidados quanto aos possíveis desdobramentos futuros. Diferentemente da última edição da feira, em 2009, quando o mercado mundial de equipamentos patinava diante de uma crise de dimensões colossais e o evento ajudou a alavancar as vendas no país, projetando-o como a bola da vez no cenário internacional, a situação mudou um pouco.

Nesse período, o Brasil se confirmou como um mercado promissor, juntamente com os demais países do Bric (Brasil, Rússia, Índia e China), assumindo posição de destaque no setor de equipamentos para construção e mineração. Diante da tímida retomada registrada nos países industrializados, as nações em desenvolvimento incluindo o Brasil e demais países da América Latina ganharam papel de protagonistas com seus programas de investimento em infraestrutura que alavancaram a demanda por equipamentos.

Nos últimos meses, entretanto, o atraso no licenciamento de algumas obras muitas vezes por dificuldades no licenciamento ambiental e a paralisação de alguns projetos públicos contribuíram para acender o sinal de alerta. Esta edição da revista M&T entrevistou os principais expositores da feira e muitos confirmaram a redução no ritmo das atividades, principalmente no segmento de máquinas para obras de rodovias. Mas todos são unânimes em projetar um crescimento nas vendas a partir deste ano.

Eles apoiam tais projeções nos compromissos assumidos pelo país para sediar a Copa de 2014 e as Olimpíadas de 2016, o que deverá destravar muitos projetos ainda na gaveta. A M&T Expo 2012 também é apontada como um fator de impulso para os negócios, já que muitos usuários esperam a realização da feira para concretizar suas aquisições, após checar as inovações tecnológicas e promoções apresentadas pelos fabricantes.

Atividades paralelas

Pelas projeções de alguns fabricantes, a feira pode contribuir para um incremento de 10% ou mais nas vendas no ano de sua realização. Atraindo profissionais de equipamentos de construtoras, mineradoras e demais frotistas, a M&T Expo transforma São Paulo, durante a semana da sua realização, na capital mundial do setor. Prova disso é que muitas empresas programam para a semana da feira reuniões e cursos de treinamento com seus profissionais espalhad


A M&T Expo 2012 abre suas portas para os visitantes em um cenário favorável para a economia brasileira e o mercado de equipamentos, mas que inspira cuidados quanto aos possíveis desdobramentos futuros. Diferentemente da última edição da feira, em 2009, quando o mercado mundial de equipamentos patinava diante de uma crise de dimensões colossais e o evento ajudou a alavancar as vendas no país, projetando-o como a bola da vez no cenário internacional, a situação mudou um pouco.

Nesse período, o Brasil se confirmou como um mercado promissor, juntamente com os demais países do Bric (Brasil, Rússia, Índia e China), assumindo posição de destaque no setor de equipamentos para construção e mineração. Diante da tímida retomada registrada nos países industrializados, as nações em desenvolvimento incluindo o Brasil e demais países da América Latina ganharam papel de protagonistas com seus programas de investimento em infraestrutura que alavancaram a demanda por equipamentos.

Nos últimos meses, entretanto, o atraso no licenciamento de algumas obras muitas vezes por dificuldades no licenciamento ambiental e a paralisação de alguns projetos públicos contribuíram para acender o sinal de alerta. Esta edição da revista M&T entrevistou os principais expositores da feira e muitos confirmaram a redução no ritmo das atividades, principalmente no segmento de máquinas para obras de rodovias. Mas todos são unânimes em projetar um crescimento nas vendas a partir deste ano.

Eles apoiam tais projeções nos compromissos assumidos pelo país para sediar a Copa de 2014 e as Olimpíadas de 2016, o que deverá destravar muitos projetos ainda na gaveta. A M&T Expo 2012 também é apontada como um fator de impulso para os negócios, já que muitos usuários esperam a realização da feira para concretizar suas aquisições, após checar as inovações tecnológicas e promoções apresentadas pelos fabricantes.

Atividades paralelas

Pelas projeções de alguns fabricantes, a feira pode contribuir para um incremento de 10% ou mais nas vendas no ano de sua realização. Atraindo profissionais de equipamentos de construtoras, mineradoras e demais frotistas, a M&T Expo transforma São Paulo, durante a semana da sua realização, na capital mundial do setor. Prova disso é que muitas empresas programam para a semana da feira reuniões e cursos de treinamento com seus profissionais espalhados pelos diversos canteiros de obras no Brasil, de forma a possibilitar que eles visitem a M&T Expo.

Ocupando uma área de exposição de quase 62 mil m2, que será ocupada por cerca de 480 expositores nacionais e internacionais, totalizando mais de 1.000 marcas de equipamentos, a M&T Expo se prepara para bater todos os recordes. Sem espaço para ampliar o Centro de Exposições Imigrantes, em São Paulo, totalmente ocupado, a feira conseguiu expandir a área de exibição em 17%, acomodando novos competidores que desembarcaram no mercado brasileiro desde sua última edição.

Diante desse clima de otimismo, as expectativas da Sobratema, organizadora da feira, são de receber cerca de 45 mil visitantes de todo o Brasil e demais países da América Latina, confirmando o evento como principal mostra do setor na região. Com isso, espera-se que a feira gere cerca de R$ 1,2 bilhão em negócios, com crescimento de 20% em relação a 2009. Além dos profissionais de equipamentos da área de construção e mineração, o evento deve atrair executivos, engenheiros, técnicos e lideranças empresariais, diante da intensa programação de eventos paralelos à feira.

Em parceria com 12 entidades do setor, a M&T Expo também vai sediar um intenso ciclo de seminários, palestras e workshops, abrangendo os setores de construção, infraestrutura e equipamentos. Dessa forma, além de confirmar sua vocação como importante feira de negócios para o setor, ela também se consolida como espaço para o aprimoramento profissional e intercâmbio de conhecimento.

Foco na sustentabilidade

Assim como em 2009, esta edição da M&T Expo marca um forte compromisso com a sustentabilidade, de forma a minimizar e compensar os eventuais impactos do evento no meio ambiente. Além de estimular os visitantes a se deslocarem para a feira por meio de transporte público já que a organização vai disponibilizar veículos para transfer entre estações do metrô e o centro de exposições o evento segue uma extensa cartilha de compromissos com a sustentabilidade.

Seguindo essa proposta, a feira conta com um “selo verde”, que certifica expositores que adotam a mesma estratégia. A lista de compromissos inclui não apenas o transporte dos funcionários por meios de menor impacto ao trânsito urbano, mas também a adoção de materiais recicláveis na construção de seus estandes, o uso de produtos de limpeza biodegradáveis e a utilização de papel reciclável nos materiais de divulgação, entre outras iniciativas.

Ao final do evento, uma auditoria externa vai calcular o impacto gerado pela feira no trânsito, organização e materiais utilizados e contabilizar em crédito de carbono, para plantio de mudas junto ao Projeto SOS Mata Atlântica.