FECHAR
FECHAR
30 de maio de 2018
Voltar

Mineração

Pedreira Lageado investe na produção de areia manufaturada

A Lageado, uma produtora de materiais agregados no Brasi, adquiriu equipamentos da Metso para produzir areia manufaturada (ou industrial), que é usada na produção de concreto e asfalto
Fonte: Assessoria de Imprensa

No passado, a extração natural de areia e cascalho era a espinha dorsal das indústrias de materiais agregados.

Hoje em dia, os operadores buscam produzir areia manufaturada de alta qualidade.

Lageado, uma produtora de materiais agregados no Brasil, descobriu que entrar neste novo mercado era financeiramente benéfico.

Localizada no distrito de Guaianazes, a 20 km do centro de São Paulo, a Pedreira Lageado é chamada de Pedreira Urbana, e a exploração de rochas do tipo gneiss já ocorre há 60 anos.

Para atender às quantidades gigantescas de pedra esmagada que a construção civil da cidade de São Paulo exige todos os dias, a Lageado adquiriu equipamentos da Metso para produzir areia manufaturada (ou industrial), que é usada na produção de concreto e asfalto.

Hoje, afirma Marcos Roberto Santos, gerente da fábrica da Pedreira Lageado, após a aquisição dos equipamentos da Metso, a Lageado tem capacidade para produzir 75 toneladas de areia manufaturada por hora e estima que 70% da produção será comercializada no primeiro semestre de 2018, aumentando suas vendas em 20% em relação à meta anterior

"Começamos a produzir areia manufaturada para reduzir o impacto ambiental e criar um uso mais adequado para o pó de pedra. Acabamos entrando em um novo mercado e estamos nos beneficiando financeiramente. Em pouco mais de um ano, recuperamos o valor investido e continuamos a aumentar as receitas", relata Santos.

A areia manufaturada pode ser usada em todos os concretos estruturais, seja manualmente em betoneiras de concreto ou em instalações de concreto, unidades de asfalto para concreto pré-moldado (lajes, blocos, colunas e pisos interligados) e usada como produto de drenagem e filtragem em estações de tratamento de esgoto (ETEs).

Marcelo Motti, vice-presidente da Metso no Brasil, explica que o mercado de areia manufaturada está crescendo à medida que as empresas estão conscientes dos danos ambientais causados pela extração de areia natural.

“A produção ocorre através de material descartado durante a mineração e, além da preservação dos leitos e margens dos rios, a areia manufaturada oferece vantagens, como economia no uso do cimento, curva de classificação constante, ausência de impurezas orgânicas, ausência de argila, consistência nos vestígios do concreto e maior adesão da pasta de cimento", ressalta.

Produção editorial: Revista M&T – Desenvolvido e atualizado por Diagrama Marketing Editoral