FECHAR
FECHAR
18 de março de 2019
Voltar

M&T EXPO

Informação no centro do palco

Alguns dos principais especialistas do país debateram na M&T Expo assuntos na ordem do dia, como os impactos da tecnologia, os avanços em equipamentos e o cenário da locação
Fonte: Da redação

Confira neste especial o complemento da cobertura dos eventos de conteúdo Summit M&T Expo 2018 e Arena de Conteúdo, realizados durante a feira, em novembro, e que reuniram alguns dos principais especialistas do setor.

TECNOLOGIA

O conceito de Indústria 4.0 traz à tona novos processos de produção e deve transformar os tradicionais modelos de negócios. Em palestra sobre o tema, o diretor da VDMA (Associação Alemã de Fabricantes de Máquinas e Instalações Industriais), Thomas Junqueira Ulbrich, disse que a Indústria 4.0 “não é só uma questão de tecnologia nova, mas, sobretudo, de pensar em novos modelos e produtos”.

Segundo ele, está surgindo um novo modelo de negócio que prioriza a oferta dos serviços produzidos pelas máquinas, ao contrário da simples comercialização das máquinas ou produtos, como ocorria até aqui. Como exemplo, ele citou os fabricantes de elevadores, que já entenderam que suas margens de lucro agora estão mais nos serviços de manutenção, e não mais na venda pura e simples das cabines.

“Neste novo ambiente de negócios, serviço, manutenção e operação estão cada vez mais próximos”, afirmou, destacando ainda a tendência de customização de produtos.

“Com o aperfeiçoamento dos sistemas de comunicação entre as máquinas, será possível individualizar produtos”, frisou. “A partir de agora, veremos uma máquina ligar-se a outras. E não se trata somente de uma nova tecnologia de operação, mas de um modelo novo de negócios que poderá ser explorado.”

Pablo Santos: tecnologia aprimora equipamentos de movimentação de terra em grandes obras de infraestrutura

O especialista também criticou a tendência dominante no Brasil de achar que a inovação depende somente das grandes empresas.

“O perfil industrial da Alemanha é basicamente marcado por empresas de médio porte, que representam cerca de 2/3 do setor, enfatizando que todos podem e devem buscar a inovação como forma de sobrevivência em um novo modelo de mercado e de conceito de negócios trazidos pela indústria 4.0”, pontuou.

Em sua fala, o coordenador de vendas de compressores da Kaeser, Marco Aurélio Fernandes, explicou que a empresa já aderiu a esse novo conceito de mercado, passando a prestar serviços de climatização, ao invés de somente comercializar os equipamentos. “Hoje, a Kaeser digitaliza o sistema, monitora o consumo remotamente e é capaz até de analisar o desempenho do consumo e oferecer soluções de otimização ao cliente”, afirmou.