FECHAR
FECHAR
05 de agosto de 2011
Voltar
M&T Peças e Serviços

Romanelli lança minicarregadeiras e comboios

A Romanelli vai apresentar três novidades na primeira edição da M&T Peças e Serviços, sendo que duas delas estão ligadas diretamente à área de equipamentos. A terceira será a apresentação da nova empresa do grupo. Nos dois primeiros casos, as novidades ficam por conta do lançamento das minicarregadeiras no mercado brasileiro e do comboio CCR 500. Em relação aos equipamentos compactos, a Romanelli vai distribuir três modelos. Já o comboio tem características diferenciadas, segundo José Carlos Romanelli, diretor comercial da empresa.

Com estrutura composta por uma plataforma metálica, totalmente construída em perfis dobrados de aço carbono, o equipamento tem duas escadas tipo marinheiro para acesso à parte superior, uma área de máquinas composta por compressor, bomba e filtro, e um conjunto de armários laterais, formado por perfis e painéis dobrados em chapa de aço carbono. Os armários têm ainda portas com fechaduras especiais e vedação por meio de borracha automotiva contra pó e água.

O CCR 500 agrega ainda quatro gavetas fabricadas em chapa de aço carbono, com puxadores moldados de PVC de alta resistência, com divisórias internas para diversos tipos de peças (parafusos, porcas, arruelas, anéis de vedação, abraçadeiras e conexões). Um compartimento fechado lateralmente, denominado área de máquinas, completa o comboio. O CCR 500 possui também dois pára-lamas traseiros, pára-choque traseiro articulável, em conformidade com o RTQ32/04, e conjunto de protetor lateral, conforme resolução CONTRAN 323/09.

A M&T Peças e Serviços preenche uma lacuna de ficou aberta e que hoje está muito aquecida: o mercado de reposição de peças, serviços e rental”, diz o diretor comercial da Romanelli. Ele destaca que a empresa se preparou para o crescimento, tendo investido pesado na área de manutenção, reposição de equipamentos, pós-venda e prestação de serviços. Ela opera com capacidade plena, depois de ter dobrado a área de produção para 100 mil m².

A terceira novidade da Romanelli é a criação de uma nova empresa, a partir da junção com a ETA – Engenharia de Tratamento de Águas. Especializada em sistemas para tratamentos de águas para potabilização ou uso em processos industriais, além de tratamentos de efluentes, a sócia da Romanelli tem musculatura para fazer da união um empreendimento líder de mercado na avaliação de Ademir Mendonça Júnior, supervisor técnico d


A Romanelli vai apresentar três novidades na primeira edição da M&T Peças e Serviços, sendo que duas delas estão ligadas diretamente à área de equipamentos. A terceira será a apresentação da nova empresa do grupo. Nos dois primeiros casos, as novidades ficam por conta do lançamento das minicarregadeiras no mercado brasileiro e do comboio CCR 500. Em relação aos equipamentos compactos, a Romanelli vai distribuir três modelos. Já o comboio tem características diferenciadas, segundo José Carlos Romanelli, diretor comercial da empresa.

Com estrutura composta por uma plataforma metálica, totalmente construída em perfis dobrados de aço carbono, o equipamento tem duas escadas tipo marinheiro para acesso à parte superior, uma área de máquinas composta por compressor, bomba e filtro, e um conjunto de armários laterais, formado por perfis e painéis dobrados em chapa de aço carbono. Os armários têm ainda portas com fechaduras especiais e vedação por meio de borracha automotiva contra pó e água.

O CCR 500 agrega ainda quatro gavetas fabricadas em chapa de aço carbono, com puxadores moldados de PVC de alta resistência, com divisórias internas para diversos tipos de peças (parafusos, porcas, arruelas, anéis de vedação, abraçadeiras e conexões). Um compartimento fechado lateralmente, denominado área de máquinas, completa o comboio. O CCR 500 possui também dois pára-lamas traseiros, pára-choque traseiro articulável, em conformidade com o RTQ32/04, e conjunto de protetor lateral, conforme resolução CONTRAN 323/09.

A M&T Peças e Serviços preenche uma lacuna de ficou aberta e que hoje está muito aquecida: o mercado de reposição de peças, serviços e rental”, diz o diretor comercial da Romanelli. Ele destaca que a empresa se preparou para o crescimento, tendo investido pesado na área de manutenção, reposição de equipamentos, pós-venda e prestação de serviços. Ela opera com capacidade plena, depois de ter dobrado a área de produção para 100 mil m².

A terceira novidade da Romanelli é a criação de uma nova empresa, a partir da junção com a ETA – Engenharia de Tratamento de Águas. Especializada em sistemas para tratamentos de águas para potabilização ou uso em processos industriais, além de tratamentos de efluentes, a sócia da Romanelli tem musculatura para fazer da união um empreendimento líder de mercado na avaliação de Ademir Mendonça Júnior, supervisor técnico da ETA.

Mobil apresenta diversidade de lubrificantes

A Mobil Lubrificantes apresentará na M&T Peças e Serviços as suas linhas de lubrificantes minerais, sintéticos e biodegradáveis que, segundo Andrea Alves, coordenadora de marketing de frota da Cosan – Mobil Lubrificantes, atendem às exigências operacionais e normativas do segmento industrial de mineração e de veículos fora de estrada. “Haverá também a exposição de lubrificantes para motores, equipamentos hidráulicos, engrenagens, circulação, refrigeração, graxas, compressores e outras especialidades que fazem parte do nosso portfólio”, diz ela.

Já para Sidnei Bincoletto, coordenador de marketing industrial da empresa, a Feira abrange setores que necessitam de tecnologia para sempre produzir mais rápido e com segurança, mantendo a sua competitividade no mercado mundial. “Assim, o público presente estará em busca de tecnologias de ponta e os expositores, por sua vez, terão a oportunidade de apresentar seus produtos e serviços”, diz ele.

Segundo Bincoletto, os lubrificantes Mobil são elaborados e desenvolvidos a partir das necessidades de cada aplicação. “Com esse foco, disponibilizamos óleos e graxas lubrificantes específicas para cada segmento e aplicação, como os produtos Mobil SHC, uma linha de óleos e graxas sintéticas desenvolvida para aplicações diversas”, relata.

O executivo acrescenta que o programa Troca Inteligente da Mobil, que visa tornar as trocas de lubrificantes mais práticas e seguras devido ao uso de embalagem diferenciada, também será destaque durante o evento. “A solução permite melhor controle do estoque de lubrificantes, otimiza o espaço de armazenagem, elimina o descarte de embalagens e evita a contaminação no manuseio do produto, aumentando a proteção dos equipamentos”, intervém Andrea. Para máquinas pesadas e em operação de trabalho severo, ela ainda salienta que os lubrificantes sintéticos, capazes de trabalhar em altas temperaturas sem perda de viscosidade, também serão expostos durante o evento.

De acordo com os especialistas da Mobil, os visitantes da Feira também conhecerão os serviços de assistência técnica da empresa, entre eles o Oil Xplorer Analysis, para análise de óleo, e o Oil Xplorer Manager, software de controle de lubrificação de unidades industriais e frotas.  “O Oil Xplorer é realizado pela equipe da linha de produtos Mobil, que possui treinamento baseado nas especificações dos maiores fabricantes de equipamentos do mundo, o que demonstra que a nossa equipe está apta a dar assistência técnica e treinamento aos profissionais de manutenção e lubrificação, checando o resultado da aplicação dos produtos Mobil para atestar as suas qualidades”, finaliza Andrea.

Ecoplan comemora 20 anos de sua linha de FPS

A Metalúrgica Ecoplan vai mostrar sua nova linha de equipamentos de penetração em solos (FPS) e também seus  projetos em andamento. A empresa mantém a produção da nova linha de FPS Ecoplan Titânio a todo vapor. Ela está sendo fabricada de maneira diferenciada. O trabalho de produção envolveu diversas pesquisas com ligas de aços especiais. A linha nova contará, no primeiro momento, com cerca de 20 peças, indicadas para máquinas de 20 a 60 toneladas de diversas marcas como Hyundai, Caterpillar e Doosan.

A empresa também aproveita a M&T Peças e Serviços para comemorar os 20 anos da linha de FPS. Hoje, a Ecoplan avalia que atende mais de 40 modelos de escavadeiras com suas soluções de FPS, diferente dos dois disponíveis há duas décadas. Ao contrário de 15 itens, produzidos em 1991, a empresa tem um portfólio de mais de 520 deles só nessa área.

Outro desafio da Ecoplan é a importação de lâminas para motoniveladoras, trazidas da China. Cerca de 2 mil delas, em aço, estão a caminho do Brasil e vão agregar valor à marca da empresa, de acordo com Roberto Cárdia de Oliveira, gerente de marketing. “Faremos um teste com o mercado brasileiro, mas já sabemos que vai ter uma aceitação muito boa”, avalia.

O fornecimento para a área ferroviária é mais um destaque da empresa: ela já vendeu 1.500 mil engates para ferrovias brasileiras, segmento que tem recebido grandes investimentos. Outro projeto da Ecoplan, que estará presente na M&T Peças e Serviços, são as peças para mineração e construção pesada, especificamente para máquinas de 50 a 300 toneladas. “Temos peças em uso pela CSN, como na carregadeira Cat 994F. Há lâminas que chegam a ter sete metros de comprimento, como para motoniveladora Caterpillar 24 H. No evento, vamos mostrar miniaturas delas”, adianta Oliveira.

Comingersoll foca no aftermarket

Para cativar o mercado com suas ofertas tanto em ferramental e capacitação técnica quanto em ambiente de trabalho, a empresa irá divulgar seus programas de aftermarket durante a M&T Peças e Serviços. Entre as soluções estão a gestão de manutenção de frota, peças à base de troca e avaliações técnicas e em campo de material rodante e de componentes hidráulicos.

De acordo com Michel Geraissate e Luiz Claudio Soncini, gerente geral e gerente de pós-vendas da Comingersoll, respectivamente, a empresa tem investindo pesado em estoque de peças e capacitação de mão de obra com o intuito de prestar serviços que excedam as expectativas do mercado. “Uma feira que também abrange o ecossistemas do pós-vendas vem de encontro à necessidade de divulgar nossa estrutura, investimentos e instalações ampliadas, além dos diversos serviços que podemos oferecer aos nossos clientes, como reforma de máquinas e contratos de manutenção”, dizem.

Prova dos investimentos aplicados pela empresa é a recém-inaugurada instalação no Estado do Rio de Janeiro e a compra de material didático e simuladores de operação para o seu Centro de Treinamento em Sorocaba (SP). “Com esses simuladores de operação poderemos capacitar os operadores de nossos clientes para que tirem o máximo proveito dos equipamentos comercializados pela Comingersoll. Além disso, poderemos ampliar a capacitação da nossa equipe técnica para oferecer serviços ainda mais confiáveis”, salienta Soncini.

O Call Center da empresa também recebeu investimentos para que todos os chamados de clientes fossem centralizados e a qualidade de atendimento avaliada. A compra de novas vans equipadas com compressores de ar, máquinas de lavar de alta pressão, óleos, graxas e peças sobressalentes para dar atendimento de oficina em campo também faz parte do rol de investimentos. “Além disso, adquirimos caminhão prancha para transporte de máquinas para demonstração em clientes e aumentamos em 80% o volume de peças em estoque para manutenção das máquinas em campo”, finaliza Michel Geraissate.

Participação da LiuGong tem foco em peças e pós-venda

A LiuGong vai mostrar ao mercado durante a Feira a sua linha de peças e serviços, bem como o treinamento dado aos seus concessionários da América Latina. “Queremos mostrar nosso nível de comprometimento, tanto com os concessionários, quanto com o cliente final e, além disso, continuar trabalhando para superar o estigma que os produtos chineses ainda têm no País”, relata Fabrício Noronha, gerente de pós-venda para América Latina da LiuGong. Desde 2007 atuando no Brasil, foi apenas em 2010 que a fabricante se fixou a partir de sua fábrica situada em Belo Horizonte, Minas Gerais. “Fomos uma das primeiras grandes empresas chinesas a fincar raiz no Brasil através da BH Máquinas e da Soma Tratores”, complementa ele.

Para Noronha, o diferencial da LiuGong é sua coordenação de equipe, formada por um comitê diretivo e diversos executivos brasileiros. “Num primeiro momento, é fato que as empresas chinesas entraram no Brasil com um suporte restrito. Mas nós já chegamos com suporte profissional e dispostos a investir nesse quesito, que é ponto chave para o sucesso do Grupo”, diz ele, salientando que, quando não há um bom trabalho em suporte de peças e pós-venda, os negócios não são efetuados novamente. “Todos os concessionários têm peças de giro em seu estoque, composto por materiais de desgaste como pequenas vassouras e peças chaves para as ocorrências com os equipamentos”, afirma ele.

Além de oferecer equipamentos mais baratos, Noronha frisa que a LiuGong tem investindo pesado no que se refere ao tema. Prova disso é que nos dias que antecedem a M&T Peças e Serviços realizará um treinamento com todos os concessionários da América Latina, em São Paulo. “O evento culmina no primeiro dia de Feira, quando os profissionais receberão seus certificados”, conta Noronha.

Nesse encontro, o executivo de pós-venda da LiuGong revela que os gerentes de serviços e peças de todos os concessionários conhecerão o novo “sistema de garantia on-line”, com o qual os profissionais vão poder prestar um serviço mais rápido ao cliente final.

Estrutura operacional é a receita da Escad para ampliar negócios

Com uma frota de 500 equipamentos disponíveis para locação, a Escad está entre as 200 empresas que mais crescem no Ranking da Revista Exame e quer aproveitar esse expertise para fidelizar e ampliar a carteira de clientes durante a M&T Peças e Serviços. Para Eremilson João Daniel, diretor da empresa, o mercado de locação se adaptou muito bem às expectativas das construtoras, ganhando consistência e confiança. “Um dos motivos que tem levado a locação de máquinas pesadas ao pleno crescimento é a variedade de modelos de contrato de locação que os clientes encontram atualmente. É possível locar equipamentos com ou sem mão de obra, com ou sem diesel, com ou sem seguro, com ou sem transporte, etc.”, diz ele. Além disso, assegura o executivo, os períodos de locação também são variados, podendo ir de um dia a diversos meses.

A frota da Escad, que reúne equipamentos de marcas como New Holland, JCB, Volvo, Caterpillar e Case, tem como critério um parque renovado de máquinas para atender às demandas das construtoras que exigem, cada vez mais, a substituição de unidades sem cabines por cabinadas e com idade inferior a cinco anos. “É bom lembrar que essas exigências já são padrão em obras lideradas pela Petrobras e Vale, entre outros projetos gerenciados por construtoras de grande porte”, diz ele.

O especialista avalia que o novo perfil que vem sendo traçado no mercado de locação também exige cautela por parte dos locadores, uma vez que o atendimento negociado precisa considerar a distância dos canteiros de obras. “É totalmente diferente atender a uma obra próxima da oficina da rental e a uma outra que fica a 1 mil km de distância”, sintetiza. Nesse último caso, segundo ele, montar uma estrutura que atenda ao frotista representa custo e risco operacional, já que o cliente exigirá sempre disponibilidade do equipamento.

Daniel relata que, em diversos casos, somente a punição imposta pelas construtoras por hora/máquina parada para manutenção inviabiliza a rentabilidade da locação. “Por isso, a nossa estratégia é avançar com estrutura própria, apoiada por oito filiais, o que implica em, inclusive, disponibilizar máquinas de reserva para reduzir ao máximo a hora/máquina parada na operação do cliente”, finaliza.

Deutz apresenta motor para o Proconve 7

Os negócios da Deutz no Brasil duplicaram nos últimos anos, segundo Sebastiano Tontodonati Neto, gerente geral da subsidiária brasileira. Ele explica que a maioria dos equipamentos importados da Europa e Estados Unidos já chega ao País com os motores da companhia e por isso acreditam que com os eventos esportivos dos próximos anos os negócios da empresa tendem a crescer ainda mais.

Impulsionado por esse perspectiva, o executivo avalia que a M&T Peças e Serviços será o meio ideal de mostrar aos clientes a presença da Deutz no mercado e todo o suporte técnico que a empresa oferecer através da sua rede credenciada.

Um dos destaques da Deutz na feira será o motor TCD 2015 V6, de seis ou oito cilindros, voltado para equipamentos que demandam uma faixa de potência entre 300 e 520 kW. “Trata-se de um motor que atende aos níveis de emissão de poluentes Tier III e é dotado bombas eletrônicas individuais, além de ser compacto e emitir baixo nível de ruído”, diz Tontodonati.

A empresa também apresentará os motores Tier IV, já desenvolvidos pela empresa para atender às exigências de emissão para caminhões equivalentes ao Proconve 7. “Esse motor realiza uma combustão mais eficiente, que reduz a emissão de gases e consumo de combustível. Os modelos contam com duas soluções tecnológicas: o uso de catalisadores de redução seletiva (SCR) e a recirculação dos gases de escape (EGR)”, conclui.

AGF mostra linha completa

AGF Equipamentos divulgará, na M&T Peças e Serviços, vários de seus produtos, incluindo rompedores e tesouras hidráulicos, pulverizadores, crushers e garras de sucata, madeira ou tora. Também devem ser exibidos garfos, kits hidráulicos, acessórios para mini-carregadeiras e caçambas para rocha, especiais e elevadas. Para somar força, o estande receberá a visita de dois executivos de representações exclusivas da empresa: a chinesa EDT e a italiana VTN, fabricante de equipamentos para a demolição, movimentação de terra e reciclagem.

Segundo André Garcia de Souza Filho, diretor comercial da empresa, a meta é mostrar aos visitantes todo o processo que envolve a demolição e reciclagem. “Hoje não é uma necessidade, é questão de sobrevivência realizar essas ações com eficiência”. Ele garante que embora a AGF Equipamentos seja nova no mercado, seus colaboradores, fornecedores e parceiros possuem um histórico técnico e são capazes de apresentar as melhores alternativas aos clientes. “O custo-benefício, comparado as outras empresas do segmento, é nosso maior trunfo. Os valores praticados pela AGF são entre 20% e 40% menores do que a concorrência. Além disso, a disponibilidade mínima de peças de reposição é de 80%, seguramente a mais alta do mercado”.

Distribuindo rompedores hidráulicos no segmento rental, a AGF tem ainda uma rede de revendas, representação e assistência técnica em todo o Brasil e conta com um armazém de peças central, situado em Campinas. Nele, ela mantém o estoque integral dos itens de reposição de desgaste e os de maior probabilidade de falha. Nesse rol estão pinos, buchas, vedações, ponteiras e válvulas de regulagem de fluxo.

Pesa marca presença no estande da Caterpillar

A Pesa, revendedor de produtos da Caterpillar, receberá seus clientes do Sul no estande da CAT, exibindo as novidades em peças, serviços e o Rental Store, serviço de locação de equipamentos para terraplanagem, setor agrícola, assentamento asfáltico e para os segmentos florestal, remoção e transporte de areia, saibro, brita, terra e grãos. “Esperamos conseguir na M&T Peças e Serviços a melhor divulgação entre os usuários CAT das novas tecnologias disponibilizadas para esses equipamentos”, diz Carlos Augusto Schubert, gerente corporativo de Peças e Marketing da Pesa.

Outra meta da empresa é mostrar os diferenciais de recursos pós-vendas de cada fabricante. Schubert revela que não houve crescimento em relação às vendas de peças na Região Sul. “Os programas do governo federal nesta região estão muito modestos se comparado com os em desenvolvimento nas demais áreas do País. Por isso, os negócios de peças e serviços estão estacionados, com o volume de negócios igual ao de 2010”, argumenta.

Com a participação na Feira, Schubert espera um impacto positivo nos clientes, que seja refletivo em vendas. “Com esse contato podemos gerar crescimento em vendas ainda em 2011. Acreditamos muito mais no grande poder de informação que o evento gera e que pode trazer repercussões positivas em períodos mais longos de definições por compras de nossa marca”.

Rentank oferece contêineres desmontáveis

No mercado há quase 20 anos, a Rentank vai apresentar aos visitantes da M&T Peças e Serviços mais uma solução para a área de logística: os contêineres  desmontáveis. De acordo com Bráulio Steffanelo, gerente de marketing da empresa, as principais vantagens dos dispositivos são a economia em transporte, diversidade de modelos e a facilidade de movimentação. “Como o país terá grandes investimentos em infraestrutura, acreditamos que o evento será um grande ponto de encontro das empresas envolvidas nestas cadeias produtivas”.

Além dos contêineres desmontáveis, a empresa deve destacar sues principais produtos, cuja lista inclui os galpões modulares e tanques para transporte de produtos químicos. De acordo com o executivo, a Rentank é a primeira empresa do Brasil a obter homologação de seus contêineres para transporte de produtos perigosos, seguindo os padrões internacionais. Formada a partir da união de empresas brasileiras voltadas para o desenvolvimento de soluções em transporte, processo, armazenamento de produtos, a Rentank atende diversos segmentos industriais.

Anchieta destaca soluções para pneus radiais

A Anchieta Pneus quer conquistar novos mercados, acompanhar e dar suporte técnico aos seus clientes, principalmente os oriundos de outros Estados, no seu estande da M&T Peças e Serviços. A empresa também reserva o lançamento das matrizes para pneus radiais e os novos moldes para reforma de pneus OTR radiais com desenhos originais. São destaque o X-QUARRY, nas medidas 1600R25 e 1800R33, e o X-Mine, nas medidas 20.5R25, 23.5R25, 26.5R25 e 29.5R25.

A ampliação de contados durante a feira deverá ocorrer, segundo Eliane de Almeida Magalhães Costa Lobo, diretora administrativa da empresa, devido ao fato de muitos clientes estarem expandindo suas atividades para outros Estados das regiões Sudeste, Norte e Nordeste. O movimento, segundo ela, acontece tanto nos canteiros de obras quando nas expansões do setor portuário e na mineração. “Desde a filiação da Anchieta Pneus na Sobratema, o que inclui a participação em workshops no ano de 2008 e na M&T Expo realizada em 2009, a empresa conquistou muitos clientes de médio e grande porte”, diz Elaine. “Esses eventos alavancaram nossas vendas e através deles formamos parcerias sólidas, como a representação exclusiva para reforma de pneus OTR Michelin, e com a líder mundial em reparos técnicos Rema Tip Top”, complementa.

Para a executiva, não há dúvida de que a feira retratará o bom momento pelo qual atravessa o País: “O Brasil possui grande e diversificada disponibilidade de recursos naturais e estamos à frente de vários países. Devemos aproveitar a oportunidade e avançar dando o suporte que nossos clientes necessitam, com o melhor produto e serviço”. Ela também avalia que as empresas do setor devem aumentar o reaproveitamento de carcaças para que essas não se tornem inservíveis. “A reforma de pneus é um grande contribuinte para a qualidade do meio ambiente, ainda que não tenha o devido reconhecimento da sociedade e dos órgãos do governo”, avalia ela.

A Anchieta é a única empresa nomeada como reformadora-padrão da Pirelli, utilizando a tecnologia de reforma Novateck. Além da Pirelli e da já citada Michelin, a empresa também tem como parceiros a Bridgestone-Firestone, a Goodyear, a Vipal e a Tortuga.

Solaris apresenta diversas modalidades de locação

A Solaris Brasil vai divulgar todo seu portfólio de produtos na M&T Peças e Serviços: uma frota com 2.500 equipamentos, entre plataformas elevatórias, manipuladores telescópicos, grupos geradores, compressores de ar e torres de iluminação, cujos modelos, em média, não possuem mais de dois anos e meio de tempo de uso. Mantendo seu forte ritmo de crescimento sustentável, Paulo Esteves, diretor comercial da empresa, revela que o crescimento do ano passado (15%) já havia ficado entre os três maiores do mundo, segundo levantamento do Grupo KHL, e em 2010 atingiu 20%, totalizando faturamento de US$ 72 milhões.

A meta é investir mais U$ 60 milhões no crescimento orgânico de sua frota e abrir quatro novas filiais em 2011, além de projetos estratégicos com foco nos preparativos da Copa do Mundo e dos Jogos Olímpicos no Brasil, Esteves avalia com bons olhos as oportunidades do ano de 2011 para o segmento e planeja crescer 50%. “Nesse momento, a Solaris está presente em algumas obras em andamento para a Copa e Olimpíadas, como é o caso do Mineirão, além de diversas obras de infraestrutura, caso do metrô no Rio”, destaca Esteves.

De acordo com o executivo, além dos novos equipamentos, a Solaris vai aproveitar a participação no evento para apresentar diferenciadas modalidades de locação. A empresa oferece o aluguel de acordo com a necessidade do cliente, o que inclui a operação, manutenções preventivas e corretivas. “Os equipamentos podem ser locados por dia, semana, mês ou qualquer que seja a demanda do cliente. E a locação também pode acontecer em função da utilização, modalidade em que o cliente loca e paga de acordo com a utilização da máquina.

Esteves esclarece que os clientes têm diversos benefícios quando, por exemplo, locam certa quantidade de equipamentos. “A Solaris disponibiliza para esse cliente em especial equipamentos em backup, além de treinamento e reciclagem de operadores, conforme sua necessidade”. Para problemas eventuais com falhas em canteiros de obras, a empresa possui um serviço de atendimento via 0800 em nível nacional. “A disponibilidade é garantida por meio de um sistema de gestão de frota, que acompanha os equipamentos, assim como as manutenções realizadas. Caso o equipamento apresente algum problema técnico, dependendo do caso a máquina pode ser substituída”, explica Esteves.

Rolink mostra truck para perfuratriz de fabricação própria

A Rolink vai destacar a truck para perfuratriz de fabricação própria na M&T Peças e Serviços. O equipamento usa material rodante da Berco, considerado o maior produtor mundial de material rodante e que é distribuído pela empresa brasileira. De acordo com o engenheiro Mário Hamaoka, diretor da Rolink, a Berco processa anualmente cerca de 300 mil toneladas de aço em suas várias plantas mundiais. “Temos mais de sete mil configurações de material rodante da Berco e apostamos no sucesso do evento”, afirma o executivo. Ele lembra ainda que a Bercosul, estabelecida no Brasil desde 2002, importa, monta e distribui, com exclusividade, os produtos Berco, mantendo em seu estoque mais de 1500 toneladas de produtos.

A Rolink, por sua vez, comercializa cerca de 300 toneladas de material rodante por ano, direcionados para diversos tipos de equipamentos, incluindo tratores, escavadeiras, perfuratrizes, acabadoras, fresadoras, colheitadeiras e guindastes. “A empresa está consolidada como a mais completa empresa do Brasil especializada em material rodante, pois além da venda, desenvolve projetos especiais, tais como fabricação de trucks para equipamentos de esteiras, bem como medição, acompanhamento e recuperação de material rodante”, reforça o diretor. Ele destaca o caso especial de guindastes como os Liebherr 1400 / 1750, Demag CC2600, Manitowoc 4000 / 4100, Linkbelt 418 / 518, American e Bucyrus 38B/51B/71B.

Machbert apresenta Autobetoneira da italiana Dieci

Conhecida por ser especialista em acessórios hidráulicos de escavadeiras no Brasil, a Machbert aposta na M&T Peças e Serviços e refletirá seu entusiasmo na divulgação de seus produtos durante a Feira. “Vamos lançar as autobetoneiras da fabricante italiana Dieci. O modelo N2400, por exemplo, possui 4X4 tração hidrostática nas quatro rodas, giro do balão para descarga 180°, elevação do balão facilitar a descarga e certificação do concreto com pesagem eletrônica”, diz José Alberto Moreira, diretor geral da Machbert Equipamentos e Serviços.

Para Moreira, um dos principais diferenciais da Machbert hoje é a disponibilidade dos equipamentos para entrega imediata, o mesmo acontecendo com as peças e serviços. Isso ocorre pela expertise da empresa, que “introduziu no mercado brasileiro os rompedores hidráulicos há 20 anos e, de lá para cá, nunca deixou parou. Foram as perfuratrizes hidráulicas, fresas, placas compactadores, braços fixos na boca de britadores, recentemente as caçambas britadoras, tudo isso montado em escavadeiras das mais diversas marcas”.

Para esse ano, o diretor geral da Machbert Equipamentos e Serviços faz projeções bastante agressivas: “teremos um crescimento em um nível próximo a 50% acima de 2010. A M&T Peças e Serviços será uma ação muito importante para o alcance destes objetivos”.

“As caçambas hidráulicas Montabert são as únicas no mundo da mesma marca dos rompedores hidráulicos. Isso permite maior intercâmbio entre estes dois equipamentos numa mesma escavadeira. As caçambas britadoras Montabert produzem entre 20 e 40 m³ por hora, permitindo regulagem do material a ser britado/processado, com saída do material britado entre 2 e 12 cm. Do tipo mandíbulas, essas caçambas já estão operando em muitas pelo país, com destaque neste momento as demolições de estádios de futebol para Copa 2014 e grandes unidades industriais”.

Metisa planeja crescer 20% em 2011

De acordo Edvaldo Ângelo, diretor presidente da Metisa, as vendas da empresa  atingiram 45.409 toneladas líquidas em 2010, sendo que 31.097 foram compras realizadas por clientes nacionais e 14.313 foram exportação. Com linha de produtos que vai de ferramentas agrícolas à peças para tratores, passando por lâminas para corte de pedras ornamentais, acessórios ferroviários e peças para implementos rodoviários, a empresa espera ampliar em 20% esse volume de vendas, devendo alcançar a marca de 54 mil toneladas em equipamentos comercializados. “Nos anos seguintes, poderemos crescer ainda mais, já que contamos com capacidade instalada para produzir 80 mil toneladas de ferramentas de aço anualmente”, diz ele.

Do volume total de peças comercializadas pela empresa, Ângelo avalia que 35% correspondem às ferramentas para tratores agrícolas e sobre esteiras, o que explica a expectativa de bons negócios da empresa na M&T Peças e Serviços. “Estamos vivendo uma fase muito boa, de otimismo, o que nos estimula a lançar novos produtos para acompanhar o crescimento do Brasil. Os investimentos que estão sendo realizados em superestruturas de vias ferroviárias e rodoviárias avalizam o otimismo, além dos aportes da área de agricultura, principalmente no segmento sucroalcooleiro”, finaliza ele.

Auxter destaca nacionalização da JS 200

A Auxter Máquinas e Equipamentos, representante da marca britânica JCB e da fabricante norte-americana Yale, está apostando em sua participação na M&T Peças e Serviços. “Queremos fazer novos contatos e marcar presença num evento organizado pela Sobratema, que já tem expertise com feiras do segmento”, destaca Alexandre Gomes, gerente geral de pós-venda do Grupo Auxter.

Uma das novidades da empresa é a disponibilização da escavadeira hidráulica JCB JS 200 LC com financiamento do Finame. O equipamento já era comercializado pela Auxter desde 2008, mas com sua nacionalização as vendas devem aumentar. A máquina passará a ser produzida, em Sorocaba, na nova unidade da JCB a ser inaugurada em 2012. Equipada com motor a diesel de 172 cv, caçamba reforçada, sistema plexus de filtragem e sapatas de 700 mm, o equipamento é capaz de escavar a uma profundidade de até 6,6 m, contando ainda com chassi longo e cabine fechada com ar-condicionado.

Durante a M&T Peças e Serviços, a Auxter também destacará a marca alemã Sennebogen, fabricante de equipamentos especiais para movimentação de materiais. “Com essa representação estamos num ramo novo e aliando o know-how da Sennebogen ao da Auxter”, diz o executivo. Ele completa, informando que a área de serviços também vai mostrar como funciona sua van, especialmente indicada para visitas de campo. Ela tem um alto índice de solução de problemas: 95% das intervenções no canteiro de obra são resolvidas. O veículo está equipado com gerador, compressor, ferramental, máquina de lavar e é dirigida por um profissional técnico.

Air Service mostra carreta de perfuração hidráulica Fênix 70 Junior

Há mais de 35 anos no segmento, a empresa promete apresentar toda sua linha de produtos na M&T Peças e Serviços, como carretas pneumáticas e hidráulicas para perfuração de rochas, perfuratrizes pneumáticas leves, braços hidráulicos, rompedores de concreto e asfalto, motores pneumáticos e equipamentos completos para vazamento e tamponamento de altos fornos siderúrgico.

“A M&T Peças e Serviços será uma oportunidade para fortalecermos a imagem da Air service como fabricante nacional de soluções para mineração, construção civil e siderurgia”, revela Geraldo Pires, coordenador de vendas da empresa. Segundo o executivo, o destaque fica para a carreta de perfuração hidráulica Fênix 70 Junior, projetada e fabricada pela Air Service. Trata-se de uma unidade de perfuração de rochas totalmente hidráulica, equipada com martelo (modelos BJ515M ou BJ448M).

“Seu maior diferencial é a alta produtividade aliada a um baixo custo operacional”, diz Pires. O equipamento tem porte reduzido (8,5 t) e por isso pode ser empregado em operações de perfuração em locais confinados, onde, anteriormente, somente as carretas pneumáticas eram utilizadas.

Êxito destaca manipulador telescópico em seu estande

Importadora oficial da XCMG para o mercado nacional, a Êxito vai destacar o manipulador telescópico XT 680 durante a M&T Peças e Serviços. De acordo com a importadora, trata-se de  uma máquina eletrônica multifuncional, com motorização Cummins e que pode ser utilizada em levantamentos de até 17 metros, operando com carregamentos de 4,5 toneladas. Com estrutura compacta, o manipulador apresenta uma operação flexível e ajuste automático.

O foco do equipamento são as operações em construção civil, como elevação de cargas e ferramentas, enchimento de cofragens de concreto, limpeza do local, montagem de estruturas, montagens industriais e manuseio de cilindros. A máquina também é indicada como opção para desmontagem de cargas de caminhões e contêineres. Com peso operacional de 13,6 t, a máquina tem ainda inclinação máxima de 33,2 graus.

Além da importação dos manipuladores telescópicos da XCMG, a Êxito também responde pela importação de outros equipamentos da marca, caso da linha de pás carregadeiras, escavadeiras hidráulicas, retro-escavadeiras e tratores de esteira. A empresa tem, atualmente, mais de 350 máquinas para pronta entrega fabricadas pela XCMG.  Exclusivamente para o Norte e o Nordeste, a Êxito representa toda a linha de guindastes da XCMG. A rede de revendas totaliza 23 parceiros em 17 estados.

Gold Tractor divulga materiais rodantes da Vtrack

Os materiais rodantes da marca italiana Vtrack serão o destaque do estande da Gold Tractor. Reconhecida mundialmente, a marca será distribuída pela empresa brasileira, que acabou de assinar uma parceria com a Andractor do Brasil, viabilizando esse processo. “Essa parceria vai ajudar a consolidação da marca no país, com material rodante com elevado padrão de qualidade e total garantia”, explica Leandro Henrique Ludovico, sócio-diretor da Gold Tractor.

Segundo o executivo, o distribuidor brasileiro também está fortalecendo o segmento de prestação de serviços. “Estamos atendendo os clientes na área de manutenção de material rodante”, diz. A empresa possui um estoque de componentes remanufaturados, entre motores, cabeçotes, transmissões e comandos finais - e oferece garantia de três meses.  Outra novidade que será divulgada na M&T Peças e Serviços é a atuação da empresa no mercado de caçambas para diversas linhas de máquinas pesadas, de marcas como Caterpillar, Case, Komatsu, Huber Warco, Volvo, Michigan, inclusive com a oferta de caçambas sob medida.

Miniescavadeiras e carregadeiras articuladas são destaque da Yanmar

A Yanmar vai destacar sua linha de equipamentos para construção civil na M&T Peças e Serviços. Entre as máquinas estão as miniescavadeiras, carregadeiras, retroescavadeiras, além da linha de motor TNV e dos conjuntos geradores da série YBG, com potência de 7,5 kVA a 75,0 kVA. Para Jaime Jun Tamaki, gerente comercial da Yanmar, o evento representa um ótimo canal de vendas para os produtos e reforça a divulgação do atendimento pós-venda e da assistência técnica da marca.

De acordo com ele, o foco na feira será a venda de conjuntos geradores com fabricação nacional, passíveis de financiamentos via BNDES. São máquinas com potência de 7,5 Kva a 75,0 Kva e que têm, como principais aplicações, atender instalações com demanda de energia durante 24 horas. É o caso de obras onde a rede elétrica ainda não existe ou da implantação de torres de telecomunicação e em segmentos de locação. A informação é do engenheiro Fábio Miskulin, supervisor de vendas da Yanmar.

Segundo Miskulin, em 2010, a Yanmar incrementou a linha de produtos com máquinas compactas para construção civil: as miniescavadeiras de 1 a 8 toneladas e as carregadeiras articuladas de 4 toneladas, importadas do Japão. “Estas máquinas são uma tendência mundial e estão se popularizando no mercado brasileiro. Para esta linha de produtos verificamos um crescimento de 114 % em 2010. Neste ano, estimamos que esse número dobre novamente”, informa.

As miniescavadeiras série Vio Yanmar possuem algumas características especiais como o fato de a parte traseira não ultrapassar o limite da esteira, sistema Victas, que distribui o peso da maquina corretamente proporcionando maior rendimento e três bombas hidráulicas, que proporcionam maior agilidade e força na operação. O motor diesel, desenvolvido e fabricado pela própria Yanmar, completa o rol. Compactas, elas não demandam a interdição de ruas e atuam em escavações a profundidades que variam de 1,5 metros a 4,45 metros.

Já a carregadeira série V4 é uma máquina articulada que transita em qualquer tipo de terreno. Possui transmissão hidrostática e eixo oscilante, ideal para trabalhos em lojas de material de construção, carregamento de areia e pedra. “Com as duas máquinas trabalhando juntas é possível fazer o serviço de escavação e carregamento de maneira independente dentro da obra, o que não é possível trabalhando com uma retro-escavadeira. Além do consumo de combustível ser menor, com uma economia que pode ser de 25 litros por dia”, relata Miskulin.

Elba apresenta software para gestão logística de equipamentos

A empresa divulgará soluções integradas para a gestão de Capex (despesas de capital) e Opex (despesas operacionais) para frotas de equipamentos fora de estrada durante a M&T Peças e Serviços. No pacote de tecnologias, o destaque será um software desenvolvido pela própria Elba para realizar a gestão de armazenagem e movimentação de equipamentos.

De acordo com Sylvio Barbosa Neto, diretor de operações, e Flávio Moraes Barbosa, diretor administrativo e financeiro da empresa, a participação na Feira visa mostrar aos visitantes a otimização de recursos e a maximização dos ativos operacionais envolvidos nos processos logísticos, bem como garantir o cumprimento de SLA’s (acordo de níveis de serviços) por meio das tecnologias.

A Elba avalia os serviços prestados como processos de parceria e aprendizado, de modo que “todos os clientes ajudam a evoluir os seus próprios processos de logística pesada e com isso geramos conhecimento para o desenvolvimento de novas tecnologias”, diz Sylvio Barbosa, salientando que os principais clientes da empresa são a Usiminas, Gerdau-Açominas, Samarco, VSB Tubos e Usiminas Mecânica.

Já madura no mercado, recentemente a Elba Equipamentos completou 51 anos e, de acordo com os seus diretores, as comemorações coincidiram com a entrada de um sócio estratégico, além de um fundo de investimento que solidificou a governança da empresa no que diz respeito à profissionalização e capitalização. “Essa mudança gerou um ambiente propício de crescimento orgânico e sustentado. Investir em novas tecnologias de gestão e equipamentos pesados de última geração faz parte do nosso negócio e a Elba tem realizado isso maciçamente”, diz Flávio Barbosa.

Os executivos destacam o projeto de logística de movimentação de placas metálicas para a Usiminas como um dos seus casos de sucesso. “Antes de implantar o projeto, a movimentação das placas era feita com o uso de empilhadeiras de garfos e guindastes treliçados de 70 toneladas, com mais de 25 anos de uso, o que levava ao alto custo operacional e pouca confiabilidade”, dizem. “A gestão do pátio era feita por outra empresa e a performance operacional sempre deixou a desejar em termos de custo, segurança e confiabilidade dos equipamentos”, complementam. Após um estudo focado, a diretoria da Elba, em conjunto com o gestor de operações da filial da Usiminas, Marcelo Basques e o chefe de operações Manoel Diniz, modificou o processo de movimentação das placas. O projeto envolveu estudo de layout, de tempos e de movimentos e a implantação de um novo conceito de movimentação e logística, com uso de equipamentos modernos. “Após 30 dias de operação, os resultados já foram notados pelo cliente, proporcionando maior produtividade com superação das metas de recebimento e despacho de placas a um custo operacional menor, além de mais segurança operacional e organização”, concluem os especialistas da Elba.

Dewalt e Stanley Hydraulic apresentam novos produtos

Fábio Govina, gerente de marketing da linha industrial da Dewalt e Stanley Hydraulic, destaca que as duas marcas trarão novidades para o mercado de locação, peças e serviços. “Queremos expandir nossa atuação no Brasil e, por isso, a M&T Peças e Serviços será o local ideal para essa ação”, comenta o executivo. No caso da Dewalt, os lançamentos incluem o novo demolidor de 16Kg, modelo D25960K, que atende as necessidades de profissionais e empresas que atuam com reformas estruturais, remodelações e demolições.

Segundo Govina, o equipamento oferece atributos técnicos que agilizam os trabalhos de rompimento de asfalto, pisos e estruturas de concreto. São 1.600 W de potência, além de 1.450 IPM e energia de impacto de 42 J. O demolidor possui selos de proteção contra pó em partes estratégicas de sua estrutura, evitando com isso que sujidades prejudiquem o motor e as engrenagens, gerando menor custo com manutenção e com substituição da ferramenta.

Além dele, a Dewat também aproveita para reforçar a comunicação da sua linha atual de martelos demolidores e perfuradores eletropneumáticos SDS-MAX e dos demolidores de 10 Kg, 13 kg e 30 Kg, voltados para diversos tipos de aplicações. Para a empresa, os equipamentos incorporam tecnologia de ponta e são ideais para o setor de locação de ferramentas, setor em crescimento no País.

Já a marca Stanley Hydraulic Tools, da divisão de infraestrutura, exibirá produtos voltados para o segmento da construção, mineração e desmonte, como a linha de conjuntos hidráulicos portáteis com demolidores, serras e bombas de sucção de água e lodo. Tais ferramentas já são utilizadas por empresas, como Sabesp, Copasa, Eletropaulo e Mendes Junior.

A M&T Peças e Serviços também servirá para o lançamento da linha completa de rompedores hidráulicos para acoplamento em equipamentos compactos, retroescavadeiras e escavadeiras de até 60 toneladas. De acordo com Flávia Garcia, gerente de vendas e infraestrutura, a Stanley Hydraulic Tools anunciará ainda a parceria com a Paraná Drill, primeiro distribuidor oficial para a linha de rompedores hidráulicos, responsável pela implantação, comercialização e manutenção dos produtos da marca na Região Sul. “Já temos distribuidores em Minas Gerais e São Paulo, mas queremos atingir outras regiões do país, assegurando aos clientes, pronto atendimento”.

Oilcheck apresenta solução de análise de óleo

Quem visitar o estande da Oilcheck conhecerá uma solução de análise de óleo totalmente diferenciada no mercado convencional. “Montamos um conceito de trabalho inédito no Brasil e fechamos uma parceria com um dos maiores laboratórios do mundo, o norte-americano Polaris”, informa Carlos Henrique Alves, diretor comercial da Oilcheck. Segundo ele, a Polaris é o laboratório oficial de diversas marcas no exterior. “Nosso desenho de negócio segue exatamente esta linha: entregar uma solução exclusiva para cada fabricante de equipamento, sem deixar os clientes finais desguarnecidos”.

Outra novidade Oilcheck é o sistema de microfiltragem usado em soluções embarcadas em sistemas de combustível e hidráulico. “Esse sistema já vem sendo aplicado nos equipamentos Case há mais de três anos, resultando em máquinas sem falhas nos sistemas de injeção de combustível por mais de 14 mil horas”, afirma Alves. De acordo com ele, a Oilcheck também começou a usar, em 2010, uma nova aplicação em comboios, postos de abastecimento e sistemas hidráulicos. “Já temos o sistema instalado na Odebrecht, Construtora Barbosa Mello, Usina Araguari, além de outros clientes que encontraram conosco a solução para um problema não controlado pela ANP: a contaminação por partículas suspensas”.

Prensa para alinhamento truck é destaque da Tratorgel

A Tratorgel levará seu portfólio com mais de 5 mil diferentes produtos para a M&T Peças e Serviços. O rol de soluções inclui desde turbinas, redutores, pinhões e coroas até engrenagens em geral, reversores, mancais, eixos, hélices, passando por equipamentos pesados como tratores de esteiras, pás-carregadeiras e  escavadeiras hidráulicas. Mas um dos destaques principais será lançamento da prensa para alinhamento truck, que pertence à linha de máquinas para oficina de material rodante. Thomas Maiani, diretor da Tratorgel, explica que o equipamento é destinado à colhedora de cana de açúcar, mercado em plena expansão no País.

“Nós investimos no desenvolvimento desse equipamento, que também pode ser aplicado para trucks de caminhões e máquinas rodoviárias”, revela o executivo. De acordo com ele, o dispositivo é construído com chapa de 38 mm e travas de reforço na base inferior, oito pés e chumbadores. A prensa possui motor trifásico blindado 220/380/440volts 20cv - 4 pólos, acoplado a uma bomba hidráulica com capacidade de 210 bar de pressão. A máquina tem ainda um reservatório com filtro e visor de nível, com capacidade de 300 litros óleo hidráulico 68, bem como 4 pistões com hastes temperadas e retificadas com capacidade de 100T, outros 4 para 40T e 2 para 4T. Com peso aproximado de 6.000 kg, as prensas do equipamento se deslocam através de r

Otimista com relação ao sucesso do evento, Maiani acredita que a Tratorgel deve suprir a demanda por equipamentos, peças e serviços que surgirá em breve em várias regiões do País: “o Brasil vai receber diversos investimentos nos próximos anos, fruto de alguns eventos como Copa do Mundo e Olimpíadas, programas governamentais para diminuição de déficit habitacional, investimentos do governo em infraestrutura, exploração de reservas da Petrobrás e outros fatores que exigirão mais produção interna. Nosso segmento deverá acompanhar essa onda de projetos”, argumenta.  www.tratorgel.com.br

Espaço da XGMA abriga sete equipamentos

A XGMA, uma das maiores fabricantes de equipamentos pesados da China, vai apresentar sua linha completa de movimentação de terra e de máquinas rodoviárias. De acordo com a empresa, o espaço coberto do estande de 390 m² vai abrigar sete máquinas. Nessa lista estão incluídas três carregadeiras – os modelos XG918, XG932III e o XG958, que possui motor Cummins turbo arrefecido com injeção mecânica. Na lista também está a escavadeira Hidráulica XG822LC , com motor Isuzu e bomba principal Kawasaki que favorecem a alta produtividade. Completam o rol de máquinas a motoniveladora XG31651 e a retroescavadeira XG765, com motor Cummins original 4BTA 3.9. O rolo compactador XG6102 fecha o portfólio, sendo equipado com motor Cummins 4BTA 3.9 turbo diesel.

Com menos de um ano de operação no Brasil, a marca já teria conquistado o Oriente Médio, Ásia e Europa, segundo a fabricante. Para atender o mercado, a empresa organizou uma rede que inclui a JM Máquinas, responsável pelos Estados de São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Já a Tractorbel, sediada em Belo Horizonte, atende os Estados do Espírito Santo, Rio de janeiro e Minas Gerais.

“A feira será uma ótima oportunidade dos compradores potenciais conhecerem mais de perto nossas máquinas chinesas XGMA, além de ter uma equipe ao alcance para tirar quaisquer dúvidas no local. Aliás, as máquinas já estão em operação em várias obras no Brasil”, registra Arthur Ferro, diretor comercial da JM Máquinas, de Valinhos (SP).

A fabricante destaca o baixo custo operacional como um dos seus diferenciais, ao lado da qualidade e da produtividade dos equipamentos. O suporte de pós-vendas, com custo de manutenção mais baixo em até 30% em relação à média nacional, é outro benefício, segundo a JM Máquinas. Pertencente ao Grupo JMalucelli, o dealer possui estoque de peças de reposição XGMA para pronta-entrega, além de equipe especializada para assistência aos clientes. As máquinas XGMA têm garantia de 1 ano.

Rack lança novos produtos para elevação de cargas

Incentivar a cultura de utilização dos elevadores cremalheira motivou a Rack Elevadores a participar da M&T Peças e Serviços. A empresa avalia que o mercado reconhece o aumento de produtividade oferecido por esses equipamentos e produziu, em 2010, mais de 180 elevadores com a tecnologia. A meta é dobrar a produção e incluir novos produtos ao portfólio em 2011. “Visualizamos que a M&T Peças e Serviços atrairá um público altamente especializado e realmente interessado, visto a grande demanda por máquinas e equipamentos, além dos serviços de montagem, desmontagem assistência técnica e peças de reposição. Estamos preparados para atender a procura”, diz Marcelo Ferreira, gerente de marketing da Rack.

Além dos modelos já em linha, como os elevadores cremalheira para capacidades de carga de 1.000, 1.500 e 2.000 kg, Ferreira revela que também serão apresentadas as plataformas cremalheira de trabalho em fachadas. “É um equipamento que permite a ascensão de materiais para aplicação direta na fachada. O conceito é ser um dispositivo intercambiável com o elevador, onde após o término da aplicação do mesmo, retira-se a cabina do elevador e instala-se a plataforma cremalheira no mesmo conjunto de torres”, detalha. Segundo ele, as configurações de montagem permitem comprimentos de 10 metros com uma torre ou até 30 metros com mais de uma torre, além da altura de trabalho de até 100 metros.

A Rack Elevadores também está apostando nas gruas de pequeno porte, conhecidas como mini-gruas, um equipamento para içamento de materiais em obras, fabricada em aço carbono com acabamento em pintura, que permite montagens tanto horizontais quanto inclinadas. Com isso, o dispositivo aumenta sua altura livre de trabalho sobre a laje, sendo também baixa a interferência na obra. A área de trabalho delas é de 154 m², contando com sistema de contra-lança para equilíbrio do centro de gravidade. O dispositivo possui ainda duas velocidades de trabalho, tanto vertical como horizontal, e altura de içamento de carga de 150 metros.

De acordo com a Rack, o elevador mais usado atualmente é o de 1.500 kg de carga, com cabine de dimensões 1,30 x 3,00 x 3,00 metros. A capacidade de carga dos equipamentos da empresa vai de 400 kg até 5.000 kg, com alturas superiores a 400 metros e cabinas de dimensões variadas atendendo às especificações  dos clientes. Os acabamentos superficiais também podem variar de acordo com a aplicação, podendo ser pintados, galvanizados ou construídos em aço inoxidável.

Real bombas destaca remanufaturados

A Real Bombas vai apresentar bombas multimarcas da linha leve e pesada, nacionais e importadas, e buscar novas oportunidades comerciais e parcerias na M&T Peças e Serviços. Outro objetivo da empresa é conhecer mais o mercado e suas demandas. A informação é de Álvaro Macedo, diretor geral da empresa. De acordo com ele, o evento será o espaço ideal para mostrar o know how da companhia. “Nossa meta é apontar as vantagens de se trabalhar com produtos remanufaturados de qualidade, principalmente os que colaboram com o meio ambiente”, diz ele. “Tentaremos quebrar o paradigma dos produtos remanufaturados, afinal estaremos frente a frente com um público especializado”.

O executivo acredita que, num curto prazo, haverá uma tendência de crescimento dos remanufaturados no mercado brasileiro, prática comum em países mais desenvolvidos, segundo ele. Com sete anos no mercado, a Real Bombas quer estimular o uso consciente de produtos e considera que a aceitação dos remanufaturados ainda é pequena. De acordo com ele, o produto remanufaturado é tão bom quanto um novo, com as mesmas especificações e garantias e, em geral, uma bomba remanufaturada pode chegar a custar 50% menos do que um produto novo.

Rekom exibe sistema de monitoramento por satélite

Especializada em componentes para as máquinas Komatsu, a Rekom vai mostrar o Komtrax, sistema de monitoramento e gerenciamento de equipamentos por satélite de sua representada. A solução será um dos principais destaques do estande da empresa. “Com ele, o operador pode acompanhar diariamente a máquina, recebendo informações sobre suas condições e detectando o surgimento de qualquer anomalia”, explica Angelino Pereira de Carvalho, administrador da Rekom, que ressalta que o sistema já está no mercado, mas passa ser oferecido agora para todos os clientes.

O novo serviço completa a atuação da Rekom, focada na reforma de componentes da Komatsu, que também oferece trabalha com a modalidade à base de troca. “Ele funciona muito bem quando o cliente está com a máquina em operação e não pode parar. Neste caso, na base de troca, liberamos o componente remanufaturado após acertos comerciais. Ele é instalado na máquina enquanto o usado é enviado para Rekom”, detalha Carvalho.

Um investimento recente da Rekom fortalece a expertise da empresa: a bancada com motor elétrico para teste de bombas hidráulicas, de 400 HP. Ela assegura que a companhia pode testar qualquer bomba hidráulica de qualquer máquina Komatsu. Equipada com dinamômetro para testar motores hidráulicos, a solução permite que todos os testes sejam monitorados por computador.

Com a participação na M&T Peças e Serviços, Carvalho espera que a Rekom seja cada vez mais conhecida no mercado. “Vamos divulgar nossos serviços para todos os clientes que tenham máquina da marca Komatsu. A meta é fazer com que os profissionais que precisam de reforma desses componentes pensem na Rekom como primeira alternativa”, explica.

Soned mostra benefícios do sistema TruckLub

A Soned, fabricante de bombas e sistemas de lubrificação centralizada para óleo e graxa, participa da M&T Peças e Serviços para divulgar as vantagens do TruckLub, produto aprovado pela Comunidade Européia, com grande aceitação pelo seu baixo custo de manutenção. Trata-se de um conjunto de eletrobomba de 12 V ou 24 V modelo PEG 2N, dotado de elementos bombeadores de graxa, com válvula de alívio para pressão máxima, distribuidores progressivos com até 20 saídas em uma única peça. O dispositivo pode lubrificar até 60 pontos no veículo em movimento.

Segundo Marcelo Miranda, da área de vendas da Soned, o sistema TruckLub é a melhor forma de lubrificar, visto que faz o bombeamento por pontos, fornecendo a dosagem necessária ao equipamento e com a vantagem de poder ser usado no veículo em movimento. Um dos usuários da tecnologia é a Paraná Equipamentos, revendedor da Caterpillar.

O sistema pode ser usado em veículos como transportes rodoviários, ônibus de passageiros urbanos e rodoviários, caminhões e outros veículos fora de estrada, canavieiros, canteiros de obra e transporte de minérios. De acordo com a Soned, outros benefícios do TruckLub incluem a lubrificação dos pontos de difícil acesso do veículo, além da geração de economia de tempo na mão-de-obra. A tecnologia ainda reduzia os desgastes nos pontos de atritos, evitando quebra, e aumentaria a rentabilidade de rodagem da frota. Outros ganhos estão concentrados na economia de graxa, evitando o desperdício e a atração de não poluir o meio ambiente. Finalmente, ele também evitaria a parada periódica para lubrificação e aumentaria a vida útil das peças.

TBM destaca bordas-base para carregadeiras

A TBM vai destacar a utilização de bordas base, dos tipos reto e bico de pato, com bordas/segmentos aparafusados. Segundo a empresa, trata-se de uma excelente alternativa da utilização para carregadeiras de todas as marcas, podendo aumentar significativamente a vida útil dos materiais. As bordas também proporcionam uma grande facilidade de troca de peças, inclusive no próprio local em que a máquina estiver trabalhando, o que significa operações em campo, se necessário.

Ao lado da novidade das bordas base citadas, a TBM trará ainda suas linhas de FPS nos aços XS 300 & XS 400, incluindo bordas, dentes, unhas, cantos e suportes, entre outros. Também serão destacados os implementos como caçambas e chapas de desgastes.

Para Anamaria Gomes Faria, gerente Comercial da empresa, a M&T Peças e Serviços é uma excelente oportunidade para contatos com os atuais distribuidores da marca, de forma a consolidar a relação comercial. “Também representa um campo fértil para estabelecimento de novas parcerias, tendo em vista que nossa distribuição de ferramentas de penetração no solo é feita pelas revendas”, argumenta a executiva. De acordo com ela, a linha de Implementos, vendida diretamente aos usuários finais, deve ainda gerar uma grande visitação.

Segundo Anamaria, a TBM estima um crescimento real de faturamento em torno de 10% ao ano nos próximos cinco anos e destaca o mercado de mineração, em função do alto volume de produção e valores envolvidos no setor. “Ele exige agilidade na reposição de peças e serviços, além da necessidade de alta qualidade de materiais utilizados, tendo em vista que todos os trabalhos desenvolvidos nesse setor serem executados em terrenos e condições de alta abrasão e impacto”, finaliza.

Pauliclan traz escavadeiras da chinesa Zoomlion

Com 25 anos de mercado, a Pauliclan Peças e Equipamentos atende os segmentos de construção civil, terraplenagem e obras públicas, desenvolvendo peças e realizando serviços para tratores e maquinários em geral. Para a primeira edição da M&T Peças, ela trará peças de importadas e equipamentos inéditos no país: a escavadeira hidráulica da fabricante chinesa Zoomlion, modelo ZE 230. Segundo Gabriel Cruz, sócio diretor da Pauliclan, a empresa vai comercializar e executar o pós-venda desses equipamentos no Brasil.

Cruz adianta que a marca também é representada pela BMC no Brasil, porém para outro tipo de equipamento. O modelo de 22 toneladas possui motor Cummins original e bomba Kawasaki. Os diferenciais da máquina incluem injeção direta com turbo compressor, em consonância com a norma européia II, baixo consumo de combustível, sistema de controle hidráulico avançado e confiável e ambiente operacional seguro. Outras características como visão aberta e ultra-baixo ruído, ar condicionado frio e quente e elementos estruturais de reforço completam a escavadeira.

A Pauliclan também levará para a M&T Peças e Serviços o seu produto de fabricação própria: o Clamshell Pauliclan, uma mandíbula para escavação vertical que atinge profundidade de até 10 metros com prolongador (opcional) e giro de 360 graus. O equipamento é direcionado para escavações, obras de saneamento e galerias de águas pluviais, podendo ser instalado em qualquer modelo de escavadeira hidráulica. “Além dele, os usuários recebem os componentes da nova linha na modalidade à base de troca. Ao invés de esperar que a manutenção seja realizada, o cliente já recebe uma do nosso estoque. Desta forma, ele não fica com máquina parada”, explica Cruz. “Em 2010 vendemos a máquina para empresas como Sabesp e a Emae - Empresa Metropolitana de Águas e Energia. Nesse ano, ela foi comercializada para a Passarelli e Cowan”, informa.

Novak & Gouveia divulga benefícios do Pré filtro de Ar

Focada na oferta de bombas, motores e comandos hidráulicos, além de joysticks, peças para estes componentes e kits de vedação, A Novak & Gouveia terá uma grande novidade para a M&T Peças e Serviços: a distribuição do pré- filtro de ar Klean Aire, que garante aumento da vida útil dos filtros e de desempenho do motor, economia do combustível, bem como a redução do desgaste dos motores. A queda no custo operacional resume o conjunto de benefícios, segundo Sandro Ricardo de Gouveia, diretor executivo da empresa.

Ele explica que o pré-filtro pode remover até 92% das impurezas da chuva, poeira e sujeira do ar de entrada antes que ele alcance o elemento do filtro. Com diversas aplicações, o pré-filtro não requer virtualmente nenhuma manutenção; sua carcaça foi revestida de aço para resistir aos ambientes mais severos e ele trabalha em qualquer condição atmosférica.

Para o diretor executivo, a novidade será anunciada em lugar certo. “O evento é uma oportunidade para fortalecermos a imagem da Novak & Gouveia como distribuidora de soluções de hidráulica móbil”, argumenta. “A M&T Peças e Serviços está voltada para o nosso mercado, que é venda de peças e componentes para hidráulica móbil e prestação de serviço também para hidráulica móbil e injeção diesel”, complementa.

A Feira também marcará o lançamento a loja virtual da Novak & Gouveia. “Nosso objetivo é iniciar as vendas de vedações especiais para cilindros pela internet”, conta o executivo. De acordo com ele, a intenção da empresa é mostrar a qualidade serviços e fornecimento de componentes durante o evento, ressaltando que a companhia é especializada em escavadeiras hidráulicas.

Para a Novak & Gouveia, os investimentos em infraestrutura continuam a movimentar todo o mercado. “O recondicionamento será uma tendência, pois esse processo reduz significativamente o consumo de recursos naturais e energia em relação aos utilizados na fabricação de novos produtos. Nesse sentido, também vamos ter menos resíduos, contribuindo para a conservação do planeta e uma vida mais saudável”.

Bosch Rexroth demonstra serviço de reparo de remanufatura

A Bosch Rexroth levará para M&T Peças e Serviços uma série de equipamentos, incluindo bomba e motor hidráulico, pistões axiais vazão, engrenagens, redutor planetário e acumulador. Também fazem parte desse rol dispositivos como válvula de freio, bloco comando, eletrônica, sensores e partes e peças para toda família de reparos. Além deles, a empresa destacará o serviço de reparo e remanufatura de seus produtos para o mercado de pós-venda.

A Bosch Rexroth é a única que pode utilizar partes e peças originais de fábrica nesses serviços, estendendo ao mercado de reposição, os processos, procedimentos e a garantia de um produto novo. De acordo com a fabricante, a eficiência de produtividade, garantindo a sobrevida dos produtos reparados ou remanufaturados, consegue baixar significativamente os custos de manutenção do circuito hidráulico, nas máquinas ou implementos montados com produtos da empresa.

Dentre os produtos que estarão no evento há um destaque para as unidades de pistões axiais, disponíveis para bombas e motores hidráulicos. A construção compacta, a relação entre peso e potência e o cumprimento da necessidade de altas rotações e elevado torque, com grau de rendimento otimizado, são importantes fatores que favorecem a utilização de transmissões hidrostáticas. As vantagens desses produtos incluem ainda mudança direta e sem trancos, do sentido de direção, elevada capacidade de vazão, conversão automática de torque e operação simples – ergonomicamente favorável - o que proporciona mais segurança e conforto ao operador.

Para construção civil e mineração, o foco da Bosch Rexroth será a divulgação de seus serviços de reparo e venda de peças para bombas e motores de pistões. “A reposição dos componentes hidráulicos nas máquinas de construção e mineração é realizada normalmente pelos OEM. O mercado paralelo atua fortemente com peças não originais e, consequentemente, com preços muito atrativos”, revela Ederson Cherri, gerente Market Segment Mobile Applications.

“A vantagem do custo menor no primeiro momento deixa de ser válido quando a vida útil do componente é reduzida e as perdas de produtividade da máquina se evidenciam. Montar uma bomba hidráulica com folgas fora da especificação significa pior rendimento volumétrico (maior vazamento), redução da velocidade da operação, com perda de produtividade. Com isso, uma escavadeira ou uma pá-carregadeira, por exemplo, terá menos capacidade de movimentação de terra por unidade de tempo. Infelizmente, este é um custo que não é medido na aquisição de um produto reparado com peças não originais”, explica o executivo.

No Brasil, a Bosch Rexroth possui sede em Atibaia, interior de São Paulo, unidade fabril em Pomerode (SC), nove regionais de vendas próximas aos mais importantes mercados brasileiros e mais de 60 distribuidores autorizados na área de automação industrial e mobil, situados nas principais cidades do país.

Spring Machine Control é A novidade da ACR

Além dos produtos das marcas Itowa, Dinaksa e Sirena, a ACR também exibirá os equipamentos de pesagem dinâmica da italiana Spring Machine Control na M&T Peças e Serviços. Segundo Eduardo Guimarães, executivo do departamento de marketing da ACR, os novos dispositivos serão um dos destaque no evento. Compactos e de fácil instalação, eles possuem um eficiente sistema de cálculo, fornecendo informações precisas sobre o material pesado. Atualmente, a empresa comercializa quatro modelos destes equipamentos: Leader, Bulldozer, Boomerang e Truck Loader.

“Queremos levar ao conhecimento do público da M&T Peças e Serviços o que há de melhor em sistemas de sinalização, pesagem e rádio controle”, reforça Guimarães. “Todos os produtos da ACR são de qualidade, fornecidos por conceituadas empresas da Europa. Dispomos de uma equipe tecnicamente bem preparada e equipada para prestar assistência 24 horas em rádio controle, sistemas de pesagens e sinalização”.

Para Guimarães, o cenário atual é positivo e promissor, graças aos projetos que serão executados nos próximos anos para grandes eventos esportivos que se realizarão no Brasil, caso da Copa do Mundo e das Olimpíadas. “Isso terá um impacto, principalmente no setor industrial, onde a ACR atua fornecendo diversas soluções em automação de sistemas industriais”.

Triex aposta nas peças genuínas

O objetivo do grupo Triex é mostrar sua linha de peças para transmissões e eixos diferenciais da marca Dana durante a M&T Peças e Serviços. Aplicados em pás carregadeiras, a linha deve ser um dos destaques da empresa no evento. “Esperamos uma grande visitação já que o mercado de peças e serviços para equipamentos pesados vem ganhando cada vez mais espaço. O evento receberá um público de qualidade e sedento por novidades do segmento”, diz Marcelo Vieira, diretor da empresa.

Além de oferecer seus serviços voltados para esses componentes, a Triex conta com produtos que se destacam pela qualidade e pelo fato de serem peças genuínas. A empresa espera que sua participação se reflita em negócios. No ano passado, ela cresceu aproximadamente 13,5% em relação a 2009. A estimativa da empresa é  ter um aumento de 20%, em função do momento estratégico que o País atravessa, com a realização de obras de infraestrutura em todo o Brasil.

De acordo com a Vieira, para atender as demandas e oferecer novas soluções ao mercado, a Triex conta com o posto de serviços autorizado e homologado pela Divisão de Produtos Fora de Estrada, da Dana. Outro recurso é a oficina bem equipada e com técnicos especializados e treinados.

Caimex apresenta linha de rompedores hidráulicos Ramfos

A aposta da Caimex é ganhar mais espaço perante seus concorrentes paulatinamente. Wagner Zenaro, gerente comercial da empresa, faz questão de ressaltar que, até o momento, o resultado de vendas tem sido muito positivo. “Acabamos de vender dois rompedores da Série TF Ramfos, o TF 25 e o TF 40, da coreana Tyfos, para a Destroy Desmontes Técnicos, de Minas Gerais, considerada uma das maiores desse segmento no País. São equipamentos que podem ser aplicados desde demolições leves até grandes projetos de escavação e demolição”, diz Zenaro.

Segundo ele, os rompedores da Ramfos atendem as normas européias de emissão de ruídos e são adequados para trabalhar em áreas urbanas, características que têm pesado a favor da sua boa aceitação no mercado brasileiro, principalmente nos estados de Minas Gerais, Bahia, Pernambuco, Paraíba e Rio de Janeiro.

Zenaro explica que vê surgir uma nova demanda no mercado para equipamentos cujo peso do portador está acima de 30 toneladas. Quando o assunto é volume de vendas, ele é otimista, prevendo um crescimento de 300% nos próximos três anos.  “Vendemos a média de dois rompedores por mês e somos relativamente novos no mercado. A meta é aumentar esse número para dez por mês e, pouco a pouco, ganhar espaço. Nossos equipamentos, comparados aos das outras empresas desse segmento, chegam a ser 30% mais baratos”, avalia.

Quando abordado sobre a origem da Tyfos, o executivo diz que os produtos coreanos são bem aceitos no Brasil. “Isso porque os equipamentos são duráveis, confiáveis e de qualidade”.  De acordo com Zenaro, investir no suporte técnico tem sido umas de suas prioridades da Caimex. “Procuramos ser parceiros dos clientes. Quando há problema, o atendimento é rápido. Conseguimos isso porque, quando vendemos o produto, oferecemos um treinamento de como efetuar a manutenção preventiva, tanto para o operador quanto para o mecânico. Dessa maneira, podemos ter um diálogo mais claro com o cliente e identificar as causas da falha antes mesmo de chegar ao local”.

Na avaliação de Zenaro, essa parceira pode evitar até a ida do técnico da Caimex ao canteiro de obras, caso o tipo de problema seja identificado durante uma conversa por telefone. Entre os diferenciais dos rompedores, o executivo destaca a junta giratória e a possibilidade de efetuar a manutenção sem precisar desmontar ou retirar a peça da escavadeira.

Hidrau Torque aposta no marketing para crescer 25%

Comemorando 30 anos de existência, o Grupo Hidrau Torque enxerga na M&T Peças e Serviços uma das principais ferramentas para alcançar o crescimento de 25% neste ano. A empresa conta com mais de 40 mil itens em estoque para atender proprietários de equipamentos Caterpillar, motores Cummins e todas as linhas de material rodante da própria Caterpillar, Liebher, Volvo e P&H. “Possuímos também uma oficina com estrutura completa para remanufatura de motores e transmissões, além de reforma de cilindros hidráulicos”, diz Flavio Ferola, gerente de planejamento e marketing da empresa.

Em seu estande na Feira, a empresa apresentará todas as suas unidades de negócios, incluindo peças de reposição para tratores no atacado e varejo, centro de remanufatura de componente, unidade de exportação de peças para tratores e a distribuição de miniaturas e produtos licenciados, como camisetas a relógios. “Queremos divulgar a força do Grupo Hidrau Torque durante a Feira”, afirma Ferola.

O evento, segundo ele, acontece num bom momento para a empresa, já que coincide com a ampliação no atendimento de diversas mineradoras da Vale na região Norte do País. “O Grupo representa diversas marcas reconhecidas mundialmente e temos apostado nas iniciativas de marketing, inclusive fazendo uso das redes sociais como Twitter e Facebook, para realizar promoções para os clientes”, finaliza ele.

Compsis destaca Sistema para gestão de frota

A tecnologia Gestão de Ativos Operacionais, que será divulgada na M&T Peças e Serviços, tem como objetivo melhorar o desempenho de uma frota através do monitoramento da operação e treinamento dos operadores, proporcionando economia com a agilidade nos processos e redução das despesas com insumos e manutenção, segundo a Compsis. Os dados coletados estão divididos em quatros grupos: apontamento das ocorrências; informações relativas ao abastecimento de combustíveis e lubrificantes; telemetria (informações relacionadas à dirigibilidade dos operadores) e informação do geoposicionamento dos equipamentos.

De acordo com Ailton Queiroga, presidente da Compsis, a tecnologia aumenta a disponibilidade dos equipamentos via gestão online, intervenções no trabalho com a possibilidade de interagir durante as operações e a economia em equipamentos pelo aumento da durabilidade e diminuição das necessidades de manutenção. “O principal diferencial do sistema é a possibilidade de customizá-lo para diversos setores, como a construção pesada”, diz ele.

A tecnologia captura as informações através do computador de bordo (CDBs) embarcado no equipamento. Os dados coletados são transmitidos via rádio aos computadores da empresa, que recebem e transmitem, via internet, para o datacenter. “Para atualização de cadastros e tabelas o processo é inverso. Na opção de comunicação através de telefonia celular, as informações colhidas nos CDBs são enviadas em tempo real ao datacenter”, explica.

Segundo Queiroga, os benefícios esperados com a tecnologia são a facilidade para localizar e alocar equipamentos; gestão do abastecimento de combustíveis e lubrificantes; gestão da produtividade das frentes de trabalho; ação sobre os desvios em tempo de execução; eliminação de erros de digitação e papel e frequência de manutenções por meio do controle de dirigibilidade. “Nosso sistema está operando na Camargo Corrêa e em vários sites de grandes obras como na Hidrelétrica de Jirau e no Mineroduto Minas-Rio, entre outros”, intervém Luiz Claudio Brito de Lima, da área de Intelligent Systems for Mobility da Compsis. “Ainda neste ano, operaremos em outras três construtoras que estão entre as 10 maiores do País”, revela Lima.

De acordo com o executivo, a participação da Compsis na M&T Peças e Serviços visa ampliar os alvos comerciais. “Vamos apresentar dados reais de uma obra, representando como ajudamos a planejar e controlar o uso de máquinas e equipamentos de forma eficiente”, adianta ele.

CBF destaca rolamentos de alto desempenho

A Rolamentos CBF trará várias novidades para a M&T Peças e Serviços, segundo José Alberto Rodrigues Gomide, diretor comercial e de logística. Entre elas estão os rolamentos de alto desempenho X-Life para peneiras vibratórias FAG e os rolamentos bipartidos Cooper.  “Os dois produtos representam um ganho para o profissional da manutenção. Os primeiros, devido aos processos de manufatura adotados, permitem que os dispositivos atinjam uma vida útil bem maior do que os convencionais, desde que os mesmos estejam corretamente aplicados”, salienta o executivo.

Gomide explica que os rolamentos bipartidos Cooper, fornecidos com seu respectivo mancal e componentes, permitem minimizar perdas de produção, pois sua montagem é fácil montagem, proporcionando grande redução no tempo de máquina parada. “Vamos lançar também acoplamentos, contra-recuos, freios eletro-magnéticos, hidráulicos e redutores de velocidade, da Vulkan”, adianta. De acordo com ele, a CBF é distribuidora autorizada dessa última. A Vulkan é uma empresa do grupo alemão B. Hackforth presente no Brasil desde 1974.

O executivo destaca ainda que a CBF oferece produtos para pronta entrega para seus clientes industriais, mantendo mais de 9 mil itens em seu estoque. Com mais de 55 anos, a companhia tem forte atuação no segmento de mineração, principalmente na área de pedreiras, fornecendo rolamentos de qualidade, com garantia quanto à originalidade e à rastreabilidade. Gomide lembra que a empresa disponibiliza ainda os  serviços de assistência técnica, análise e monitoramento.

Central Locadora investe em novos equipamentos

A rental avalia que equipamentos antigos nos canteiros de obras representam paradas em excesso para manutenção e o conseqüente atraso na produtividade. Por isso a empresa aposta em uma frota nova, sendo que a maioria dos equipamentos têm no máximo seis anos de uso. Seu portfólio inclui guindastes de torre, guindastes móveis e elevadores de cremalheira para construção civil e um dos destaques é a minigrua de 500 Kg, desenvolvida pela própria equipe da Central Locadora.

As locações de maior porte realizadas pela empresa, segundo Hamilton Ibanez Costa, diretor da Central Locadora, são respaldadas por um serviço de aftermarket diferenciado. “De acordo com a quantidade de equipamentos locados para a mesma obra, a disponibilizamos equipes fixas para montagem, ascensões, manutenção e desmontagem dos equipamentos”, diz ele.

Investimentos

Em função dos megaeventos que ocorrerão no País nos próximos anos, a rental está investindo em novos equipamentos de grande porte. Entre as aquisições está um lote de 30 elevadores cremalheira, com capacidade de 2t cada, e velocidade de subida 40% superior às disponíveis no mercado atualmente.

Esse investimento, segundo Costa, demonstra a confiança da empresa na economia brasileira, algo que será refletido também na M&T Peças e Serviços. “O Brasil segue a tendência do mercado americano que é baseado na locação. A Feira da Sobratema é um estímulo ao público participante no sentido de proporcionar maior conhecimento sobre os produtos e empresas disponíveis nesse segmento”, avalia.

Solução mecanizada otimiza limpeza de áreas

A Denis Cimaf do Brasil vai exibir sua linha de cabeçotes desbastadores durante a M&T Peças e Serviços. Acoplados em escavadeiras, mini-carregadeiras e tratores de rodas, os cabeçotes têm a função de controlar e eliminar a vegetação indesejável, com a vantagem de evitar que ocorram problemas de manuseio de material. A linha foi introduzida em operações severas, caso do rebaixamento de tocos de eucaliptos. Na avaliação da empresa, os cabeçotes robustos e de fácil manutenção estão confirmando a boa relação de custo-benefício propagado pela Denis Cimaf para a operação de limpeza de áreas.

“Já temos mais de 12.000 horas de equipamentos rodando de norte a sul do país, em diferentes situações de trabalho”, garante Pedro Aragão, diretor da Denis Cimaf do Brasil. Ele destaca que a empresa atua no mercado sul-americano desde 2008 e que vai utilizar o evento para ampliar os contatos e prospectar negócios no segmento de construção pesada. De acordo com o executivo, os desbastadores têm forte aplicação no segmento de construção, caso da supressão vegetal de uma forma geral, abertura e manutenção de linhas de transmissão, gasoduto, oleoduto e mineroduto. Com estoque de peças em Holambra, interior paulista, a Denis Cimaf também organizou sua logística para atender os novos mercados.

Crane Service ressalta vantagens do CranePRO

A Crane Service, especializada em soluções técnicas para as atividades de movimentação de cargas e guindastes, vai participar da M&T Peças e Serviços destacando sua nova ferramenta para estudos de rigging: o CranePRO. A metodologia patenteada é uma das armas da empresa para reforçar sua visibilidade durante o evento, segundo Leonardo Coimbra Scalabrini, diretor técnico da empresa. Ele lembra que a apresentação da ferramenta será feita pelas equipes comercial e técnica.

“Trata-se de um software totalmente brasileiro, criado pelo departamento de STI – Soluções em Tecnologia da Informação da Crane Service, em Belo Horizonte”, informa o executivo. Para ele, o programa vai impactar na segurança e redução de custos para quem adotá-lo. Funcionando em conjunto com uma plataforma CAD, o CranePRO permite a simulação, em escala, de toda a operação do guindaste em 3D. Outra funcionalidade é a possibilidade de desenho de todas as variáveis e interferências da atividade, antecipando as condições de riscos. O resultado é a certificação de execução de uma operação segura de uso do guindaste.

De acordo com a empresa, qualquer equipamento de movimentação de carga poderá ser desenhado em 3D, independente de fabricante ou modelo. A simulação inclui a operação completa, envolvendo entre outros dados, a movimentação completa de lança e jib.

Helevar destaca blindagem de pneus na feira

A empresa, que integra linhas de produtos dos fabricantes Pewag Austria Gmbh, KWB Kettenwerk Brückl e ELD European Lifting Devices leva para M&T Peças e Serviços a linha de blindagem para pneus, correntes e emendas para transportadores. As blindagens são de malha de aço construída para cobrir a banda de rodagem e as laterais dos pneus, formando uma barreira contra danos. Seu uso, segundo a empresa, evita a perda de pneus por acidente, permitindo o controle adequado dos custos de operação.

Entre os benefícios do sistema destacam-se a redução dos custos diretos de operação por hora; aumento da produtividade dos equipamentos, maior tração, menor patinagem e mobilidade total para o operador e utilização ilimitada, mesmo diante das condições mais severas de operação como rocha, fogo ou materiais abrasivos. “A nossa expectativa é fechar 2011 com aproximadamente R$ 9 milhões em vendas de dispositivos especiais para a movimentação e amarração de cargas, que fabricamos, além dos faturamentos com reforma, recuperação e blindagens para pneus”, diz André V. Mutti, diretor da empresa.