FECHAR
FECHAR
26 de setembro de 2011
Voltar
M&T - Peças e Serviços

Feira supera as expectativas

Ao reunir 360 expositores e quase 26 mil visitantes, a feira confirma a importância de um evento no qual usuários de equipamentos e fornecedores de soluções possam discutir o suporte à frota em operação

Um sucesso de público e de negócios. Assim pode ser definida a M&T Peças e Serviços 2011 (Feira Latinoamericana de Peças e Serviços para Equipamentos de Construção e Mineração), organizada pela Sobratema em São Paulo, entre os dias 10 e 13 de agosto último. Em sua primeira edição, o evento atraiu 25.944 visitantes, que passaram pelo Centro de Exposições Imigrantes para conferir as novidades apresentadas pelos 360 expositores presentes ao evento.

“Tivemos uma grande presença de pequenos empresários, empreiteiros e profissionais da área, que são realmente as pessoas que estão participando da construção do Brasil”, afirma Afonso Mamede, presidente da Sobratema. Ele ressalta que, pelas conversas com os expositores, o evento confirmou sua vocação para uma feira de negócios ao gerar vendas e novos contatos comerciais para os expositores (veja quadro ao lado). “Todos saíram muito satisfeitos do Centro de Exposições Imigrantes.”

Com o foco voltado para as soluções em peças de reposição e serviços em máquinas de construção, como retífica, treinamento de mão de obra, manutenção em geral e locação, entre outros, o evento reuniu fabricantes de equipamentos e de componentes, bem como distribuidores, empresas de rental e toda a cadeia de assistência técnica à frota. Pelas estimativas da Sobratema, esse segmento reúne cerca de 110 mil indústrias, com um faturamento em torno de R$ 6 bilhões/ano, que atuam no suporte aos mais de 390 mil equipamentos em operação nos canteiros de obras e frentes de mineração do país (considerando-se apenas as máquinas com até 10 anos de vida útil).

Diante da crescente competitividade no mercado de máquinas pesadas, onde as diversas marcas oferecidas tendem a se nivelar em termos de qualidade e desempenho, o suporte à operação surge como um diferencial importante para a conquista do cliente. Por esse motivo, os principais competidores do mercado compareceram à feira para apresentar o que oferecem aos clientes em termos de pós-venda. Fabricantes de equipamentos e seus distribuidores, bem como a indústria de peças e fornecedores de serviços enfocaram sua estru


Ao reunir 360 expositores e quase 26 mil visitantes, a feira confirma a importância de um evento no qual usuários de equipamentos e fornecedores de soluções possam discutir o suporte à frota em operação

Um sucesso de público e de negócios. Assim pode ser definida a M&T Peças e Serviços 2011 (Feira Latinoamericana de Peças e Serviços para Equipamentos de Construção e Mineração), organizada pela Sobratema em São Paulo, entre os dias 10 e 13 de agosto último. Em sua primeira edição, o evento atraiu 25.944 visitantes, que passaram pelo Centro de Exposições Imigrantes para conferir as novidades apresentadas pelos 360 expositores presentes ao evento.

“Tivemos uma grande presença de pequenos empresários, empreiteiros e profissionais da área, que são realmente as pessoas que estão participando da construção do Brasil”, afirma Afonso Mamede, presidente da Sobratema. Ele ressalta que, pelas conversas com os expositores, o evento confirmou sua vocação para uma feira de negócios ao gerar vendas e novos contatos comerciais para os expositores (veja quadro ao lado). “Todos saíram muito satisfeitos do Centro de Exposições Imigrantes.”

Com o foco voltado para as soluções em peças de reposição e serviços em máquinas de construção, como retífica, treinamento de mão de obra, manutenção em geral e locação, entre outros, o evento reuniu fabricantes de equipamentos e de componentes, bem como distribuidores, empresas de rental e toda a cadeia de assistência técnica à frota. Pelas estimativas da Sobratema, esse segmento reúne cerca de 110 mil indústrias, com um faturamento em torno de R$ 6 bilhões/ano, que atuam no suporte aos mais de 390 mil equipamentos em operação nos canteiros de obras e frentes de mineração do país (considerando-se apenas as máquinas com até 10 anos de vida útil).

Diante da crescente competitividade no mercado de máquinas pesadas, onde as diversas marcas oferecidas tendem a se nivelar em termos de qualidade e desempenho, o suporte à operação surge como um diferencial importante para a conquista do cliente. Por esse motivo, os principais competidores do mercado compareceram à feira para apresentar o que oferecem aos clientes em termos de pós-venda. Fabricantes de equipamentos e seus distribuidores, bem como a indústria de peças e fornecedores de serviços enfocaram sua estrutura de suporte aos clientes.

Em comum, todos disputam a fatia de um mercado em franca expansão, impulsionado por uma carteira de investimentos de R$ 1,2 trilhão, no período entre 2010 e 2016, para a implantação de 9.550 obras de infraestrutura programadas pelo governo (PAC 2), bem como as construções industriais e projetos relacionados à Copa de 2014 e Olimpíadas de 2016. Esses números fazem parte de um levantamento realizado pela Sobratema, que, em função da demanda crescente, estima um crescimento de 10% este ano no consumo de equipamentos para construção.

Isso significa que cerca de 78 mil equipamentos novos deverão se incorporar à frota das construtoras e locadoras até o final de 2011, entre escavadeiras, tratores, motoniveladoras, caminhões basculantes, rolos compactadores e outros modelos, além das 390 mil unidades já em operação. Diante desses números, o Brasil, juntamente com a China, Índia e Rússia, já se consolidou numa posição de destaque no mercado mundial de equipamentos para construção, figurando como um dos responsáveis pela manutenção do ritmo das vendas em âmbito global.

A M&T Peças e Serviços refletiu esse cenário ao se posicionar como uma feira de negócios com abrangência em toda a América Latina. Esse caráter regional foi observado não apenas em função do perfil dos expositores – dos quais 126 internacionais – mas também dos visitantes da feira, que recebeu profissionais de todas as regiões do Brasil e dos demais países da América Latina.

Afonso Mamede atribui parte desse sucesso à experiência na realização da M&T Expo (Feira Internacional de Equipamentos para Construção e Mineração), o maior evento do setor na América Latina, bem como aos apoios obtidos de inúmeras entidades, tanto nacionais como internacionais. Como resultado, a M&T Peças e Serviços obteve grande visibilidade na imprensa nacional e internacional, registrando a presença de 298 jornalistas, dos quais 36 representando publicações da América Latina, Estados Unidos, Europa e Ásia.

A representatividade da feira no mercado de construção pesada também pode ser aferida pelo Congresso Sobratema, realizado simultaneamente ao evento. Os seminários e apresentações realizados abordaram os mais variados temas relacionados ao setor, desde a reciclagem de resíduos da construção, a capacitação de mão de obra e a análise do mercado de equipamentos, até a analise da construção industrializada, do aço na construção e dos projetos dos estádios para a Copa de 2014.

Organizado em conjunto com outras entidades parceiras, o Congresso totalizou 17 conferências proferidas por mais de duas dezenas de palestrantes, atraindo a presença de mais de 1.200 participantes, entre profissionais do setor, pesquisadores, acadêmicos e a imprensa em geral. Um dos destaques coube à apresentação da empresa Norte Energia, que detém a concessão para construção e operação da usina hidrelétrica de Belo Monte, detalhando todas as etapas de implantação do projeto.

O maior projeto de geração de energia em implantação no Brasil também mereceu um salão temático de 920 m2 na feira Construction Expo 2011, realizada simultaneamente à M&T Peças e Serviços, na área externa do Centro de Exposições Imigrantes. No salão de Belo Monte, os visitantes puderam travar contato com as soluções de engenharia adotadas na obra da hidrelétrica e com alguns de seus principais fornecedores.

A adoção do conceito de salão temático, aliás, marcou o pioneirismo da feira Construction Expo 2011, ao apresentar em um único espaço as tendências, inovações e lançamentos em segmentos específicos da construção. O evento reuniu cinco salões temáticos: a Hidrelétrica de Belo Monte, a Vila do Aço, os Estádios para a Copa 2014, Infraestrutura Ferroviária e Reciclagem de Resíduos da Construção. Ao final do evento, a Sobratema lançou a M&T Expo 2012, maior feira de equipamentos para construção da América Latina, que será realizada em São Paulo, entre 29 de maio e 2 de junho do próximo ano.