FECHAR
FECHAR
01 de junho de 2016
Voltar

Sustentabilidade

Construção sustentável cresce apesar da recessão

Registros de novos projetos com certificações de eficiência e racionalização de recursos obtidos no começo de 2016 superam os dos anos anteriores
Fonte: DCI

Contrariando os indicadores negativos do segmento de construção civil, os empreendimentos sustentáveis apresentaram avanço no ano passado. Agora, a previsão é que 2016 seja um ano de alta recorde no número de certificações.

Em 2015, foram registradas 73 novas certificações LEED, sistema internacional que avalia os projetos sob diferentes critérios de eficiência e racionalização de recursos. "Esse resultado faz com que 2016 desponte como um dos melhores anos para o movimento", afirma o diretor executivo do Green Building Council Brasil, Felipe Faria.

Para o executivo, os registros de novos projetos com certificações obtidos no começo de 2016 superam os dos anos anteriores. "Foram 73 novos projetos registrados LEED e oito novos projetos Referencial GBC Brasil Casa", comemora.

O resultado do primeiro quadrimestre de 2016 é inferior apenas ao do mesmo período de 2012, que teve 90 registros de certificações LEED. "Nos anos de 2013, 2014 e 2015 tivemos, respectivamente, 71, 29 e 45 novos projetos LEED e Referencial GBC Brasil Casa. Já o mês de abril de 2016 registrou o recorde no número de novos projetos, sendo 33 registros LEED e dois registros Referencial GBC Brasil Casa somente em 30 dias", assinala o diretor.

Felipe Faria cita também pesquisa publicada no Relatório Mundial 2015 do World Green Building Council, segundo a qual, no Brasil, 36% dos profissionais e empresas de diversos setores da indústria da construção confirmaram que, até 2018, mais de 60% dos seus projetos serão verdes. "Na pesquisa anterior, de 2012, apenas 6% mencionaram esse comprometimento, tendo o ano de 2015 como horizonte", disse.

 

 

Produção editorial: Revista M&T – Desenvolvido e atualizado por Diagrama Marketing Editoral