FECHAR
29 de abril de 2010
Voltar
Mercado / Obras que movimentam a economia

Somente o estado de São Paulo deve atrair cerca de R$ 32 bilhões em investimentos, nos quais de incluem a instalação do TAV e a reforma do estádio do Morumbi. Esse valor também contempla a construção de uma moderna linha de trem entre o centro da capital e o aeroporto internacional de Guarulhos – o expresso aeroporto – e a ampliação da rede hoteleira. Com o objetivo de desafogar o caótico trânsito da capital paulista, os governos estadual e municipal já lançaram até mesmo o projeto de duplicação da Marginal Tietê, uma das principais vias da cidade, que vai ganhar três novas faixas em cada sentido de tráfego, bem como a readequação de suas pontes e viadutos. Orçada em R$ 1,3 bilhão, a obra começa ainda este ano.

A maioria das obras para a Copa de 2014, entretanto, está em fase de estudos ou projeto e deve começar a movimentar o mercado a partir de 2010. Antes desse período, o governo de São Paulo promete atrair novos investimentos na área de transporte por meio de mais um lote de concessão de estradas estaduais à iniciativa privada. “Estamos concluindo os estudos para a concessão de rodovias nas regiões do Vale do Paraíba, Baixada Santista e litoral Norte, cuja licitação deve ser lançada até dezembro deste ano”, afirmou o secretário de desenvolvimento do estado, Geraldo Alckmin, em sua apresentação no Elacom 2009.

Investimentos em São Paulo

Segundo Alckmin, o projeto prevê a duplicação de importantes vias de acesso o litoral Norte do estado, como as rodovias dos Tamoios (SP- 99), Mogi/Bertioga (SP-98) e Osvaldo Cruz (SP-125), além da construção de um contorno no município de Caraguatatuba e de terceira faixa na estrada Padre Manuel da Nóbrega (SP-55), no litoral Sul. Na área de ferrovias, o secretário destacou o lançamento do edital para a construção do trecho Sul do Ferroanel de São Paulo, cujo projeto está orçado em R$ 700 milhões. “Como esse trecho segue a mesma faixa de domínio do Rodoanel, deixamos toda a infraestrutura preparada, o que facilita as aprovações ambientais e reduz o custo da obra.”

Ainda nessa área, Alckmin enfatizou a rapidez na concessão do expresso aeroporto, cuja obra deve ser concluída até 2012. Além disso, ele destacou que as concessionárias privadas estão aplicando R$ 286 milhões na recuperação de 440 km de ramais ferroviários de cargas, como as ligações Ribeirão Preto/Franca e Santos/Cajati. “Apenas este ano, São Paulo está recebendo R$ 20,6 bilhões em investimentos em infraestrutura, o que representa a geração de mais de 858 mil empregos diretos e indiretos no estado”, disse ele. O valor inclui não apenas as obras de rodovias e ferrovias, mas também o projeto de expansão do Metrô paulistano, assim como as ações do governo nas áreas de saneamento e habitação popular.