FECHAR
08 de junho de 2019
Voltar
Momento BW

Desenvolvimento responsável

Apostando na multidisciplinaridade, evento busca conscientizar a sociedade da necessidade inadiável de se adotar práticas mais sustentáveis nas atividades produtivas

No dia 15 de maio, a Sobratema reuniu profissionais e empresários de companhias de reconhecida atuação em atividades de sustentabilidade ambiental, além de representantes de entidades setoriais e jornalistas, para apresentar detalhes sobre a realização da BW Expo e Summit 2019 – 3ª Biosphere World, que ocorre entre os dias 5 e 7 de novembro no São Paulo Expo, na capital paulista.

O evento contou com a presença do engenheiro civil Marcos Penido, secretário de Infraestrutura e Meio Ambiente do Estado de São Paulo, que ressaltou a importância do evento para a multiplicação do conhecimento e a difusão de experiências bem-sucedidas para o desenvolvimento da sustentabilidade ambiental no país. “Todos nós já produzimos muita coisa, mas também houve muita irresponsabilidade no passado, pois não havia preocupação em preservar o meio ambiente, trazendo consequências que podem ser vistas nos dias atuais”, disse. “Assim, nossa preocupação é que haja uma conscientização e uma reflexão por parte de todos os profissionais sobre qual mundo vamos deixar para as futuras gerações.”

Segundo o secretário, a promoção de uma feira dinâmica como a BW Expo põe a questão em evidência, abrindo espaço para a apresentação de casese experiências de sucesso, além da geração de conhecimento. “Isso é fundamental”, disse Penido.

PARTICIPAÇÃO
Atualmente, já há uma postura de maior cobrança em relação às questões ligadas à recuperação e conservação do meio ambiente, no sentido de diminuir a pegada ambiental por parte das pessoas, empresas e sociedade. No entanto, muitas vezes não há um direcionamento adequado de como iniciar essa trajetória.

Daí a importância dos cases que serão apresentados no evento, pois mostram o que de fato funciona e como isso pode ser feito. “É fantástico pensar que a feira vai além de visitação a estandes estáticos, uma vez que o case de sucesso dá a chance de participar e sentir como a ideia, o esforço e o investimento podem dar certo, porque é possível ver o resultado e levar aquela experiência para uma empresa e um estabelecimento comercial”, avaliou Penido. “E, na medida em que se repetem, essas experiências se aperfeiçoam, vão sendo inseridas as características próprias de cada companhia e, assim, as ações vão se multiplicando. O case, então, tem o condão de ensinar, de conscientizar e de propagar, atuando como um agente promotor das ações que realmente funcionam para a preservação do meio ambiente.”