FECHAR
FECHAR
Voltar

Painel

Revista M&T Edição 137 - 08/2010

Ibama estuda o controle de emissões dos equipamentos

Já se encontra no Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis) o projeto para criação da norma brasileira de controle de emissão de poluentes por equipamentos fora-de-estrada. Desenvolvida pela Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores) e pela Abimaq (Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos), a proposta foi entregue para análise do órgão ambiental em novembro de 2009. “Fizemos algumas alterações solicitadas pelo Ibama e encaminhamos novamente o projeto para avaliação”, diz Cledorvino Belini, presidente da Anfavea.

O Ibama não especificou um prazo para a conclusão das análises, mas os especialistas do setor pedem maior rapidez na definição da norma. Os equipamentos de construção, juntamente com as máquinas estacionárias e off-shore, respondem por cerca de 20% do óleo diesel consumido no país, o que dá uma dimensão do impacto dessa frota no meio ambiente. Após a avaliação do Ibama, o texto será posto em debate antes de ser validado pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama).

A proposta em estudo defende que o Brasil adote um controle semelhante ao estágio Tier II, dos Estados Unidos, onde o controle de emissão já se encontra em etapa mais rigorosa (início do Tier IV). De acordo com o projeto, os equipamentos de construção devem se adequar à norma no prazo de 24 meses após sua aprovação. As máquinas agrícolas com potência acima de 75 hp também devem atender a esses requisitos no mesmo prazo, que pode se estender para 48 meses no caso dos modelos abaixo de 75 hp de potência.