FECHAR
23 de julho de 2019
Voltar

AGRONEGÓCIO

Venda de máquinas agrícolas tem aumento de 40% em junho

A Anfavea projeta que, em 2019, as vendas internas de máquinas agrícolas alcancem um crescimento de 10,9%
Fonte: Correio do Povo

A venda de máquinas agrícolas no país apresentou crescimento de 40,4% em junho, último mês do Plano Safra 2018/2019, na comparação com maio.

Quando comparado a junho de 2018, porém, houve queda de 11,7%. Foram negociadas 4,4 mil unidades no mês passado.

No acumulado do ano, são 19,8 mil máquinas, número praticamente estável em relação ao mesmo período de 2018. Os números foram divulgados, no início de julho pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).

O segmento teve desempenho negativo nas exportações, com queda de 27,5% em relação a maio e de 17,1% na comparação com junho de 2018.

O número registrado no mês passado foi de 900 unidades. A produção de máquinas também caiu, 11,8% ante maio e 15,7% comparado a junho de 2018. A Anfavea projeta que, em 2019, as vendas internas de máquinas agrícolas alcancem um crescimento de 10,9%.

Segundo Claudio Bier, presidente doSindicato das Indústrias de Máquinas e Implementos Agrícolas no RS,(Simers), os produtores optaram por aproveitar as taxas de juros mais baratas até o final do último Plano Safra, o que motivou o crescim...


A venda de máquinas agrícolas no país apresentou crescimento de 40,4% em junho, último mês do Plano Safra 2018/2019, na comparação com maio.

Quando comparado a junho de 2018, porém, houve queda de 11,7%. Foram negociadas 4,4 mil unidades no mês passado.

No acumulado do ano, são 19,8 mil máquinas, número praticamente estável em relação ao mesmo período de 2018. Os números foram divulgados, no início de julho pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).

O segmento teve desempenho negativo nas exportações, com queda de 27,5% em relação a maio e de 17,1% na comparação com junho de 2018.

O número registrado no mês passado foi de 900 unidades. A produção de máquinas também caiu, 11,8% ante maio e 15,7% comparado a junho de 2018. A Anfavea projeta que, em 2019, as vendas internas de máquinas agrícolas alcancem um crescimento de 10,9%.

Segundo Claudio Bier, presidente doSindicato das Indústrias de Máquinas e Implementos Agrícolas no RS,(Simers), os produtores optaram por aproveitar as taxas de juros mais baratas até o final do último Plano Safra, o que motivou o crescimento em relação a maio.

Mas, para o segundo semestre deste ano, a projeção é de um mercado mais "apertado". "Os custos de produção subiram muito e a rentabilidade do produtor baixou", afirma, ressaltando ainda o acréscimo nas taxas de juros para financiamento de máquinas.