FECHAR
FECHAR
26 de fevereiro de 2019
Voltar

EMPRESAS

Terex vende marca Demag para Tadano

O acordo entre as empresas é de cerca de US$ 215 milhões e prevê transferência de guindastes móveis de alta capacidade
Fonte: Assessoria de Imprensa

A Terex divulgou recentemente um acordo em que venderá seu negócio de guindastes móveis da marca Demag para a japonesa Tadano, por aproximadamente US$ 215 milhões.

O acordo, que ainda precisa ser referendado por reguladores de mercado, cobre todos os modelos de guindaste RT e AT, além da fábrica de Zweinbrücken, Alemanha, e múltiplos pontos de venda e serviço. O objetivo é que a transação seja concluída em meados deste ano.

Além da venda, a Terex descontinuará a produção de guindastes móveis nos Estados Unidos (Oklahoma City), mas, continuará produzindo guindastes para terrenos difíceis para todos os mercados a partir de Crespellano, e gruas torre a partir de Fontanafredda, ambos os lugares na Itália. A unidade de Brisbane, Austrália, continuará produzindo os guindastes pick and carry da marca.

“A marca Demag de guindastes móveis tem sido parte da nossa companhia por quase duas décadas e produz equipamentos de classe mundial”, afirma John Garrison, CEO e chairman da Terex.

“A venda está baseada em uma forte lógica industrial, dado que os equipamentos Demag farão parte de uma empresa global de guindastes com produtos e capacidades complementares. A Tadano é um parceiro estratégico que valoriza a marca Demag, sua tecnologia, rede de distribuição e os colaboradores profissionais”, afirma Garrison.

Koichi Tadano, CEO e diretor representativo da Tadano, explica que a aquisição foi estratégica e tem considerável potencial de crescimento.

“A adição da respeitada marca Demag com seus guindastes all terrain e sobre esteiras aumenta nossa linha de produtos e opções para os clientes”, afirma.

“A Demag fortalecerá nossa posição nestes segmentos. Acreditamos que a instalação de Zweinbrücken e seus colaboradores, além dos atuais distribuidores, são muito importantes para o sucesso do negócio”, comenta.

As mudanças não afetam os negócios de utilities da Terex, cujos equipamentos continuarão sendo produzidos na fábrica de Waterton, South Dakota, EUA.

A fábrica de Oklahoma City continuará funcionando, mas para produzir manipuladores telescópicos e fazer a remanufatura de plataformas aéreas e vários dos produtos da área de processamento de materiais.

“Embora Oklahoma esteja saindo do segmento de guindastes, continuaremos oferecendo partes, serviços e suporte aos clientes a partir deste local”, explica Garrison