FECHAR
FECHAR
22 de maio de 2018
Voltar

Mineração

Rio Tinto terá a primeira operação ferroviária autônoma de longa distância

Projeto AutoHaul, na Austrália, deverá ser concluído até o final de 2018
Fonte: Conexão Mineral

A Rio Tinto, companhia anglo-australiana de mineração, recebeu a aprovação do Gabinete do Regulador Nacional de Segurança Ferroviária da Austrália para a operação autônoma de trens em sua operação de Pilbara.

A Rio Tinto opera cerca de 200 locomotivas em mais de 1.700 km de trilhos em Pilbara, transportando minério de 16 minas para quatro terminais portuários.

Os trens começaram a rodar em modo autônomo com  monitoramento a bordo pelo maquinista no primeiro trimestre de 2017.

No final do primeiro trimestre de 2018, mais de 3 milhões de quilômetros rodados (aproximadamente 65% do total) foram em modo autônomo.

Segundo a companhia, o projeto AutoHaul continua a progredir e está programado para ser concluído até o final de 2018.

A Rio Tinto adotará uma abordagem em fases para a implantação de trens autônomos em toda a rede.

Uma vez comissionada, a rede será a primeira operação ferroviária de longa distância autônoma, proporcionando, segundo a mineradora, benefícios significativos de segurança e produtividade para os negócios.

A expectativa de embarques da operação em Pilbara esse ano permanece entre 330 e 340 milhões de toneladas (base de 100%).

Produção editorial: Revista M&T – Desenvolvido e atualizado por Diagrama Marketing Editoral