FECHAR
FECHAR
08 de agosto de 2018
Voltar

Empresas

Randon compartilha experiência com jovens empreendedores

Presidente David Randon relata a trajetória de quase 70 anos e diretor Daniel Ely aborda o desafio de inovar
Fonte: Assessoria de Imprensa

O presidente da Randon S.A Implementos e Participações, David Abramo Randon, participa da Gramado Summit, realizada hoje (08/08), um papel de troca de experiências no mundo corporativo entre diferentes gerações.

Com a bagagem de 35 anos na empresa, 10 dos quais na presidência, David Randon compartilha com as mais inovadoras startups presentes no evento, uma trajetória de quase sete décadas da Companhia feita de superação, ousadia, desprendimento, inovação, coragem e muita inspiração.

Segundo o executivo, a Randon – que emprega 9.500 funcionários, que gera um faturamento bruto anual da ordem de R$ 5 bilhões e que está presente em mais de 100 países em todos os continentes – começou de uma pequena oficina mecânica e enfrentou muitas dificuldades, envolvendo crises e recuo nos projetos de expansão.

“A primeira lição que aprendemos é que empreender requer persistência”, diz David Randon a uma plateia de dezenas de investidores que terão mais de 100 projetos apresentados por novos empreendedores, a quem aconselha avaliar muito cada ideia e a formar equipes competentes.

Embora tenha menos de 60 anos de idade, em sua palestra sobre  “Empresas Randon: contemporaneidade e legado”, David Randon buscou no passado da empresa uma ligação com os conceitos atuais de gestão, marketing e estratégias de crescimento.

“A Randon produziu o primeiro freio a ar em 1954, em plena serra gaúcha, fabricou o primeiro semirreboque de um eixo, desenvolveu sistemas de suspensão, instalou filial em São Paulo quando não se falava nisto, abriu capital na Bolsa de Valores em 71 e olhou além das fronteiras brasileiras vislumbrando o mercado externo, além de fazer parcerias externas confiáveis para continuar crescendo e para perpetuar a empresa. A tudo, dou o nome de ousadia calculada de meu pai Raul Randon e de meu tio Hercílio que fundaram a empresa”, diz ele.

Para o presidente das Empresas Randon, a Companhia presta seu apoio à Gramado Summit, através do Instituto Hercílio Randon, pelas ideias disruptivas dos jovens empreendedores, em uma produtiva troca entre gerações.

“O Brasil precisa da coragem e da esperança da juventude para a concretização de negócios inovadores aproveitando o enorme potencial disponível para resgatar e acelerar o desenvolvimento econômico”, afirma, projetando que o crescimento e as mudanças na empresa devem acontecer, com segurança e responsabilidade, sem colocar em risco o legado e os resultados da Randon.

Produção editorial: Revista M&T – Desenvolvido e atualizado por Diagrama Marketing Editoral