FECHAR
FECHAR
15 de fevereiro de 2021
Voltar

Manutenção periódica de caminhão gera economia para proprietários e frotistas

A checagem preventiva também garante a segurança do motorista e passageiros, evita falhas por desgaste das peças e aumenta a vida útil do veículo
Fonte: Assessoria de Imprensa

A Monroe, desenvolvedora mundial de amortecedores, alerta os motoristas de caminhões e ônibus sobre a importância de realizar uma revisão periódica na suspensão do veículo.

O objetivo é garantir a segurança dos ocupantes e passageiros, além de evitar desgaste das peças, uma vez que muitas estradas do país possuem condições de conservação afetadas, exigindo maior desempenho do veículo.

Itens de segurança do veículo, como o amortecedor, ficam vulneráveis, dependendo do estado de conservação da estrada. A peça é responsável por controlar a movimentação das molas da suspensão e manter os pneus em contato permanente com o solo.

“A suspensão é um sistema que trabalha em conjunto. Quando há uma peça desgastada, automaticamente acelera-se o desgaste dos outros componentes. Por este motivo, a nossa orientação é realizar revisão periódica, sempre seguindo as orientações da montadora, descritas no manual do veículo, ou imediatamente quando notado algum problema”, explica Juliano Caretta, Supervisor de Treinamento Técnico da DRiV.

Atenção à limpeza das peças também é essencial, pois a sujeira é outro fator...


A Monroe, desenvolvedora mundial de amortecedores, alerta os motoristas de caminhões e ônibus sobre a importância de realizar uma revisão periódica na suspensão do veículo.

O objetivo é garantir a segurança dos ocupantes e passageiros, além de evitar desgaste das peças, uma vez que muitas estradas do país possuem condições de conservação afetadas, exigindo maior desempenho do veículo.

Itens de segurança do veículo, como o amortecedor, ficam vulneráveis, dependendo do estado de conservação da estrada. A peça é responsável por controlar a movimentação das molas da suspensão e manter os pneus em contato permanente com o solo.

“A suspensão é um sistema que trabalha em conjunto. Quando há uma peça desgastada, automaticamente acelera-se o desgaste dos outros componentes. Por este motivo, a nossa orientação é realizar revisão periódica, sempre seguindo as orientações da montadora, descritas no manual do veículo, ou imediatamente quando notado algum problema”, explica Juliano Caretta, Supervisor de Treinamento Técnico da DRiV.

Atenção à limpeza das peças também é essencial, pois a sujeira é outro fator que compromete o funcionamento e aumenta o desgaste do amortecedor.

“Realizar a limpeza do equipamento com regularidade é importante, pois gera economia para o bolso do proprietário ou frotista, e aumenta da vida útil dos componentes”, ressalta Caretta.
Com o amortecedor e outras peças da suspensão desgastadas, a capacidade de frenagem é diretamente afetada.

“Além disso, há mais lentidão na resposta e maior distância para a realização do processo, principalmente com o veículo em alta velocidade. Isso torna-se um perigo, pois coloca a vida do motorista e passageiros em risco”, complementa o profissional.

Excesso de peso

O limite de carga é mais um ponto de atenção. O veículo foi projetado e desenvolvido para suportar até um determinado de peso. Exceder esse limite, determinado no manual da montadora, compromete a dirigibilidade, acarretando desgaste das peças e aumentando a probabilidade de acidentes.

“A boa performance do motorista ao volante é crucial. Quando ele é habilidoso, dirige com cuidado, sem ultrapassar o limite de peso, e evita manobras e movimentos desnecessários com o veículo, ele contribui para a preservação da suspensão e seus componentes”, finaliza Caretta.

Av. Francisco Matarazzo, 404 Cj. 701/703 Água Branca - CEP 05001-000 São Paulo/SP

Telefone (11) 3662-4159 - Fax (11) 3662-2192

© Sobratema. A reprodução do conteúdo total ou parcial é autorizada, desde que citada a fonte. Política de privacidade