FECHAR
FECHAR
20 de agosto de 2019
Voltar

EMPRESAS

John Deere é eleita como uma das melhores empresas para trabalhar no Brasil

Empresa sobe uma colocação e alcança a 17ª posição na edição 2019 do ranking Great Place To Work
Fonte: Assessoria de Imprensa

A John Deere investe há anos na missão de transformar a empresa em um ambiente mais colaborativo, inspirador, justo e inclusivo.

E, como resultado destas iniciativas foi o reconhecimento conquistado como Melhores Empresas para Trabalhar – GPTW (Great Place to Work) Brasil pela 12ª vez consecutiva.

Wellington Silvério, diretor de Recursos Humanos para a América Latina da John Deere, recebeu a premiação, entregue na semana passada, na capital paulista.

"É com muita felicidade que estamos aqui novamente. Isso prova o nosso compromisso com os nossos colaboradores e indica que todas as iniciativas que estamos implementando pensando na sensibilização, educação e respeito têm surtido o efeito esperado em toda a companhia e na sociedade", afirma Silvério.

"As oportunidades existentes no país permitem uma integração interessante de se observar. Saber escutar cada área, cada região, cada colaborador é o que fez a diferença para alcançarmos esse resultado hoje", complementa.

A John Deere conta com diversas iniciativas para o desenvolvimento e bem-estar de seus mais de 5 mil funcionários. Ao todo, são cerca de 50 projetos em andamento.

"Somos uma companhia com destaque em tecnologia e inovação, e que preserva os valores que permeiam a nossa história de 180 anos. Antes de qualquer coisa, uma empresa é feita de pessoas; por isso, não medimos esforços para, diariamente, sermos melhores e construirmos um legado humano e social positivo com as pessoas com quem trabalhamos", conclui o diretor de Recursos Humanos para a América Latina.

O ranking GPTW é realizado desde 1997, em parceria com a editora Globo, e lista as 150 melhores empresas para trabalhar no país, por meio de uma metodologia de cruzamento de informações enviadas pelas companhias e seus colaboradores. Nesta edição, foram avaliadas mais de 2.600 empresas.