FECHAR
FECHAR
18 de julho de 2018
Voltar

Lançamentos

John Deere amplia portfólio de equipamentos de Linha Amarela no Brasil

Empresa apresenta novos modelos de escavadeiras, motoniveladoras e tratores de esteira
Fonte: Assessoria de Imprensa

Tendo em vista uma retomada aparente do segmento de construção, a John Deere Construção aposta no lançamento e na nacionalização de equipamentos da Linha Amarela.

De acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), a perspectiva é de que o mercado apresente um incremento de 10% a 15% na comercialização de máquinas pesadas, boa parte devido à retomada de investimentos, leilões em infraestrutura e também à utilização deste tipo de equipamento na agricultura, setor que tem, cada vez mais, demandado produtos da categoria.

“Apesar das incertezas das eleições, o segmento poderá chegar a 20% na comercialização de máquinas pesadas”, afirma Roberto Marques, diretor de vendas da divisão de construção da John Deere.

Para apresentar ao mercado suas novidades para o setor de construção em 2018, a John Deere promove, entre julho e agosto, o John Deere Expo, evento que circula por diferentes regiões do país por meio dos distribuidores da companhia.

A primeira edição, realizada na semana passada, em Indaiatuba (SP), contou com a exposição de novas máquinas e a presença de consultores especializados para mostrar todo o potencial da linha amarela da empresa.

No evento, a John Deere exibiu aos clientes seus lançamentos, entre eles as escavadeiras 210G LC ME e 350G LC ME.

As escavadeiras contam com alta velocidade e torque de giro, resultando em uma maior produtividade.

“Essa nova linha de escavadeira denominada Heavy Duty é voltada para operações que demandam atividades mais pesadas”, comenta Marques.

As novas motoniveladoras 620G e 622G têm a capacidade de realizar um acabamento mais preciso em obras. “Reposicionamos a linha de motoniveladoras para que os nossos clientes possam ter mais opções”, diz.

Além dos produtos inéditos, a John Deere anuncia a nacionalização da produção da escavadeira 130G que, com sua estrutura compacta, proporciona mais agilidade nas operações e facilidade no transporte.

A empresa também passa a fabricar localmente três modelos da linha de tratores de esteira, o 700J-II, 750J-II e o 850J-II, após um investimento de R$ 80 milhões para ampliar a fábrica de Indaiatuba, SP.

"Hoje, o Brasil é o único lugar no mundo, com exceção dos EUA, que está apto a produzir esses modelos. Com produção local, eles passam a se enquadrar aos diferentes programas governamentais de financiamento de máquinas, além de serem exportados para 65 países. Esse movimento é uma prova da relevância de nosso mercado e da competência e qualidade global da indústria brasileira", completa Marques.

Produção editorial: Revista M&T – Desenvolvido e atualizado por Diagrama Marketing Editoral