FECHAR
FECHAR
14 de julho de 2020
Voltar

EQUIPAMENTOS

Escavadeiras Case CX220C operam em obras do estádio do Clube Atlético Mineiro

Máquinas entram em campo para a construção do estádio em Belo Horizonte, MG
Fonte: Assessoria de Imprensa

A Case Construction Equipment, marca CNH Industrial, é parte integrante da frota em campo para a construção da Arena MRV, o estádio do Clube Atlético Mineiro.

Duas escavadeiras hidráulicas Case CX220C são usadas na construção do estádio, em fase de terraplanagem.

Neste estágio da obra, os equipamentos atuam na escavação, carga e transporte da terra do terreno de 130 mil m².

Segundo Maurício Moraes, gerente de marketing da Case South America, a escavadeira Case CX220C é equipada com um motor Case / FPT de 147,8 HP, certificação Tier 3, com baixa emissão de poluentes, e oferece um modo de trabalho, denominado ECO, que proporciona menor gasto de combustível e garante um excelente desempenho ao equipamento.

“A combinação entre eficiência hidráulica, potência do motor e recursos eletrônicos proporcionam o equilíbrio das escavadeiras, empregando a força de modo eficiente em cada aplicação, gerando economia quando a tarefa é leve e entregando a potência necessária quando é requerida” afirma Moraes.

Com o trabalho em ritmo acelerado, o bem estar dos operadores é essencial. Por isso, a marca destaca ainda o conforto da cabine.

“Temos também uma cabine silenciosa ...


A Case Construction Equipment, marca CNH Industrial, é parte integrante da frota em campo para a construção da Arena MRV, o estádio do Clube Atlético Mineiro.

Duas escavadeiras hidráulicas Case CX220C são usadas na construção do estádio, em fase de terraplanagem.

Neste estágio da obra, os equipamentos atuam na escavação, carga e transporte da terra do terreno de 130 mil m².

Segundo Maurício Moraes, gerente de marketing da Case South America, a escavadeira Case CX220C é equipada com um motor Case / FPT de 147,8 HP, certificação Tier 3, com baixa emissão de poluentes, e oferece um modo de trabalho, denominado ECO, que proporciona menor gasto de combustível e garante um excelente desempenho ao equipamento.

“A combinação entre eficiência hidráulica, potência do motor e recursos eletrônicos proporcionam o equilíbrio das escavadeiras, empregando a força de modo eficiente em cada aplicação, gerando economia quando a tarefa é leve e entregando a potência necessária quando é requerida” afirma Moraes.

Com o trabalho em ritmo acelerado, o bem estar dos operadores é essencial. Por isso, a marca destaca ainda o conforto da cabine.

“Temos também uma cabine silenciosa e segura, os comandos leves e precisos e um sistema de comando eletro-hidráulico, projetado para garantir o melhor desempenho do equipamento e a comodidade do operador, mesmo nas condições de trabalho mais severas” conclui.

Além disso, todos os filtros e pontos de abastecimentos regulares da linha de escavadeiras da Série C são agrupados, facilitando o acesso à manutenção e garantindo maior durabilidade ao equipamento.

As máquinas Case utilizadas na obra da Arena MRV foram comercializados pela Brasif, concessionária Case em Minas Gerais, para a Poros Construtora. Quando finalizado, o estádio poderá receber até 46 mil torcedores, com 2.400 vagas de estacionamento e será o 6º maior estádio particular do país.