FECHAR
FECHAR
25 de julho de 2018
Voltar

Empresas

Escavadeira Link-Belt soma mais de 35 mil horas de uso na Guatemala

Equipamento vendido em 1998 já passou por três clientes e continua operando na região
Fonte: Assessoria de Imprensa

Em 1998, a máquina de modelo 2800Q e número de série E6I8-0665, foi a primeira escavadeira Link-Belt vendida na Guatemala.

A máquina foi adquirida para trabalhar em uma ação emergencial decorrente do furacão Mitch, que além da Guatemala, também atingiu El Salvador, a Península de Yucatan e o sul da Flórida naquele ano.

Segundo o comprador da escavadeira, Manuel Orellana, o equipamento atuou em operações de dragagem por cerca de dois meses, em três turnos de trabalho (24 horas).

Nas mãos dele, a escavadeira Link-Belt chegou a rodar cerca de 16 mil horas. “Posteriormente, vendi o equipamento para um cliente meu, que chegou a utilizá-lo por mais 10 mil horas. Neste período, a escavadeira passou apenas pela reconstrução do motor e da bomba hidráulica, manutenção necessária devido ao tempo de uso”, conta Orellana.

Mais tarde, a 2800Q foi vendida para um terceiro cliente, com quem completou uma jornada de mais de 35 mil horas de trabalho.

Atualmente, a escavadeira opera em uma pedreira no Noroeste do país e, mesmo com 20 anos de história, ela continua atuando.

“Recentemente, encontrei a máquina operando na pedreira e constatei que o horímetro marcava 35.023 horas de operação”, finaliza Orellana, que atualmente é sócio proprietário da distribuidora La Conquista, empresa representante das escavadeiras Link-Belt na Guatemala.

Produção editorial: Revista M&T – Desenvolvido e atualizado por Diagrama Marketing Editoral