FECHAR
FECHAR
08 de agosto de 2018
Voltar

Energia / Construções verdes se destacam na geração de energia limpa

A Certificação Zero Energy Building é uma ferramenta que se aplica em todo o território nacional já considerando todas às variáveis regionais. Apresenta critérios específicos e definidos, garante a viabilidade técnica e financeira, além da transparência na avaliação, a partir de indicadores claros e de auditoria externa.

Iniciativa mundial

O Brasil é um dos primeiros países a implementar essa certificação para o setor de construção.

A iniciativa é do World Green Building Council, que tem por objetivo acelerar a geração de energia por fontes renováveis, o conceito de geração distribuída e fomentar grandes avanços no que tange a eficiência energética.

O compromisso foi firmado no COP Paris, quando estudos apresentados e discutidos mostram que estas ações, atingindo a meta de garantir a autossuficiência energética das novas edificações até 2030, e em um segundo momento, todas até 2050, garantem a reduções das 84 GTon de emissões, o suficiente para manter o aquecimento em até 1,5ºC.

Para atingir esses números, o projeto foi proposto para 10 unidades do Green Building Council no mundo. Em maio de 2017, o Canadá foi o primeiro a lançar sua certificação e agora é a vez do Brasil.

Segundo Felipe Faria, diretor executivo do Green Building Council Brasil (GBC Brasil) e presidente do Comitê dos GBCs das Américas pelo World Green Building Council, a entidade acredita no cumprimento das metas propostas, por mais que pareçam ousadas.

“Ao nosso favor temos milhões de metros quadrados investindo em eficiência, além da força das nossas empresas associadas, parceiros e profissionais engajados”, afirma Faria.

Produção editorial: Revista M&T – Desenvolvido e atualizado por Diagrama Marketing Editoral