FECHAR
FECHAR
24 de outubro de 2018
Voltar

Construção / BNDES tem R$ 50 bi para infraestrutura

Assim, o banco viabiliza a participação dos fundos de pensão, já que esses investidores não podem comprar debêntures diretamente do emissor.

Tudo indica que não faltarão recursos para a expansão das obras de infraestrutura no país, desde que haja regras claras e uma regulação de boa qualidade. Hoje, o caixa da instituição é de R$ 140 bilhões que não foram emprestados por absoluta falta de demanda.

Um problema que aparece no radar é de outra natureza. Há dinheiro, mas não há uma lista de novos e bons projetos na carteira do banco. Esse é um drama que já se coloca para 2019 e para o qual o presidente da instituição, Dyogo de Oliveira, tem chamado a atenção.

O diretor de Infraestrutura e Saneamento foi encarregado de preparar a transição no BNDES e já está listando as medidas que deveriam ter sido tomadas pelo atual governo e que, por razões diversas, não foram, para que a próxima administração as adote.

Dentre elas, ele destaca a sugestão para que se reduzam os dividendos que o BNDES repassa anualmente ao Tesouro Nacional, dos atuais 60% do resultado do banco para 25%. "Sem isso não será possível retomar a média histórica de 2% do PIB de desembolsos da instituição de fomento", alerta o especialista.

Produção editorial: Revista M&T – Desenvolvido e atualizado por Diagrama Marketing Editoral