FECHAR
FECHAR
16 de janeiro de 2019
Voltar

Resultados

Anfavea revela resultados de 2018 e projeções para 2019

Para o setor de máquinas agrícolas e rodoviárias, a previsão é de alta das vendas internas em 10,9%, com 53 mil unidades em 2019
Fonte: Portal do Agronegócio

A Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), apresentou na semana passada, em São Paulo, os resultados da produção de caminhões, máquinas agrícolas e rodoviárias em 2018 e as projeções para 2019.

Segundo Antonio Megale, presidente da Anfavea, em 2018 foram vendidas 47,8 mil máquinas agrícolas e rodoviárias, expansão de 12,7% sobre as 42,4 mil em 2017. No último mês do ano, quando o setor comercializou 4,4 mil unidades, houve aumento de 18,3% ante as 3,7 mil de novembro e de 22% sobre as 3,6 mil de dezembro de 2017.

A produção nos 12 meses de 2018 acumulou 65,7 mil unidades e ficou 23,8% acima do que 2017 (53 mil). Em dezembro, 5,6 mil unidades foram fabricadas, o que representa diminuição de 14,3% com relação a novembro (6,5 mil) e crescimento de 113,7% contra as 2,6 mil unidades do mesmo período de 2017.

“As exportações no setor de máquinas agrícolas e rodoviárias encerraram o ano com 12,7 mil unidades, diminuição de 9,1% frente as 14 mil de 2017”, afirma.

Para o setor de máquinas agrícolas e rodoviárias, a previsão é de alta das vendas internas em 10,9%, com 53 mil unidades em 2019. As exportações seguirão o mesmo patamar do ano passado, com 13 mil unidades. Já a produção de novos produtos será de 66 mil unidades em2019 – alta de 0,5%.

Caminhões e ônibus

As vendas de caminhões em 2018 registraram 76 mil unidades, expansão de 46,3% diante das 52 mil unidades do ano anterior. Na análise mês a mês, as 7,6 mil unidades comercializadas em dezembro ficaram 0,6% abaixo das 7,7 mil de novembro e 25,7% superiores às 6,1 mil unidades de dezembro de 2017.

A produção encerrou o ano com alta de 27,1%: foram 105,5 mil unidades em 2018 e 83 mil em 2017. No último mês do ano passado saíram das linhas de montagem 7,3 mil unidades, número 26,5% menor na comparação com as 10 mil de novembro, e 0,8% inferior em relação às 7,4 mil de igual período de 2017.

As exportações no ano passado chegaram a 24,6 mil unidades, recuo de 12,7% frente as 28,2 mil unidades de 2017.

“Em dezembro, mil unidades foram exportadas, o que representa diminuição de 24,2% ante as 1,4 mil de novembro e decréscimo de 50,9 % contra as 2,1 mil de dezembro de 2017”, finaliza.