FECHAR
FECHAR
30 de agosto de 2010
Voltar
Espaço aberto

Tecnologia europeia em centrais de concreto

A linha de centrais móveis de concreto Euromix, produzida pela empresa austríaca SBM, atende a todas as demandas de flexibilidade no tansporte e na montagem da usina, proporcionando alta precisão na  dosagem e uma qualidade na produção compatível com as exigências das grandes obras de construção. Elas são modulares e dispostas em contêiner, possibilitando sua instalação em canteiros com pouco espaço, com muita rapidez e baixo investimento em infraestrutura.

As centrais de concreto da empresa são fabricadas em modelos com capacidade de produção contínua entre 65 e 250 m³/h, com larguras de transporte que variam de 2,5 m a 3,5 m, respectivamente. Com isso, podem ser deslocadas de um canteiro para o outro sobre uma carreta, oferecendo rapidez e baixo custo às operações de mobilização e desmobilização numa obra. Segundo a empresa, elas podem ser montadas em apenas oito horas.

No caso do modelo Euromix 3000CC,  que possibilita um incremento gradativo da produção de 120 até 200 m³/h, o usuário dispõe de quatro silos, de uma unidade de pesagem de cimento de 1.800 kg, um reservatório de água com capacidade para o fornecimento de 1.300 l/min e um gerador de 300 kVA. Com esse conceito modular, a usina permite aumentar a produção de acordo com a necessidade da obra.

A SBM, que está prospectando negócios no Brasil, apresenta como exemplo de usuários de suas centrais a construtora Skanska, uma das maiores da Europa, que empregou um modelo Euromix 4000 (até 170 m³/h de produção contínua) na obra da mais movimentada rodovia da República Checa. Devido a sua modularidade, a usina prossibilitou a produção de concreto em grandes volumes no próprio canteiro, eliminando o impacto do transporte desse material no tráfego da estrada.

www.sbm-wageneder.at


A linha de centrais móveis de concreto Euromix, produzida pela empresa austríaca SBM, atende a todas as demandas de flexibilidade no tansporte e na montagem da usina, proporcionando alta precisão na  dosagem e uma qualidade na produção compatível com as exigências das grandes obras de construção. Elas são modulares e dispostas em contêiner, possibilitando sua instalação em canteiros com pouco espaço, com muita rapidez e baixo investimento em infraestrutura.

As centrais de concreto da empresa são fabricadas em modelos com capacidade de produção contínua entre 65 e 250 m³/h, com larguras de transporte que variam de 2,5 m a 3,5 m, respectivamente. Com isso, podem ser deslocadas de um canteiro para o outro sobre uma carreta, oferecendo rapidez e baixo custo às operações de mobilização e desmobilização numa obra. Segundo a empresa, elas podem ser montadas em apenas oito horas.

No caso do modelo Euromix 3000CC,  que possibilita um incremento gradativo da produção de 120 até 200 m³/h, o usuário dispõe de quatro silos, de uma unidade de pesagem de cimento de 1.800 kg, um reservatório de água com capacidade para o fornecimento de 1.300 l/min e um gerador de 300 kVA. Com esse conceito modular, a usina permite aumentar a produção de acordo com a necessidade da obra.

A SBM, que está prospectando negócios no Brasil, apresenta como exemplo de usuários de suas centrais a construtora Skanska, uma das maiores da Europa, que empregou um modelo Euromix 4000 (até 170 m³/h de produção contínua) na obra da mais movimentada rodovia da República Checa. Devido a sua modularidade, a usina prossibilitou a produção de concreto em grandes volumes no próprio canteiro, eliminando o impacto do transporte desse material no tráfego da estrada.

www.sbm-wageneder.at