FECHAR
FECHAR
15 de novembro de 2018
Voltar
Manutenção

Suportando a fadiga de movimentos

Seleção e cálculo da vida útil de rolamentos implica conhecimento das características de cada tipo de componente, entendendo as ocorrências de esforços combinados

Componentes fundamentais para o movimento controlado em sistemas de máquinas, os rolamentos podem ser produzidos com esferas ou roletes e apresentarem estruturas cônicas, esféricas ou cilíndricas. Conforme sua construção, essas peças podem ser radiais, de empuxo (axiais) ou de contato angular. Basicamente, os roletes ou esferas estão montados em um separador – normalmente de aço ou nylon – e ficam apoiados em suas pistas.

Embora tenham sido desenvolvidos para suportar cargas radiais, os rolamentos de esferas de contato angular também apresentam desempenho relativamente bom com cargas axiais ou combinadas. As esferas se assentam sobre pistas côncavas e são mantidas na posição por um separador metálico ou plástico.

Produzidos com esferas ou roletes, os rolamentos apresentam estruturas cônicas, esféricas ou cilíndricas

Os rolamentos de esferas de contato angular podem ser construídos com uma ou duas carreiras de esferas. Os rolamentos de carreira simples foram projetados para uso com cargas combinadas, mas com alta carga de empuxo em um sentido, suficiente para inviabilizar o uso de rolamentos radiais de esferas. Sua capacidade de suportar cargas axiais, portanto, é significativamente maior que a dos rolamentos convencionais de esferas de mesmas dimensões.

Os rolamentos radiais de rolos cônicos, por sua vez, apresentam projetos mais comuns com carreira simples, consistindo de um conjunto de pista interna, roletes cônicos e separador (cone), além de uma capa externa, em cujo interior circulam os roletes. Normalmente, são montados aos pares, em posições invertidas.

Há ainda os rolamentos radiais de rolos cilíndricos e esféricos, que são formados por um anel externo, um anel interno e um conjunto de roletes com o respectivo separador. Dependendo da aplicação, um dos anéis possui dois ressaltos para guiar os roletes, enquanto o outro possui um ou nenhum, podendo ser separado do conjunto para montagem e desmontagem.

Esse tipo de rolamento pode suportar cargas radiais pesadas e cargas axiais leves em um único sentido. No caso dos rolos esféricos, têm o formato de barrilete e características autocompensadoras de desalinhamento.

De modo geral, os rolamentos axiais de esferas são projetados para suportar cargas axiais, embora alguns possam suportar também cargas radiais. A construção compreende duas pistas iguais com sulco para as esferas e um separador para as mesmas. São comumente utilizados para cargas mais leves e velocidades maiores que as dos rolamentos axiais de roletes.