FECHAR
FECHAR
20 de dezembro de 2011
Voltar
Empresa

Stone traz linha leve de compactação

Fabricante norte-americana anuncia plano de investimento conjunto com distribuidoras no País e promete trabalhar fortemente no aftermarket

A Stone já atua há 44 anos no segmento de linha leve de construção nos EUA e está oficialmente no Brasil há quatro, tendo permanecido concentrada nas Regiões Norte, Nordeste e Sul. Com produtos que vão desde placas vibratórias à rolos compactadores, a Stone está apresentando a sua linha completa, exceto as betoneiras, ao mercado brasileiro e espera que as vendas e serviços pós-vendas sejam feitos através de distribuidores regionais já estabelecidos no mercado, com os quais pretende negociar parcerias nos próximos meses.

“Vamos oferecer suporte e treinamento pós-venda especializado aos dealers da marca e, possivelmente, inaugurar um futuro centro de apoio às distribuidoras”, afirma Livingstone Treumann, gerente de vendas da Stone na América Latina. “Nossa aposta de sucesso está principalmente no mercado de locação de equipamentos, principalmente com a série de compactadores leves”, acrescenta.

De acordo com o executivo, a linha leve de compactação tem amplo mercado nos processos de recuperação de asfalto, seja em projetos privados ou estatais, como as Operações Tapa-buraco, presentes em diversas cidades brasileiras. “Na troca de asfalto, deve-se utilizar uma serra de concreto para retirar a área danificada e, em seguida, um compactador. E nós estamos apresentando produtos para todas essas etapas”, explica Treumann.

Entre os produtos citados por ele está o rolo vibratório Wolfpac 6100R, de duplo cilindro, com 2.750 kg de peso estático e um sistema eletro-hidráulico que permite direcionar e controlar a intensidade das vibrações. A série de compactadores de percussão, com até 66 kg de peso e 1.600 kg de impacto, é outro equipamento no qual a empresa aposta. “Ele oferece um sistema de desligamento do tanque de gasolina ao mesmo tempo em que a máquina é desligada, evitando que o combustível entre no carburador e acumule resíduos”, explica Treumann.

Ao rol de produtos apresentados pelo especialista inclui-se também a linha de placas vibratórias com velocidades de deslocamento de até 130 pés por minuto, além de uma linha de serras de concreto e asfalto com cortes planos de até 19,4 cm de profundidade.

Com experiência no setor brasileiro e internacional de construção, Treumann avalia que o Brasil está em um processo de crescimento rápido e irreversível no setor de infraestrutura. “A máxima diz respeito não somente a investimentos do governo, mas tamb


A Stone já atua há 44 anos no segmento de linha leve de construção nos EUA e está oficialmente no Brasil há quatro, tendo permanecido concentrada nas Regiões Norte, Nordeste e Sul. Com produtos que vão desde placas vibratórias à rolos compactadores, a Stone está apresentando a sua linha completa, exceto as betoneiras, ao mercado brasileiro e espera que as vendas e serviços pós-vendas sejam feitos através de distribuidores regionais já estabelecidos no mercado, com os quais pretende negociar parcerias nos próximos meses.

“Vamos oferecer suporte e treinamento pós-venda especializado aos dealers da marca e, possivelmente, inaugurar um futuro centro de apoio às distribuidoras”, afirma Livingstone Treumann, gerente de vendas da Stone na América Latina. “Nossa aposta de sucesso está principalmente no mercado de locação de equipamentos, principalmente com a série de compactadores leves”, acrescenta.

De acordo com o executivo, a linha leve de compactação tem amplo mercado nos processos de recuperação de asfalto, seja em projetos privados ou estatais, como as Operações Tapa-buraco, presentes em diversas cidades brasileiras. “Na troca de asfalto, deve-se utilizar uma serra de concreto para retirar a área danificada e, em seguida, um compactador. E nós estamos apresentando produtos para todas essas etapas”, explica Treumann.

Entre os produtos citados por ele está o rolo vibratório Wolfpac 6100R, de duplo cilindro, com 2.750 kg de peso estático e um sistema eletro-hidráulico que permite direcionar e controlar a intensidade das vibrações. A série de compactadores de percussão, com até 66 kg de peso e 1.600 kg de impacto, é outro equipamento no qual a empresa aposta. “Ele oferece um sistema de desligamento do tanque de gasolina ao mesmo tempo em que a máquina é desligada, evitando que o combustível entre no carburador e acumule resíduos”, explica Treumann.

Ao rol de produtos apresentados pelo especialista inclui-se também a linha de placas vibratórias com velocidades de deslocamento de até 130 pés por minuto, além de uma linha de serras de concreto e asfalto com cortes planos de até 19,4 cm de profundidade.

Com experiência no setor brasileiro e internacional de construção, Treumann avalia que o Brasil está em um processo de crescimento rápido e irreversível no setor de infraestrutura. “A máxima diz respeito não somente a investimentos do governo, mas também à grande quantidade de investimentos do setor privado”, diz ele, finalizando que o crescimento do País não se restringe às regiões que sediarão a Copa de 2014 e as Olimpíadas de 2016.

 

Mais materias sobre esse tema