FECHAR
FECHAR
04 de outubro de 2018
Voltar
Tratores

Renovação garantida

Seja com linhas de financiamento de fabricantes ou programas estatais de fomento, o pequeno produtor brasileiro conta com boas opções para renovar sua frota de tratores

Para facilitar a aquisição de tratores pelos pequenos agricultores, algumas fabricantes passaram a oferecer linhas de financiamento especialmente dedicadas à agricultura familiar brasileira.

Em algumas linhas oferecidas no Brasil, o produtor pode financiar até 100% do valor do produto

A John Deere é uma delas. Como explica o gerente de marketing tático da empresa, Celso Camarano Monteiro Jr., o Banco John Deere opera desde 2016 com linhas de financiamento que beneficiam produtores com renda bruta de até R$ 415 mil nos últimos 12 meses, aumentando a produtividade de suas terras por meio do incremento tecnológico e, consequentemente, da capacidade operacional. “O cliente pode financiar tratores e implementos fabricados e comercializados pela John Deere em até 100% do valor do produto, com até oito anos para pagamento da máquina e taxas de 4,6% de juros ao ano, além do treinamento do operador na entrega técnica”, detalha o especialista.

 

Outra possibilidade de financiamento é por meio do Banco AGCO Finance e do Consórcio Massey Ferguson e Valtra. “Essas linhas oferecem garantia de entrega, flexibilidade de pagamento e planos de até 120 meses sem acréscimo”, descreve Winston Quintas, supervisor de marketing de produto da Valtra.

Bancos de fábrica oferecem flexibilidade de pagamento e planos de até 120 meses

Além dos bancos de marca, atualmente há outras opções para o produtor brasileiro. O Programa Mais Alimentos (MDA), a linha de crédito do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) e o financiamento de máquinas e equipamentos da Agência Especial de Financiamento Industrial (BNDES Finame) são alguns dos sistemas que o pequeno agricultor tem acesso para aquisição, por exemplo, dos tratores das próprias Valtra e Massey Ferguson.

Na CNH Industrial, a especialização obtida em décadas de atuação no agronegócio em âmbito global permite analisar e entender a estrutura do cliente como um todo, projetando assim seu potencial de pagamento e crescimento. Além de banco próprio, a empresa disponibiliza – por meio do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) – algumas linhas do ModerFrota (Programa de Modernização da Frota de Tratores Agrícolas e Implementos Associados e Colheitadeiras), com taxas de 7,5% aa para clientes com faturamento de até R$ 90 milhões. “Além disso, toda a nossa rede de concessionárias tem um correspondente bancário devidamente certificado pelo BNDES”, explica Lauro Rezende, gerente de marketing de produto da Case IH, marca que integra o grupo, ao lado da New Holland Agriculture. “São eles que auxiliam o vendedor na coleta da documentação e incluem a proposta e os documentos diretamente no sistema do banco para aprovação de crédito.”

Produção editorial: Revista M&T – Desenvolvido e atualizado por Diagrama Marketing Editoral