FECHAR
08 de abril de 2010
Voltar
Internacional

Extemin debate o futuro da mineração no Peru

Sobratema marca presença na feira com estande no qual recebeu visitantes e expositores, assim como representantes de associações parceiras internacionais

Para um país que tem na mineração uma das suas principais atividades econômicas, o Perú não poderia deixar de sediar um dos principais evento do setor na América do Sul. Quem visitou a 29a Extemin, realizada em setembro, na cidade de Arequipa, constatou a força da mineração peruana. Organizada pelo Instituto de Ingenieros de Minas del Perú (IIMP), a feira reuniu 573 expositores que atrairam a visita de cerca de 20 mil profissionais do setor de todo o continente.

Além da forte presença de fabricantes de equipamentos estabelecidos no Perú, a feira contou com expositores de 17 países, como África do Sul, Alemanha, Austrália, Bélgica, Brasil, Canadá, Chile, Coréia do Sul, Espanha, Estados Unidos, França, Índia, Itália e Polônia, entre outros. Representando o Brasil, a Sobratema também marcou presença no evento com um estande onde recebeu os expositores e visitantes da feira, além de representantes das associações parceiras internacionais.

Paralelamente ao evento, a 29a Convenção Minera (Perumin) promoveu um debate sobre os rumos da mineração no país, com palestras e seminários sobre os mais variados temas relacionados ao setor, como gestão, logística e operação de minas, geologia, meio ambiente, segurança no trabalho e responsabilidade social, entre outros.

Ao final do evento, o ministro de Minas e Energia do Perú, Pedro Sanchez, anunciou o aporte de US$ 30 bilhões em novos investimentos em mineração no país. “Apesar da crise econômica mundial, nossos abundantes recursos minerais nos posicionam entre os principais produtores de minérios do mundo, o que constitui uma oportunidade para a melhoria das condições de vida do povo peruano e o respeito ao meio ambiente”, disse ele.