FECHAR
FECHAR
05 de outubro de 2018
Voltar
Manutenção

Alto desempenho sem vazamentos

Além de separar tipos de lubrificantes, anéis e vedações isolam as partes da estrutura da máquina onde seja necessário evitar a entrada de partículas contaminantes
Por Evanildo da Silveira

Sejam fabricados no Brasil ou no exterior, os anéis e vedações são essenciais para manter um desempenho excelente das máquinas pesadas usadas na construção na agricultura e na mineração. Seguindo os mais exigentes padrões e normas de qualidade internacionais, essas peças garantem qualidade superior contra falhas relacionadas aos fluidos, pressão e temperatura em equipamentos como pás carregadeiras, caminhões, retroescavadeiras e outras famílias de grande porte utilizadas nas mais diferentes tarefas de um canteiro de obras, mina ou lavoura.

O engenheiro mecânico João Luiz Broglio, gestor de manutenção de frotas e diretor da Union Peças e Serviços, explica que, de forma geral, os anéis e vedações são utilizados em componentes móveis de maquinas, seja na linha móbil ou industrial. Isolando as partes mecânicas das hidráulicas ou quaisquer partes da estrutura onde seja necessário evitar a entrada de contaminantes, esses componentes também separam os tipos diferentes de lubrificantes, que não devem ser misturados.

Componentes de alta resistência, as vedações geralmente são compostas por materiais como flúor elastômero, nitrílico e teflon

De acordo com o especialista, os principais tipos de vedações utilizados nas máquinas pesadas móveis incluem retentores, guarda-pós, anéis ”O” e gaxetas, dentre outros. “Todos são fabricados com materiais que variam conforme a aplicação, mas sempre com alta resistência, apropriados a elevadas pressões, além de terem resistência a óleos e graxas”, diz ele. “Dentre os principais compostos utilizados em sua fabricação, podemos citar o viton (flúor elastômero), os nitrílicos e os teflon.”

FALHAS

Todavia, como ocorre com todo tipo de peça e equipamento de uso intensivo, os anéis e vedações também estão sujeitos a falhas, que podem ser causadas por calor excessivo, instalação inadequada, contaminação e picos de pressão acima do normal, entre outras razões. “Devido ao tempo de uso ou exposição a excessos, as vedações hidráulicas eventualmente falham e precisam ser substituídas”, alerta Ricardo Pedrosa Bispo, gerente de vendas da Ved System. “Um engenheiro de projeto pode ser capaz de reduzir os danos infligidos a elas se tiver em mente o que normalmente causa as falhas, tentando evitar seu impacto prejudicial.”

Produção editorial: Revista M&T – Desenvolvido e atualizado por Diagrama Marketing Editoral