FECHAR
FECHAR
08 de junho de 2019
Voltar
Agrishow 2019

A mecanização do campo

Demonstrando sua versatilidade em diversas áreas de atuação, equipamentos da Linha Amarela mais uma vez marcam presença na maior feira de tecnologia agrícola do país
Por Melina Fogaça

Já não é nenhuma novidade o aumento da presença dos equipamentos da Linha Amarela na prestação de serviços de apoio na produção agrícola, ao ponto de se tornarem essenciais – e mesmo até indispensáveis – em algumas dessas atividades.

Com já ocorreu em outros anos, essa tendência crescente pôde ser verificada durante a 26ª Agrishow – Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação, realizada em maio em Ribeirão Preto (SP), na qual diversos fabricantes marcaram presença em meio aos maquinários e soluções agrícolas.

Essa movimentação não vem à toa. De acordo com dados da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), há dez anos o setor agrícola representava em torno de 4% do volume de vendas da indústria de máquinas de construção, saltando atualmente para uma faixa entre 20% e 30% da demanda, com estimativa de crescimento em 2019 de um percentual entre 8% e 10% em comparação ao ano passado. Para algumas marcas, o segmento já consome metade da produção.

Para o presidente da JCB Latam, José Luis Gonçalves, as máquinas da Linha Amarela e de movimentação de materiais ganham cada vez mais espaço na agricultura devido ao processo irreversível de mecanização do campo, em um quadro no qual os produtores buscam maior produtividade, eficiência e redução de custos. E esse processo está apenas começando. “Globalmente, cerca de 30% das vendas da JCB global são voltadas para a agricultura e esse número segue a mesma proporção no Brasil”, diz ele.

"Mas ainda temos muito a crescer."

O modelo Cat 914K Ag Handler: produtoespecializadopara a plantation brasileira

Segundo o executivo, aos poucos os produtores estão percebendo que, além dos equipamentos-base para o agronegócio (como tratores, plantadeiras, colheitadeiras, colhedoras e pulverizadores), há outras máquinas que ajudam a melhorar ainda mais a operação no campo.