FECHAR
FECHAR
04 de outubro de 2018
Voltar
Tratores / A força que vai a campo

Perfil de cliente valoriza aspectos como robustez, torque e assistência técnica atuante

Geralmente, como destaca Monteiro Jr., essa diversidade de operações é realizada pelo proprietário da máquina, sendo que a principal característica que ele busca na solução é o equilíbrio entre capacidade e economia. “São pontos importantes contar com potência e torque para operar com diferentes implementos em condições variadas, sistema hidráulico com vazão e capacidade de levante compatíveis com os implementos e tomada de força que opere na rotação econômica”, afirma o gerente, destacando ainda outro fator fundamental. “Para esse produtor, o trator também precisa ser confortável e oferecer operação e manutenção simplificadas.”

Além desses pontos, o pequeno produtor rural brasileiro também busca outros benefícios, como confiabilidade e tradição da marca. Como explica o gerente de marketing para tratores da New Holland Agriculture, Saulo Silva, esse cliente anseia por características como robustez e alto torque, baixo índice de quebras, consumo baixo de combustível, custo reduzido de manutenção, elevado escalonamento de marchas e, não menos importante, rede de concessionários presente e atuante em sua região.

Uso de piloto automático tem ajudado agricultores a obter alto rendimento no campo

Acrescentando detalhes de configuração, o gerente ressalta que os pequenos agricultores adquirem preferencialmente tratores agrícolas de pneus, na faixa de 50 a 90 cv de potência nominal, com motor mecânico e tração dianteira 4x2 auxiliar, além de transmissão mecânica sincronizada de 8 ou 12 marchas à frente, plataforma plana com no mínimo duas válvulas de controle remoto e pneus traseiros aro 30 ou inferior.

Até por uma questão econômica, a maioria ainda escolhe tratores sem cabine, porém o percentual de tratores cabinados vem crescendo substancialmente na preferência deste tipo de cliente. “Já o valor médio de compra varia entre R$ 80 mil e R$ 100 mil, tendo como referência os modelos cadastrados no programa Mais Alimentos, que destina recursos para investimentos em infraestrutura da propriedade rural”, comenta o executivo.

Segundo Winston Quintas, supervisor de marketing de produto para tratores da marca Valtra, do Grupo AGCO, os modelos mais procurados pelos pequenos agricultores incluem máquinas com rodado simples e estreito, para serem utilizadas com pulverizadores de arrasto, plantadeiras, cultivadores e grades. “Em outros casos, as máquinas também são utilizadas para transporte das culturas após a colheita”, ele acresce.

Produção editorial: Revista M&T – Desenvolvido e atualizado por Diagrama Marketing Editoral